Aprovado TAC sobre equacionamento do débito

Foi aprovado, pelo Conselho Deliberativo do Postalis e pela Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc), um TAC — Termo de Ajuste de Conduta sobre o equacionamento do débito do plano BD saldado. A assinatura do termo é resultado de uma ampla negociação entre Ministério das Comunicações, Correios, Postalis, Previc e entidades representativas dos trabalhadores.

Os principais avanços do TAC são: permitir um tempo maior de adaptação dos empregados às necessidades de Equacionamento do Déficit do Plano de Benefícios Definido e  estabelecer um novo plano de equacionamento a partir do exercício de 2016, a ser definido até o final de 2015. Segundo o Postalis, a revisão nas contribuições extraordinárias está ancorada na possibilidade de um cenário econômico mais favorável ao longo de 2015, além das medidas judiciais e extrajudiciais contra devedores inadimplentes em curso, com prazo de término até o final de 2015. Durante este período, as contribuições serão suspensas.

No período de revisão, a contribuição extraordinária de 3,94% sobre os benefícios dos participantes e assistidos continua sendo cobrada, mantendo sua vigência até a implementação do novo Plano de Equacionamento.

Com a assinatura do TAC, serão iniciados estudos dos componentes do déficit do plano BD, para avaliar medidas que possam contribuir para a redução do impacto do plano de equacionamento para os participantes e assistidos.

Todos, participantes do plano BD e os Correios, temos que ter claro que a lei determina que déficits devem ser equacionados de forma paritária entre participantes e patrocinadora.

Mais informações serão publicadas pelo Postalis.

Esta entrada foi publicada em Negociação Permanente e marcada com a tag , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Prezado leitor,

Só serão publicados comentários diretamente associados ao tema do post. Comentários com conteúdo ou termos ofensivos não serão publicados. Informações, dúvidas, sugestões ou reclamações sobre serviços devem ser encaminhadas ao Fale com os Correios

12 respostas a Aprovado TAC sobre equacionamento do débito

  1. Sergio disse:

    “Todos, participantes do plano BD e os Correios, temos que ter claro que a lei determina que déficits devem ser equacionados de forma paritária entre participantes e patrocinadora.”

    Assim fica fácil: eu roubo, tu pagas.

  2. money que é good nóis num have 2 disse:

    Eu quero saber da PLR!

  3. Bobo da Corte disse:

    Eu não quero: “um tempo maior de adaptação dos empregados às necessidades de Equacionamento do Déficit do Plano de Benefícios Definido”. Eu quero que os responsáveis por esse roubo, porque fica difícil dizer que foi um erro, sejam punidos e tenham que devolver esse dinheiro, de alguma forma. Poxa, eu não fiz nada com esse dinheiro, porque agora eu terei descontado o valor para pagar a conta do roubo dos outros. É brincadeira isso!!! Fica difícil manter a calma, contar até dez não é mais suficiente. aaaaaaaaaaaaaaaahhhhhhhhhhhh

    • Sergio disse:

      Saia do BD saldado.
      Se o assalto que vão fazer em você é de, por exemplo, R$ 30,00, saia do BD e coloque todo mês 30 reais na poupança. Quando você sair terá muito mais dinheiro guardado, porque esses 30 pilas não reverterão em benefício – esse valor vai apenas cobrir o rombo causado pelos ladrões.

  4. Loucura Loucura disse:

    ” A assinatura do termo é resultado de uma ampla negociação entre Ministério das Comunicações, Correios, Postalis, Previc e entidades representativas dos trabalhadores”
    Negociação? Até onde sei, TAC é uma condição imposta por um órgão regulador quando alguma pessoa ou entidade está fazendo algo ilegal ou lesivo à coletividade ou à um determinado grupo de pessoas… Mas como eu não sei de nada eu devo estar errado….

  5. Atendente muito descontente disse:

    Com certeza essa conta ia ser paga pelos funcionarios
    era melhor nao ter duvidas como nos empregados so pensamos
    cada um em si ta ia presente de fim de ano…

  6. MIGUEL disse:

    OS CORREIOS PRECISAM PAGAR O AADC AOS CARTEIROS MOTORIZADOS/MOTO. O PROCESSO QUE FOI LEVADO AO TST PARA DISSÍDIO COLETIVO FOI DERRUBADO PELO PRÓPRIO TRIBUNAL. SIMPLESMENTE O AADC ESTÁ SENDO SUPRIMIDO PELA ECT, OU SEJA, NÃO QUER PAGAR O MESMO; POIS NÃO EXISTE LEGISLAÇÃO FUNDAMENTADA PARA O QUE OS CORREIOS VÊM FAZENDO. OUTRA OBESERVAÇÃO: O ÄADC¨ É RETROATIVO A OUTUBRO DE 2014, DATA EM QUE A LEI 12997/2014 ENTROU EM VIGOR.

  7. Juca disse:

    Nosso País está deixando a desejar, como que representantes de aposentadorias ecetistas cerca de 100 mil participantes podem fazer investimentos de riscos, dizem agora em punir os responsáveis.
    Para fazer mais um aporte em cima dos participantes é injusto, então que diminuam os benefícios.

  8. ELIANA SUELI SIQUEIRA disse:

    FOMOS ROUBADOS E TEMOS QUE NOS ADAPTAR.!!!
    FORA QUE NÃO TEMOS GARANTIA ALGUMA DE TER UMA APOSENTADORIA DIGNA.

    ESPERO QUE , CADA FUNCIONÁRIO DOS CORREIOS LEMBREM DE TUDO ISSO NA HORA DAS ELEIÇÕES, E FAÇAM A DIFERENÇA NAS URNAS .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *