Esclarecimentos sobre cobranças de taxa na Postal Saúde

Sobre as cobranças de taxa ocorridas nas Diretorias Regionais do Paraná e do Ceará, os Correios esclarecem que nenhuma delas tem a ver com a implantação da Postal Saúde, a Caixa de Assistência e Saúde dos empregados dos Correios.

Foi divulgada a cobrança de 40 reais a um carteiro motorizado da DR/PR para receber uma medicação. Trata-se de equívoco cometido pelo credenciado, pois o procedimento médico em questão continua sendo coberto normalmente pelo plano de saúde dos Correios e remunerado pela ECT diretamente aos credenciados. A área de saúde já orientou o credenciado para evitar futuros transtornos aos empregados, sendo comandada a devolução do valor cobrado ao empregado em sua conta corrente, com o desconto do compartilhamento de praxe. A previsão de crédito desse ressarcimento é até hoje (31).

Também no Paraná, no caso de cobrança do plano de saúde a um aposentado, via boleto, no valor de 163 reais, trata-se de procedimento normal, no caso dos aposentados em inatividade, quando da efetivação de compartilhamento de despesas, pois os ex-empregados não dispõem da figura de contracheque.

Quanto ao caso ocorrido na DR/CE, onde foi cobrada a taxa de 112 reais ao pai de um carteiro por um exame de emergência, informamos que o procedimento chamado Procalcitonina não possui cobertura no plano de saúde dos Correios, não existindo nenhuma vinculação com a implantação da Postal Saúde. Assim, o procedimento não é autorizado e não cabe ressarcimento.

Esses esclarecimentos foram prestados à Fentect por meio de carta. Todos os sindicatos também receberam cópia.

Esta entrada foi publicada em Negociação Permanente e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Prezado leitor,

Só serão publicados comentários diretamente associados ao tema do post. Comentários com conteúdo ou termos ofensivos não serão publicados. Informações, dúvidas, sugestões ou reclamações sobre serviços devem ser encaminhadas ao Fale com os Correios

55 respostas a Esclarecimentos sobre cobranças de taxa na Postal Saúde

  1. VALMIR RIBEIRO DE FREITAS disse:

    Os Correios precisa divulgar mais esse tipo de informação, deve utilizar os chefes e gerentes para conscientizar os empregados que a mudança é positiva que não vai haver perda nem prejuízo financeiro.

    • milson gonçalves amorim disse:

      como faço para dar baixa no serviço medico , pois os dependentes que tenho não usarão o convenio dos correios , e eu não tenho intereçe em continuar no plano .

      • atendente disse:

        Que bom! quanto menos pessoas usando o plano de saúde, melhor pra nossa PLR… se aumentar R$0,01 com sua saída já agradeço!

      • MARCELO PARELHA disse:

        Mislon,

        Peça a conta da ECT

      • Luiz disse:

        Não precisa dar baixa. É só deixar de usar.

      • miguel disse:

        se você não precisa,que bom,é um sinal que vai bem de saúde,porém agente tem um plano de saúde é pra ser usado em horas que de necessidades(doente).Só pra finalizar,se você não precisa,fica calado e não usa que é o mesmo que cancelado,só não fica aqui com brincadeira,pois tem muita gente que precisa e depende desse plano,eu mesmo sou um que tenho pai ,mãe,2 filhos e esposa,e de uma coisa eu te garanto o que me segura nessa empresa e o plano de saúde,pode ter certeza se houver mudança,para ser cobrado algum tipo de taxa,mensalidade etc, caio fora!!

    • Antonio disse:

      Não vai haver perda nem prejuízo? Você deixará de ser assistido para ser associado, veja a diferença da mudança.

  2. Antonio Noronha disse:

    Parabéns à ECT pela atitude nos rápidos esclarecimentos o que demonstra respeito aos seus empregado fato que espera-se ser rotina daqui em diante na atual sociedade moderna onde todos querem seu espaço e os seus direitos respeitados. Lovável a iniciativa, mesmo porque a ECT já havia garantido por ocasião das negociações do acordo coletivo 2013/2014 que, com a implantação do Postal Saúde, não haveria mudança de cobertura dos benefícios do plano de saúde dos Correios.

  3. Carteiro disse:

    Se as mudanças até então divulgadas serão positivas só o tempo irá nos dizer.
    Agora em vez dos sindicatos se unirem e começar a negociar a PLR 2013 ficam deixando
    para a última hora, assim quando a empresa divulga o valor a ser pagos todos querem parar
    fazer greve e afins. Poxa vida realizem negociações desde já, visto que a empresa fecha seu
    balanço anual em 31/12 de cada ano. Assim seria mais justo a todos os trabalhadores.

    ATENÇÃO sindicalistas, acordem para esse fato. Para não chegar maio ficar com movimento de greve.

    • Antonio disse:

      A mudança de CorreiosSaúde para PostalSaúde trará muito mais prejuízo do que um acordo de uma década sem aumento.

    • Não acredito disse:

      Na verdade o que interessa para o sindicato é a Greve em si, pois esse é o seu palco politico, afinal quem não aparece não é lembrado.

      • evandro disse:

        Ótima conclusão. Fico feliz de ver que existem pessoas sem venda nos olhos. Percebam que o sindicato, faz muito barulho e no final….a Empresa dá o que quer e ponto final, senão…..TST na gente!!!!!!

    • Odair Abidão Soares disse:

      Os sindicalistas e suas federações nunca tiveram interesse em negociar PLR antes da Empresa divulgar valores a serem creditados em nossos contracheques.
      Anos passam e eles usam o mesmo discurso de que a Empresa não quer negociar e aí vemos que eles buscam sempre uma vantagem. É como nossas datas bases, porque não começam negociar dois meses antes?

      Odair

  4. Sérgio Murilo disse:

    Parabenizo a ECT pela celeridade na apresentação dos esclarecimentos cabíveis para ambos os casos citados.
    Toda mudança, de uma forma ou de outra, gera certa “insegurança” e “desconfiança”. Somente com o transcorrer do tempo, efetivamente, cientificaremos se o Postal Saúde será um plano que continue a atender aos anseios da família ecetista.
    Na oportunidade, a propaganda e/ou a publicidade são ferrementas essenciais neste momento. No meu entendimento, a ECT ainda “peca” quanto à transparência na divulgação de informações aos empregados.

    • evandro disse:

      Sérgio,
      e se depois de cientificada, a realidade for outra? calma!!!!!deixa para parabenizar depois….pode haver caroço na azeitona! Devemos saber o que representa deixar de ser assistido e passar a ser associado.

  5. Tomando Consciência disse:

    Infelizmente o vários sindicatos de várias DR não estão mais defendendo o interesse dos trabalhadores, porque não estão na Mesa de Negociações Permanentes. Será que não tem argumentos, não tem o que falar. Porque ultimamente só sabem fazer greve. Estão defendendo o interesse de quem….

    • Antonio disse:

      Bom dia!
      A ECT sempre cumpriu com todas as suas responsabilidades, no tocante ao plano de saúde. Porque agora toda essa polêmica, se a empresa está garantindo que não haverá mudanças? Temos que dar o voto de confiança, nada é eterno; as mudanças fazem parte da evolução! temos que ficar atentos e, caso haja discordância entre o discurso da ECT e os resultados, aí sim podemos atuar de forma a defender os direitos. Temos que entender que os sindicalistas “defensores” da categoria ecetista não querem que as coisas dêem certo; para eles quanto pior melhor, pois os interesses dessa entidade é apenas se beneficiar diretamente da situação.

      • evandro disse:

        Use como exemplo o Postalis!!!!!onde cargos estratégicos são preenchidos por indicação de partidos políticos. Pode? As tais mudanças foram apresentadas a alguém antes de serem feitas?

  6. duvidoso disse:

    Por mais que eu queira acreditar nas explicações dos nossos dirigentes sobre os benefícios do Postal Saúde, não consigo confiar plenamente. Ta aí o exemplo do Postal Prev (do “rombo” financeiro) que pagaremos por toda a nossa vida.

    Com relação a PLR está tudo quieto. Não tem nada até hoje.
    E o Vale Cultura também ninguem fala nada. Será mais uma … para nos?

    • Operador da CAC disse:

      o vale que a gente vai ter na realidade é mensalidade no Postal Saúde e a saúde financeira dos trabalhadores dos correios está na uti =(

    • Sérgio disse:

      O Vale Cultura é um programa do Governo Federal. Veja lá.

      • Operador da CAC disse:

        sabemos que é programa do governo federal que começou em outubro de 2013 e que a empresa no último acordo coletivo disse que iá conceder ao funcionários, estamos em fevereiro e até agora nada ???

        • Márcio disse:

          Quanto ao vale cultura por ser um programa do governo federal não há nada que o Correio possa interferir e garantir que será concedido aos funcionário, pois existem requisitos a serem preenchidos. Pelo tempo que está sendo discutido esse tema vale cultura (desde a paralisação de 2013) se o funcionário que está tão interessado em se beneficiar poderia se informar e encaminhar a devida solicitação.

    • evandro disse:

      Grande!!!!!!!!mas aposto que ninguém vai dizer nada!

  7. Waltercy Jose De Jesus disse:

    Espero que tudo seja esclarecido o mais rapido. Pois os comentarios pararelos sao muitos

  8. José Eleutério Anastácio disse:

    Há esses sindicatos, principalmente o SINTECT/MG, que ao invés de liberar o dinheiro de uma ação que foi movida contra descontos indevidos de FGTS e INSS de vários empregados, e que segundo informação esse dinheiro já se encontra em poder do SINTECT/MG, fica é espalhando discórdias nas dependências da empresa.

  9. gostei do plano, não tenho nada há comentar, espero que logo fique tudo normalizado.

  10. marcio disse:

    Primeiro deveriamos antes das implantações tem um curso uma divulgação melhor a respeito do postal saude, temos varios canais para isso como TLT, primeira hora entre outros…
    Só estamos recebendo esclarecimento após os fatos ocorridos e nesses casos deveriamos ter um canal para que pudessemos esclarecer na hora para evitar constragimentos, como os dos colegas acima citados.

    Afinal trabalhamos numa empresa de comunicação que não se comunica!!!!????

  11. MARCELO PARELHA disse:

    A fentect já está apelando. Não consegue adesão ao movimento grevista e fica com essa história cabeluda

  12. Paulo disse:

    A ECT está dando doce as criancinhas. Essas “mudanças” já são devidas a muito tempo, carteirinha,guia online e bla bla bla. Isso foi só uma desculpa para a ECT mudar a gestão do plano a longo prazo. Está claro no estatuto do plano, e ninguém para 10 min para ler, pois são um bando de preguiçosos, e ver que a ECT pode mudar a qualquer momento tudo no plano. Nenhuma empresa é boazinha para mudar um plano de saúde para somente beneficiar os funcionários, ela não fez isso em nenhum acordo e nem vai fazer referente ao plano. Podem apostar que em breve o plano irá mudar e todos pagarão muito mais do que pagam hj em dia, isso é fato. A empresa não joga para perder, ela não iria fazer uma empresa a parte para adm o plano somente por ser boazinha. Se ela realmente não vai mudar nada então que isso fique por escrito e com validade jurídica e não somente com esses boletins, pois como já disse no próprio estatuto diz que ela pode mudar.

    • evandro disse:

      Putz!!!!!! até que enfim alguém falou claro!!!!!!!! Ou vocês acham que toda essa mudança ocorreu para a gente ficar feliz?????????

    • roger disse:

      é verdade como foi dito o postalis vai investir dinheiro mais me pergunto como? com certeza como foi explicado havera venda ao publico por não ser mais fechado aos empregados da ect e por certeza havera grande adesão pois nós carteiros fizemos durante quase 30 anos uma baita propaganda do CORREIOS SAÚDE o mesmo sendo o 2° melhor do pais imagina se não ha interesse financeiro por parte da empresa com este projeto!

  13. Josué Martins da Costa disse:

    Os Correios precisam divulgar de forma mais clara e objetiva o Programa Postal Saúde, pois, existem muitas dúvidas sobre este novo plano. Encontrei hoje pela manhão em frente a uma Agência dos Correios, um funcionário com um cartaz que continha a seguinte expressão. ” SUS”. Será que este funcionário está certo ?. Será que este cartaz é fruto da má informação que o novo Plano de Saúde divulga.? que está com a razão ? Precisamos fazer reuniões nas nossas gerências para tentar esclarecer estas dúvidas.

  14. Almir disse:

    Fiquemos atentos, embora não devamos acreditar em todas as críticas destinadas a nova gestora do plano de saúde da ECT, o simples fato de que essa gestora foi criada na calada da noite e que está sendo comandada por profissional de fora da ECT já é muitíssimo estranho. Aquí em Bauru alguns credenciados não tinham conhecimento das alterações e ficamos praticamente 1 dia sem cobertura. Na minha opinião isso jamais poderia ter acontecido e demonstra certa desorganização. Aguardemos, porém estejamos de olhos abertos.

  15. Ecetista disse:

    É uma pena que a FENTECT não se importe em lutar de forma inteligente. Greve tem que ser o último recurso, senão a ação fica banalizada. Antes disso, há debates, negociação, cartas, Justiça Trabalhista, MPT, etc…

    Pena também que os Sindicatos hoje mandam e desmandam na Empresa. Quando falir, ou privatizar, vão colocar a culpa em quem? Daí não haverá mais greve para tudo… em empresa privada, funcionário que não rende é demitido e ponto. Chega de defender vagabundo!

    • consciente disse:

      BOA!!!!

    • Odair Abidão Soares disse:

      Muito bem. Parabens pelas palavras.

      Odair

    • EVANDRO disse:

      Meu caro, a FENTECT, está tentando negociar a 3 anos, e todos foram parar no TST, e estamos com uma ação na justiça, contra o Postal Saúde, que já conseguiram transferir a sentença várias vezes. Saliento também que tem algo muito estranho, senão vejamos: Quando a ECT quer ela noticia um fato em segundos: QUEM FICOU SABENDO DA ASSEMBLEIA DE CRIAÇÃO DO POSTAL SAÚDE?…Outro fato que me deixa intrigado: a composição dos Eleitos: perca um pouco de tempo e descubra a vida pregressa dos mesmos: vais ter um susto….passaram por sindicatos (e não muito bem), temos camaradas de procedimentos médicos milionários em suas DRs, e conhecidos que estavam hospitalizados, mas faziam festa de aniversário (afinal ASTECT é de confiança não)…é muita lambança para nos dizer que não mudará nada….O Bradesco alterou assim dizendo que não mudaria, a Cassi o mesmo blabla… e o GEAP??? falta espaço para elucidar…vamos ler e buscar a vida de quem você não elegeu para te representar…abraços

  16. Mais uma matrícula disse:

    1° – Houve uma quebra de determinação do TST, pois uma Cx. de Assistência foi criada e implantada sem total participação e concordância dos seus empregados.
    2° – Primeiro entregaram os cartões há +ou- uma semana e hoje (03/02) a pedido de diretoria sindical entregaram 3 livros sobre o referido plano. Pois bem, a maioria dos brasileiros não tem o hábito de ler manual, imagina 3…”se a Empresa diz que não vai mudar nada, amém”…2 destes manuais um tanto contraditórios, pois o manual mantém o formato, mas o estatuto deixa claro que a principal patrocinadora é o Postalis. Ora, como uma empresa com um rombo de mais de 1 bilhão de reais patrocina alguma coisa?
    Outra coisa que o estatuto enfatiza é a exclusão do plano por inadimplência, ou seja, falta de pagamento…Como há inadimplência se pagamos os procedimentos clínicos, etc por meio de desconto em folha?

    Fica a análise de cada um…

  17. FUNCIONARIO SATISFEITO disse:

    Estou satisfeito com a ECT e com o Plano de saúde que a mesma me oferece, caso alguém esteja insatisfeito, saia, pede pra sair, a fila anda e tem um monte querendo a sua vaga e querendo um plano de saúde…………VAI ENFRENTAR A FILA DO SUS PRA VCS VEREM……

  18. tentando entender !!!!! disse:

    na hora que todos estiverem na fila do sus esperando mais de ano prá fazer algum exame daí que irão querer parar??antes lutavamos prá conseguir algum benefício agora lutamos prá manter o qur já temos !!

  19. DORGI disse:

    Nessa historia toda tem muita coisa na sombra, por ambas as partes não estou aqui para alizar ninguém, como a empresa declarou nada liga as cobranças a Postal Saúde, porém amite que existiram deixando claro que houve alem de falta de comunicação e desorganização, agora porem afirmam que nada mudou confesso que li o estatuto, muita coisa não entendi, e ainda me assustei com o que entendi, e tenho pena de quem nada entendeu e mai ainda de quem nem leu, uma coisa que deixa a pulga atrás da orelha se nada foi mudado, por que nosso cartão que era valido indeterminadamente agora valerá apenas um ano, por que foram criadas normas falando de cobranças se já tínhamos percentuais de compartilhamento definidos, por que criou uma norma que o credenciamento de novos médicos em uma região dependerá de limite de recurso para aquela região, e como fica a situação dos coitados do interior que podem ficar numa região sem esses recursos, e as viagens para tratamento que antes eram autorizadas e comprovadas com o uso do CorreioSaúde como ficam já que a Postal nada tem a ver com o Correio, bem gente tem muita coisa estranha nem tudo é maravilha e só o tempo dirá.

  20. Carteiro disse:

    Se o plano Correios Saude precisava arrecadar mais para se manter porque não fizeram reajustes na co-participação ao invés de criar um novo plano??? Correios Saúde é um beneficio que temos direito assim que somos efetivados, vcs querem mudar pra caixa de assistencia abrindo brecha para mais tarde fazer cobranças?

  21. FUNCIONARIO SATISFEITO disse:

    VÃO TRABALHAR, FICAM FAZENDO GREVE SEM SABER O MOTIVO, VCS QUEEM É FICAR À TÔA, DORMINDO EM CASA……O NOSSO PLANO DE SAÚDE É BOM SIM, UM DOS MELHORES DO PAÍS, MUDOU A GERÊNCIA E A QUALIDADE E ASSISTÊNCIA É A MESMA…………………TROPA DE SEM O QUE FAZER, VÃO ENTREGAR SUAS CARTAS E PÁRA DE PROCURAR COISAS PROBLEMAS ONDE NÃO TEM

  22. Tião disse:

    Até o momento está parecendo um jogo de cartas marcadas está faltando a Empresa dizer porque os novos cartões tem validade de apenas um ano, será que já estão pensando em mudanças???????

    • Correios disse:

      Prezado Tião
      Foi definido prazo de validade para o Cartão de Identificação dos Beneficiários – CIB por ser uma prática de mercado e para facilitar a atualização cadastral. Além disso, a medida regulariza o modelo anterior, visando atender orientação da área jurídica e auditoria da Empresa.

  23. Ari Abreu disse:

    senhores, percebo a necessidade dos atuais gestores da ECT adotarem providências práticas para negociar a conciliar uma acordo em que se possa por fim essa greve. É inadimissível aceitar essa dicotomia entre os representantes dos empregados (sindicatos/FENTECT) e os gestores da ECT responsáveis por acordarem um atendimento só leva ao descrédito dos clientes para com a prestação dos serviços de correios e o que é pior, significativa perca de receita. Portanto, é necessário urgente negociação e fechamento de uma acordo para que as ativdades da ECT voltem a normalidade.

  24. FUNCIONARIO SATISFEITO disse:

    Meu caro Luiz Carlos(CDD BESSA) JOÃO PESSOA, vc está completamente enganado, lamentável as suas palavras para com a minha pessoa, sou

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *