Proposta de custeio do CorreiosSaúde é apresentada na comissão

A Comissão Paritária para Melhorias no CorreiosSaúde está trabalhando desde o mês de outubro de 2016. As representações da empresa e dos trabalhadores já discutiram melhorias em diversos assuntos ligados ao plano de saúde, com propostas já formuladas para avaliação. Entretanto, nenhum assunto é mais sensível do que o custeio do plano.

Todo o trabalho da comissão está sendo desempenhado com a máxima transparência, de forma que as representações e os trabalhadores tenham ciência do grave cenário pelo qual a empresa passa e, consequentemente, o plano. A forma atual de custeio do CorreiosSaúde compromete a sua sustentabilidade e agrava a situação da empresa. Essa situação deixa o plano em situação delicada perante a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

Considerando todo esse contexto, a representação dos Correios apresentou, na tarde desta quinta-feira, dia 5, a proposta inicial de financiamento do plano, diferente do modelo atual. A exemplo de outros planos de saúde vigentes no mercado, o custeio será composto de mensalidade e coparticipação.

A proposta dos Correios é de que seja cobrada uma mensalidade, por beneficiário, titular e dependente, para cobrir o valor gasto com assistência médico-hospitalar e odontológica.

A ideia é continuar oferecendo plano de saúde para todos os empregados, aposentados e seus dependentes, porém, com grau de subsídios diferentes para os dependentes pai e mãe em relação aos demais.

Para os empregados, aposentados e seus dependentes legais, excluindo pai e mãe, a proposta é de um custeio paritário, ou seja, a despesa será dividida entre trabalhadores e empresa no seguinte formato: Mensalidade por faixa etária, conforme normas da ANS, e faixa de renda. Clique AQUI.

Além da mensalidade, a proposta prevê a cobrança, para os empregados, sobre os procedimentos ambulatoriais, de 30% em consultas e 10% sobre exames e terapias. Internações não terão, pela proposta, incidência de compartilhamento. Exemplos de coparticipação para alguns procedimentos podem ser visualizados clicando AQUI.

Já para os beneficiários pai e mãe, a proposta é de que o valor de mensalidade seja escalonado, durante 10 anos. Os Correios financiariam o plano, no primeiro ano, na proporção de 90%, ou seja, os empregados contribuiriam com apenas 10% da mensalidade. Anualmente, a taxa de financiamento dos empregados aumentaria na proporção de 10 pontos percentuais, ou seja, no segundo ano, a empresa será responsável por 80% do financiamento, já no terceiro 70%, até que toda a despesa seja completamente assumida pelos empregados.

Clique AQUI e veja como ficaria a mensalidade de acordo com a proposta apresentada pelos Correios para o ano de 2017.

Além da mensalidade, a proposta prevê compartilhamento nos mesmos moldes do plano dos empregados, aposentados e dependentes, ou seja, 30% em consultas e 10% sobre exames e terapias. Internações não terão, pela proposta, incidência de compartilhamento.

Preservar o CorreiosSaúde é responsabilidade de todos.

Esta entrada foi publicada em Negociação Permanente e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Prezado leitor,

Só serão publicados comentários diretamente associados ao tema do post. Comentários com conteúdo ou termos ofensivos não serão publicados. Informações, dúvidas, sugestões ou reclamações sobre serviços devem ser encaminhadas ao Fale com os Correios

44 respostas a Proposta de custeio do CorreiosSaúde é apresentada na comissão

  1. ryanric disse:

    isso é uma piada, aumento salarial de 100 reais pra pagar + 300 de plano de saúde, la se vai o reajuste salarial de 3 anos…..#indignado

    • sergio disse:

      Espero que o sindicato, após a rejeição da proposta nas assembleias, apresente uma proposta para empresa, para que não fiquem com aquele papinho de que o sindicato não aprova a proposta e não propõe nada.

      Algumas sugestões:

      Fechar a postal saúde e voltar para ao DESAU
      Se for pagar mensalidade: atual forma de compartilhamento +

      empregados que ganhem até 2.500,00 paguem 15,00 por dependente (não paguem nada referente ao empregado)

      empregado que ganhem de 2500,00 a 5.000,00 paguem 50,00 por dependente e 15 reais referente ao proprio empregado

      empregado que ganham de 5.000,00 a 10.000,00 – 250,00 por dependente e 180 referente ao proprio emrpegado

      empregado que ganhe de 10.000,00 a 15.000,00 – 600,00 por dependente e 400 referente ao proprio emrpegado

      emrpegado que ganhe mais de 15.000,00 – 1.500,00 por dependente e 1000,00 referente ao proprio emrpegado

      ***Obs. empregado que ganhem mais de 10.000,00 deverão ser OBRIGADOS a pagar o plano de saúde, sem possibilidade de cancelar o plano.

      É a forma mais justa e honesta de pagar mensalidade. Assim os administradores que causaram essa bagunça, sejam os omissos, os que de fato quebraram, e os que vieram no lugar desses, que paguem a conta.

      • sergio disse:

        Faltou mais uma coisa:

        Fim das VPs.

        Apenas: Diretor Financeiro; Diretor Operações; Diretor Administrativo e Diretor Comercial.
        Pagando para essa turma 30% a menos de salário e 100,00 de Vale combustível. Só!!!!

  2. Prezados, bom dia! tudo bem?

    Concordo que o plano de saúde necessita de melhor gestão, todavia penso que quem usa mais deve pagar mais, como podem criar mensalidade para quem usa o plano 02 ou 03 vezes ao ano??… mensalidade não!!
    Deve sim cobrar de quem usa muito e sem necessidade ( Absenteístas que não gostam de trabalhar) penso que deveria haver um preço básico para quem usa pouco, até duas consultas ou exames por mês e que esse desconto seja maior para quem usa mais, até o limite de 500 reais por mês, para quem usar com bastante frequência.

    Atenciosamente,

    Teixeira

    • joão da silva disse:

      Teixeira, espero que sua sugestão (muito positiva) possa repercutir nas mesas de decisões.
      Abraço

    • Rodrigo disse:

      Vamos analisar:
      – O plano de saúde so someçou a dar problemas quando foi criada a Postal Saúde.
      – O nível de abseteteísmo sempre foi alto dentro da empresa, mesmo assim era aferido lucro.
      -A empresa está com dificuldades financeiras, mas gasta mais de 350 milhões na mudança da marca, quase 600 milhões nas Olimpíadas, teve mais de 600 mil desviados em contratos que estão sob investigação e irá pagar a funcionários que serão desligados proventos por um período de 96 meses.
      Qual é o problema mesmo?

      • Gustavo disse:

        Vamos lá:
        – A pilantragem sempre aconteceu, bem antes da Postal Saúde, com clínicas e médicos atendendo amigos e parentes de empregados dos Correios que NÃO estão no convênio. Isso é fato e acontecia principalmente em pequenas localidades, onde o médico conhece todo mundo da cidade;
        – Mesmo com essa malandragem rolando e o dinheiro saindo pelo ralo, a empresa ainda se sustentava, até que a gestão ecetista passada (não entrarei em discussão política) repassou bilhões a mais do que deveria para o governo passado, dando início ao nosso rombo. Aliás, tem um ex-VP que ainda está de tornozeleira;
        – Houve ainda pilantragem e desvios na Postal Saúde, também na gestão passada. Porém, a realidade bate à porta e precisamos realmente rever nosso plano de saúde. Afinal, 93% sendo pagos pela ECT e 7% pelo empregado está completamente fora de contexto. Não dá mais;
        – A empresa também errou ao ser obrigada a patrocinar (houve mais desvio dos nossos lucros) a porcaria da Rio 2016, fora as contratações de duas consultorias na gestão passada e mais uma agora nessa gestão;
        – Também houve safadeza e desvios no Postalis. Só que NÃO começou na gestão passada… Isso vem de muitos anos…;
        – E vale destacar que há brigas de grupos na empresa envolvendo sindicatos, políticos, associações, todos de partidos diversos, que querem o poder a qualquer custo para colocar seus apadrinhados nas funções. Quem perde somos todos nós, até a privatização da empresa;
        – E convenhamos: tem muito, mais muito vagabundo na empresa, que não quer P. nenhuma com trabalho, apenas o salário e benefícios no final do mês;
        – E mais: nossa empresa é de Logística e NÃO de Comunicação. Há uma confusão aí porque estamos subordinados ao antigo Ministério das Comunicações. Enfim, a ECT é péssima na comunicação e os sindicatos deitam e rolam nas bases falando o que querem. Nossa área operacional fica vendida e só resta acreditar no que os sindicalistas falam. Por exemplo, a empresa não gastou 350 milhões na nova marca. Foram 40 mil reais na contratação dos profissionais (está documentado);
        – Sobre os cortes de despesas, por que os cabeças não dão o exemplo, baixando as funções de direção, cortando motoristas particulares, etc? Por que temos uma VP socialite que vive na Revista Caras? Por que ainda temos carteiros e atendentes com funções de Analista X, XI e XII, todos ligados a sindicatos e políticos, enquanto técnicos analistas perdem as funções por completo nos cortes? Por que não houve corte de funções para todo mundo, tipo 10% em TODAS as funções?
        – E o Plano de Carreira que não existe? Não há critérios, não há planejamento… O que não dá para aceitar também é Agente de Correios assumir função de Analista de Correios. Se é para continuar assim, então o concurso para a empresa tem que ser só para Nível Médio, Cargo Amplo, e haveria o Plano de Carreira até as funções mais altas. Simples assim. Porém, com a bagunça que está hoje, tem carteiro ganhando muito mais que o próprio gerente. Analista sendo chefiado por Agente. Sindicato e partido indicando chefias, e por aí vai;
        – Concluindo: enquanto houver essa bagunça e briga entre operacional e nível superior e outros grupinhos, só caminharemos para a privatização. E tenho certeza que tem muita gente dentro da empresa trabalhando para isso acontecer, inclusive em sindicatos.

