Mutirão dos Correios entrega 3,5 milhões de cartas e encomendas

Os Correios entregaram, neste fim de semana (8 e 9), cerca de 3,5 milhões de cartas e encomendas, no mutirão realizado nos 13 Estados em que há paralisação parcial. Participaram do mutirão mais de 6 mil trabalhadores.

O levantamento desta segunda-feira (10) mostra que 95,6% do efetivo dos Correios do Brasil não aderiu à paralisação — o equivalente a 119.902 trabalhadores. Todas as agências estão abertas e todos os serviços, inclusive o SEDEX, estão disponíveis — com exceção dos serviços de entrega com hora marcada em algumas localidades.

Nos locais em que há paralisação deflagrada, o movimento está concentrado na área de distribuição — do total de 21.370 carteiros que deveriam trabalhar hoje nesses Estados, 5.055 não compareceram (23,65%) — mais de 500 retornaram às atividades nesta segunda-feira. Em alguns Estados, o retorno correspondeu a cerca de 50% dos que estavam em greve. Foram registradas 99 unidades em que a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios, Telégrafos e Similares (Fentect) não cumpriu a decisão do Tribunal Superior do Trabalho (TST) de manter efetivo mínimo de 40% por unidade. A multa é de R$ 50 mil por dia.

Plano de saúde — Os Correios reafirmam que não haverá nenhuma alteração no atual plano de saúde dos trabalhadores, o CorreiosSaúde. Nenhuma mensalidade será cobrada, os dependentes regularmente cadastrados serão mantidos e o plano de saúde não será privatizado. Todas as condições vigentes do CorreiosSaúde serão mantidas, os percentuais de co-participação não serão alterados e os trabalhadores dos Correios não terão custos adicionais. Desde o início de janeiro, o plano CorreiosSaúde, que atende os empregados da ECT e seus dependentes, passou a ser operado pela Postal Saúde, registrada na Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), com política e diretrizes definidas pela ECT. As regras do plano não foram alteradas.

Esta entrada foi publicada em Negociação Permanente e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Prezado leitor,

Só serão publicados comentários diretamente associados ao tema do post. Comentários com conteúdo ou termos ofensivos não serão publicados. Informações, dúvidas, sugestões ou reclamações sobre serviços devem ser encaminhadas ao Fale com os Correios

7 respostas a Mutirão dos Correios entrega 3,5 milhões de cartas e encomendas

  1. Carteiro CDD Manaus disse:

    Me engana que eu gosto…

  2. tomando consciencia disse:

    O que mais esse sindicato quer, que desenhe…..

  3. bruno disse:

    Esse sindicato sem noção nem desenhando, e mais , esta proximo o dia que a população vai exigir que se acabe com o monopolio postal, ninguem mais aguente correios e suas greves..agora 3 ou 4 ao ano.

    Sem clientes não precisa de plano de saude, e sim de outro emprego e ainda pagando plano particular..

    • MARIAMARIA disse:

      Não é só o Sindicato que é sem noção, quem vai na deles e com eles são ainda mais sem noção.
      Caros grevistas voces também estão ou são cegos????

  4. ott porto alegre disse:

    NAO VAI MUDAR NADA…. SÓ FUI CONSULTAR HOJE E NÃO FUI ATENDIDO POIS EU ESTOU EM CARÊNCIA ¬¬

    NÃO TEM FUNDAMENTO ESSA EMPRESA!!

    • Correios disse:

      Prezado
      Não existe carência na Postal Saúde. O problema se deu com o novo sistema “Benner”, na migração do cadastro dos Correios para a Postal Saúde. Esse problema ocorreu somente em alguns casos e não em toda base cadastral. Ele já foi identificado e está sendo corrigido pela área competente.
      Por favor, entre em contato com a Gerência de Atendimento da Postal Saúde pelo telefone (61) 3425-6700 para corrigir o problema imediatamente.
      Diante do exposto pedimos desculpas pelo transtorno causado.

Deixe uma resposta para Jeferson Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *