Empresa apresenta proposta de custeio para plano família

Na manhã de quarta-feira (20), em Brasília, os Correios e as federações de empregados deram continuidade às discussões sobre a criação do plano para atender pais e mães dos empregados.

Os técnicos da Postal Saúde apresentaram uma proposta de custeio do plano família (veja aqui) e explicaram que poderão aderir ao novo modelo parentes consanguíneos, afins e dependentes que perderam a elegibilidade aos planos a que pertenciam. Esclareceram ainda que as mensalidades serão definidas por faixa etária e que a proposta contempla duas possibilidades: com e sem coparticipação. Por fim, os representantes da operadora fizeram um comparativo com os preços dos planos oferecidos pelo mercado nos mesmos moldes.

Os representantes das federações de empregados solicitaram diversas informações à empresa sobre a Postal Saúde, sobre detalhes da proposta de plano família apresentada e sobre uma possível reabertura dos ambulatórios.

Por fim, os representantes dos Correios reafirmaram a necessidade de uma acordo entre as partes já que, conforme decisão do TST, 31 de julho de 2019 é o prazo final para que os pais sejam mantidos no atual plano.

As discussões devem prosseguir nesta quinta-feira (21), em nova reunião às 14h30, em Brasília.

Veja a ata da reunião.

Publicado em Acordo Coletivo | Deixar um comentário

Mesa de negociação retoma discussões sobre plano família

Na tarde desta terça-feira (19), em Brasília, os Correios e as federações de empregados tiveram a segunda reunião e retomaram as discussões sobre a criação do plano família para atender pais e mães dos titulares do atual plano de saúde. Conforme decisão do TST, 31 de julho de 2019 é o prazo final para que os pais sejam mantidos no atual plano.

A reunião teve início com uma apresentação do cenário econômico da empresa em 2018 e das perspectivas para 2019. Em seguida, a Postal Saúde explicou a legislação aplicada aos planos de saúde e os gastos da operadora com pais e mães no plano de saúde.
Por fim, foram apresentados modelos de plano família utilizados no mercado para atender pais e outros familiares.

As discussões devem prosseguir nesta quarta feira (20), em nova reunião às 9h30, em Brasília.

Publicado em Sem categoria | Com a tag , , , , | Deixar um comentário

Plano família: mesa de negociação

Em reunião na tarde desta terça-feira, dia 5, em Brasília, os Correios e as federações dos empregados iniciaram as discussões sobre a criação do “plano família”, benefício que poderá atender pais e mães dos titulares do atual plano de saúde.

Conforme decisão do TST de 15 de março de 2018, os genitores devem ser mantidos no atual plano até 31 de julho 2019, quando poderão migrar para um plano família, a ser negociado entre as partes.

Ao abrir a reunião, o presidente dos Correios, Juarez Cunha, destacou que o processo de negociação deve ser pautado por “um espírito de boa vontade de ambas as partes”. Segundo o general, a intenção é chegar à melhor proposta possível, tanto para a empresa quanto para os empregados.

Inicialmente, estão previstos seis encontros para debater o assunto. A mesa de negociação será composta por cinco representantes de cada federação e por representantes dos Correios.

Veja a ata da reunião.

Publicado em Negociação Permanente | Deixar um comentário

Plano de saúde para pais e mães

Os Correios e as representações dos trabalhadores iniciam nesta terça-feira (5/2) as reuniões para discutir a criação de um plano de saúde para atender pais e mães dos titulares, o chamado “plano família”.

Em 15 de março de 2018, o Tribunal Superior do Trabalho (TST) determinou que os genitores dos beneficiários deveriam ser mantidos no plano até 31 de julho de 2019 para, então, serem incluídos em um plano família a ser negociado entre a empresa e os representantes dos empregados.

Publicado em Negociação Permanente | Deixar um comentário

Correios e federações assinam ACT 2018/2019

Os Correios e as federações dos empregados assinaram na tarde desta quinta-feira, dia 30, o Acordo Coletivo de Trabalho – ACT 2018/2019. O documento reflete a proposta do vice-presidente do TST, ministro Renato de Lacerda Paiva, que conduziu o processo de mediação.

Confira a íntegra do ACT 2018/2019

Além de reajustar salário e benefícios com base na inflação do período (INPC), o acordo mantém os termos do ACT 2017/2018, ressalvada a cláusula 28, que trata sobre o plano de saúde. A redação final do item seguiu a decisão do TST sobre a nova forma de custeio do benefício, proferida nos autos do dissídio coletivo nº1000295-05.2017.5.00.0000, em março deste ano.