        • sergio disse:

          Interessante as analises do Gustavo e Rodrigo, mas cuidado: o fato de ser superavitário um dia não significa que devemos “aceitar” pilantragem no nosso plano. Quem faz as pilantragens citadas e quem rouba o postal saúde, são gente da mesma LAIA

          • Rodrigo disse:

            Caro Sérgio, eu em momento algum disse que tinha que ser aceita pilantragem dentro da empresa. Leia novamente!!!

        • André disse:

          Tá com peninha dos correios, tá? Coitadinha da empresa, né? Ela tem que pagar 93% do plano… tu acha o que? Que o empregado vai lá no médico pra usar como um spa? Ou ainda, que vai lá por uma dor de cabeça? Acorda rapaz, a grande maioria dos problemas causados na saúde dos trabalhadores é a própria empresa que causa! Ela não tem mais do que a obrigação de pagar o mal que ela faz! Mais de 80% dos funcionários sofrem de algum problema causado por essa empresa, daí teu vem ter pena dela? O correios é um câncer na vida dos próprios funcionários, destruindo a saúde dos funcionários, enfim, destruindo a vida de quem “rala” por ela! Quanta hérnia de disco, problema de joelho, tendinite são causados pela exploração dessa empresa, que só veio para destruir. Essas doenças ficam pro resto da vida, e se você tiver uma delas, o Correio tá nem aí pra ti, aliás, a ECT ainda vai te considerar um empecilho pra ela. Daí você tem a capacidade de ter pena dessa empresa que está nem aí pra você, e é comandada por quem menos ainda se importa conosco, que está apenas preocupado com a própria vida, com o vidão cheio de mordomias que eles têm, quanto você se quebra? Pensa que alguma dessas medidas vão fazer efeito para os comandantes dessa empresa? Claro que não! Quem vai sofrer as consequências é você, e não quem está lá jogando cada dia mais terror para cima dos trabalhadores da ECT. Daí vem você aqui defender a retirada de uns raros benefícios que tem nessa imundícia de empresa?
          E ainda querem comparar nosso plano com outros de outras estatais. Porque não comparam os salários também?

  3. Observador disse:

    Pergunta ao CORREIO.

    A mensalidade é sobre o salário base ou na soma de toda remuneração.

  4. sergio disse:

    Espero que o sindicato, após a rejeição da proposta nas assembleias, apresente uma proposta para empresa, para que não fiquem com aquele papinho de que o sindicato não aprova a proposta e não propõe nada.

    Algumas sugestões:

    Fechar a postal saúde e voltar para ao DESAU
    Se for pagar mensalidade: atual forma de compartilhamento +

    empregados que ganhem até 2.500,00 paguem 15,00 por dependente (não paguem nada referente ao empregado)

    empregado que ganhem de 2500,00 a 5.000,00 paguem 50,00 por dependente e 15 reais referente ao proprio empregado

    empregado que ganham de 5.000,00 a 10.000,00 – 250,00 por dependente e 180 referente ao proprio emrpegado

    empregado que ganhe de 10.000,00 a 15.000,00 – 600,00 por dependente e 400 referente ao proprio emrpegado

    emrpegado que ganhe mais de 15.000,00 – 1.500,00 por dependente e 1000,00 referente ao proprio emrpegado

    ***Obs. empregado que ganhem mais de 10.000,00 deverão ser OBRIGADOS a pagar o plano de saúde, sem possibilidade de cancelar o plano.

    É a forma mais justa e honesta de pagar mensalidade. Assim os administradores que causaram essa bagunça, sejam os omissos, os que de fato quebraram, e os que vieram no lugar desses, que paguem a conta.

    • jose disse:

      Não sei onde esta proposta é justa e honesta. Porquê quem ganha 10.001,00 pagará 6% do salário e quem ganha 2.500,00 somente 0.6%?
      2500,00 15,00 0,60%
      2501,00 50,00 2,00%
      5001.00 250,00 5,00%
      10001.00 600,00 6,00%
      15001.00 1500,00 10,00%

      Está se desconsiderando também que e a quantidade de funcionários que recebe acima de 10.000,00 é pequena. Então mesmo se todo o salário fosse para pagar mensalidades representaria pouco para o custeio do plano.

  5. Gustavo disse:

    Até 18 anos e até R$ 2.500,00: R$ 61,79
    Até 18 anos e acima de R$ 20.000,00: R$ 175,12
    Então quem ganha R$ 25.000,00 (10 vezes R$ 2.500,00) paga só 2,83 vezes o valor da mensalidade.

    Justo.

  6. LB disse:

    Interessante a proposta, mesmo com valores altos.
    O que deveria haver, de fato, era cobrança percentual por uso e não mensalidade.
    Mal uso o plano de saúde e vou pagar pelos preguiçosos que vivem indo no PS pra catar atestado?
    Vou pagar pelos que dão risada de estarem há meses afastados?
    Acho injusto, já trabalho pra pagar as consultinhas todos os dias dos bonitões, agora meter uma mensalidade é o fim da picada.

    Inclusive, ressalto, a maior desculpa dos Correios não darem aumento decente são os altos custos com plano de saúde, etc. No ACT virão com a mesma ladainha ou vão dar um aumento decente?

  7. atendente disse:

    EU só uso uma vez no ano e já passei dez anos sem usa. como vai ser essa progressiva de mensalidade. Já pago rombo postal prevê, do BD saldo agora do correios saúde. Será que tem mais?

  8. AMIGO DOS CORREIOS disse:

    O NEGOCIO E OPITAR OU PELO POSTALIS/POSTALPREVI OU PELO CONVENIO EU JA DESCIDI NO MEU ANIVERSARIO IREI CANSELAR O POSTAL

  9. antonio jabuca city disse:

    pelo salario bruto, ou vc acha que eles vao fazer pelo salario base, so no pdi que se faz assim rsrsrsrsrs

  10. anônimo disse:

    Mantém o benefício e direito adquirido do colaborador de pagar somente compartilhamento (nos moldes atuais), insira mensalidades por dependentes incluidos conforme tabela de idade da ANS. Acabe com essa DESIGUALDADE, ou todos podem ter pai e mãe como dependentes, ou ninguém pode ter pai e mãe como dependentes. Existe funcionário que não tem dependentes, não seria nada justo pagar mensalidade para sustentar dependentes dos outros trabalhadores. Se eu pagar mensalidade para ajudar a sustentar o plano para a mãe de outros trabalhadores, claro que quero o direito de ter minha mãe no plano , mesmo pagando a mensalidade dela (nos moldes atuais não posso ter minha mãe no plano, injusto).

  11. FLAVIO disse:

    Tem que acabar é com este POSTAL SAÚDE e voltar para o GESAU,acabar com patrocinios no esporte,e cobrar mensalidades dos PAIS E MAÊS

  12. Jorge disse:

    Como vamos pagar o plano de saúde com um salário desses e ainda mais pesando ainda mais aos menores salários do quê aos maiores e independente de usar muito ou pouco o plano .Vejo que a empresa deveria ter uma participação bem mais generosa . Assim como a participação sobre quem usa mais o plano, paga mais, e a participação de salários acima de 10 mil deveria ser maior. Sobre os pais a participação dá empresa deveria ser gigantesca por humanização. Pois estamos falando de saúde. Estamos decidindo dá vida . Está faltando humanização.

  13. Jorge disse:

    E quanto a ANS para mim é só cabide de emprego com enormes salários é inútil em todas as competências. Portanto não nos representa, e não cuida de nada como deveria ser.

  14. Ângela Nunes Ferreira disse:

    Acho sim que tem que ser cobrada uma mensalidade, mas não este absurdo, com o salário que temos. A Caixa Econômica cobra uma mensalidade de 1 a 2% do salário dos funcionários e mais 15% dos exames e consultas e o salário dos funcionários é melhor do que o nosso.
    Achei ridícula esta proposta, final do mês não vai sobrar salário, pois é só desconto.

  15. Andre disse:

    Esta proposta é o mesmo que retirar o plano de saúde, qual funcionário dos correios terá condição de arcar com esses custos? Principalmente com relação aos dependentes.

  16. atendente disse:

    Salva o correios saúde e responsabilidade de todos, mas não só dos trabalhadores. Do jeito que esta
    não tem como paga.

  17. Jorge disse:

    1- a empresa entra com maior participação 60 a 65%+ aumento do plano acima dá inflação.
    2_ as faixas de desconto nas primeiras faixas tem que ser maior para aliviar as últimas faixas 54/59 anos ou + .
    3_ a empresa assume os aumentos do plano acima dá inflação .
    4_ os a salários acima de 10 mil tem que ter maior participação .
    5_ para os pais por humanização a empresa assume uma % maior .
    6_ ou pagamento mensal ou comparticipação Não os dois . 1 ou outro
    7_ tudo isso deveria ser aos novos pois com 30 anos de trabalho ao sol a chuva tenho direito adquirido e agora no final querem mudar . No mínimo precisamos dá justiça e humanização no mínimo .

  18. Pedro Paulo disse:

    Sou contra pagar mensalidades para sustentar o CABIDE DE EMPREGO DE INDICADOS POLÍTISCOS que é a Postal Saúde!!!

    Mas, caso se implemente a cobrança de mensalidade, temos que ficar atentos ao formato de reajuste anual da mensalidade. Será pela inflação da saúde??? Receberemos aumento salarial irrisório de 5%, enquanto a mensalidade sobre 15% a 20%. É só verificar como as mensalidades dos planos de saúde particulares são absurdamente aumentadas.

    Fica o alerta!

  19. higor disse:

    Porque os Correios não fazem uma carteirinha do SUS pra cada funcionário e manda o plano de saúde pro espaço logo?

    Ta de brincadeira com a minha cara?

    Cobrando MAIS CARO QUE A UNIMED que tem centenas de médicos e clínicas conveniadas enquanto no finado postal saúde tem-se na minha cidade cerca de 8 médicos?

    Deve ser brincadeira, então vou desconsiderar a proposta RIDÍCULA da empresa!

  20. Rossetto disse:

    Mais uma cobrança, chega no fim do mês ao invés de recebermos salários, teremos que pagar para a empresa, portanto, depois das 8 horas na empresa vamos arrumar outro emprego até as 24 horas para podermos sobreviver.
    Acaba com o plano e nos dê 20 % de aumento, cada um vai ao médico que quiser.

  21. Sergio disse:

    Passando aqui para rir dos iludidos que acham que reclamar num blog vai resolver algumas.

    Se a voz do empregado fosse ouvida, o Correio não estaria no lixo que está hoje.

    Se a voz do sindicato fosse ouvida, o Correio não estaria na lama que está hoje.

    A diretoria da empresa vai fazer o que ela quer e ponto; ela esta xxxxxxx para o que pensa o empregado.

  22. antonio jabuca city disse:

    incrivel eles falam coreeios saude se o certo e postal saude.

  23. ALEX disse:

    Acham pouco ter que me deslocar quase 100KM (Interior da PB p/ João Pessoa) quando preciso usar o plano, agora querem cobrar mensalidade por uma coisa que utilizo não mais que 3 vezes ao ano. Só pode ser piada! Coloca logo um tronco em cada agência e um capataz pra da açoitadas, pois desse jeito vamos trabalhar sem receber salário fim do mês. Lêlê aiê Lêlêlêlê

  24. Lourdes Eufrázia disse:

    Caros colegas de Empresa, acho que devemos nos unir quando houver assembléias nos Sindicatos, que devemos discutir a situação, não só aqui, mas, reunindo-nos dentro do nosso setor de trabalho, levar nossas idéias e consensos para outras Agências, fazendo um verdadeiro panelaço. Vamos mostrar que unidos podemos mais. Que somos uma base forte, que os fracos são aqueles que querem tirar o pouco que nós temos de vantagem, que é nosso plano de saúde. Pois, quando entramos na Empresa, acredito, que foi o mais visado por nós, pois o salário não nos arregala os olhos.
    Vamos nos UNIR.