O reajuste será aplicado retroativamente a agosto e a diferença será paga na folha de setembro.

A mediação do TST e a responsabilidade dos empregados com o futuro da empresa foram fundamentais para o fechamento do acordo coletivo.

Agora, precisamos seguir em frente, comprometidos com o alcance das nossas metas de qualidade e com a geração de novos negócios. Juntos vamos fortalecer os Correios e recuperar a credibilidade e a confiança dos brasileiros nesta empresa que, por décadas, foi orgulho nacional.

Confira a ata da reunião.

 

Publicado em Acordo Coletivo | Deixar um comentário

ACT 2018/2019: audiência de assinatura do acordo é adiada

Atendendo à convocação do Tribunal Superior do Trabalho, nesta terça-feira (21), representantes dos Correios e das federações dos empregados compareceram ao TST para audiência de conciliação para fechamento do Acordo Coletivo de Trabalho – ACT 2018/2019.

No entanto, em razão da impossibilidade de finalizar a redação do documento, a audiência de assinatura foi adiada. A nova data será definida pelo TST.

Ainda nesta semana, representantes da empresa e dos empregados retornarão ao Tribunal com o objetivo de solucionar eventuais divergências no texto do Acordo em relação à proposta apresentada pelo ministro Renato de Lacerda Paiva, vice-presidente do TST, no último dia 7.

Publicado em Acordo Coletivo | Deixar um comentário

Empregados têm até o dia 15 para votar proposta do TST

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) prorrogou até o dia 15 de agosto o prazo para as federações se manifestarem sobre a proposta para fechar o Acordo Coletivo de Trabalho – ACT 2018/2019.

Como o limite para o fechamento da folha é 20 de agosto, caso não haja acordo assinado antes dessa data, a empresa terá que efetuar o pagamento apenas dos benefícios previstos na CLT. Isto significa que os trabalhadores perderão vantagens e benefícios estabelecidos no último ACT, que teve vigência até 31 de julho, como o adicional de 70% das férias, anuênios, vale-cultura, dentre outros.

Para reforçar a importância de os empregados comparecerem às assembleias e votarem para que prevaleça a decisão da maioria, o presidente dos Correios gravou uma mensagem aos trabalhadores. Assista aqui.

Publicado em Acordo Coletivo | Deixar um comentário

TST demonstra preocupação sobre ausência de acordo vigente

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) enviou, hoje (9), um despacho aos Correios sobre o pedido da Fentect para prorrogar o prazo de análise da proposta de acordo coletivo apresentada pelo tribunal. Antes de analisar o pleito, o TST solicita que a empresa informe a data limite para fechar a folha de pagamento deste mês.

A preocupação do tribunal é que, sem acordo coletivo vigente, vantagens e benefícios previstos no ACT não podem ser mantidas na próxima folha de pagamento. A manutenção da data-base a partir de 1/8/2018 somente está assegurada mediante a celebração de acordo ou por decisão em dissídio. Não havendo acordo assinado, não há retroatividade.

Em resposta ao TST, a empresa informou que o limite de fechamento da próxima folha é 20 de agosto. Portanto, se o novo acordo coletivo não for assinado antes dessa data, a empresa não possui respaldo legal para inserir quaisquer pagamentos diferentes dos previstos na CLT.

Os Correios aguardam o posicionamento do TST sobre o pedido de prorrogação para análise da proposta do ACT 2018/2019.

Publicado em Acordo Coletivo | Deixar um comentário

Assembleias não avaliam proposta do TST

Nas assembleias realizadas ontem (7), as representações dos empregados deliberaram pela não avaliação da proposta de acordo coletivo apresentada pelo TST e convocação de novas assembleias no próximo dia 14. Apenas 5.471 empregados estiveram presentes, o que representa somente 5,17% do quadro funcional.

Os Correios reiteram que só foi possível aceitar a proposta do TST para o ACT 2018/2019 após esforço máximo de negociação junto ao Ministério do Planejamento. No entanto, apesar de todas as tentativas feitas pela empresa para buscar um acordo negociado, a decisão foi tomada sem que a proposta fosse apresentada aos empregados para avaliação, descumprindo a orientação e o prazo estabelecidos pelo TST, que seria até quinta-feira (9).

Publicado em Acordo Coletivo | Deixar um comentário

ACT 2018/2019: esclarecimento sobre a proposta do TST

Os Correios esclarecem que a reposição da inflação (INPC), projetada em 3,68%, constante da proposta do TST, caso aprovada nas assembleias, será aplicada sobre salários e benefícios.

Publicado em Acordo Coletivo | Deixar um comentário