  25. Felipe disse:

    INJUSTO!!!

    Se eu recebo R$ 2.000,00 por exemplo, será descontado aproximadamente 6,25% do meu salário para arcar com a mensalidade, já quem ganha R$ 20.000,00 será descontado aproximadamente 1,78% do salário. É justo isso? Como sempre no Brasil quem paga a conta são os mais pobres!!!

  26. LUZ disse:

    A mensalidade é inevitável, mas temos que negocia. Temos que mobilizar a categoria, pois os nossos salários são baixos para tantos descontos. O sindicato tem que faze a sua parte, em março teremos a cobrança obrigatória, mas um desconto.

  27. Italo disse:

    Fiquei abismado ao ver os valores que a Empresa quer que arquemos com o plano de saúde.
    Vamos exemplificar com um Atendente Comercial que não trabalha em guichê e consequentemente não recebe nenhuma gratificação. O salário base dele será de R$ 1521,00. Como querem que uma pessoa dessa pague mensalidade de plano de saúde para si, dependentes e pais? Sendo que dos pais acima de 59 anos seria inicialmente de R$ 107 e somaria 107 ao ano até achegar em R$ 1070,00. Agora me digam, como uma pessoa que não ganha nem 2 mil reais vai pagar isso de plano de saúde? Fora os compartilhamentos de uso. A Empresa deveria primeiro respeitar o teto constitucional nos salários do Presidente e dos vice-presidentes da Empresa e de algum funcionário que receba além desse teto também. Os valores a pagar com o plano para quem ganha até 3 mil líquidos por mês devem ser bem suaves, pois esse dinheiro atualmente mal da para sobreviver, principalmente se a pessoa tiver filhos. Quem ganha acima desse valor líquido que poderia pagar mais proporcionalmente a renda. Quem ganha até 3 mil líquidos não é para pagar mensalidade maior do que R$ 100,00 inclusive com os pais.

  28. Jurocei Spadetti disse:

    Estou aguardando a empresa me pagar meu adicional de periculosidade ha mais de 02 e quer me cobrar 308,98 de um plano de saúde que eu nunca usei.

  29. Jurico disse:

    Enquanto é isso a justiça impede que os Vice presidentes indicados sem critérios possam continuar fazendo m…odificações , triste saber que vc olha la pra cima e não tem farol só cabides….

  30. Luiz disse:

    Se não entendi errado a empresa informa que arcará com 50% dos custos. Então se eu comparar com uma operadora de mercado o valor da mensalidade da operadora deveria ficar por volta do dobro da apresentada na planilha.
    Fiz uma simulação com a Unimed-BH e o valor ficou 35% mais cara que a o Postal Saúde.
    Alguém explica? Façam suas simulações.

  31. Rodrigo disse:

    Olha o que o loteamento político fez com os Correios! Vejo os funcionários da empresa se atacando se responsabilizando por um problema que não temos como corrigir, pois os empregados continuam trabalhando, as agências continuam vendendo e os carteiros continuam entregando. O real problema é que a diretoria da empresa, o cabideiro, mal conhece o funcionamento dos Correios. Não Foram os funcionários que criaram a Postal Sáude que tem exaurido os cofres da empresa. Não Foram os funcionários que resolveram deixar o quadro de pessoal deficitário. Não foram os funcionários que resolveram gastar milhões com Olimpíadas e mudança de logamarca. Não são os funcionários que decidem aonde serão feitos os investimentos.
    Os Correios estão em crise e tem gente que realmente acha que a culpa é da atendente da agência que não converteu Pac para Sedex o suficiente, do carteiro que está dobrando distrito e não da conta de realizar todas as entregas daquele dia ou do OTT que vê os containers se amontoando e não tem como despachar a carga o Centro de Tratamento no qual trabalha fica em area de risco.
    Antes que venham de mi mi mi saibam que eu quero que os Correios lucre muito, muito mesmo, pois assim eu volto a receber PLR. Não acho que o utilização do plano de saúde, nos moldes atuais, seja o problema, o problema é a má gestão do plano pela Postal Saúde.

  32. Rossetto disse:

    Parabéns Rodrigo pela tua colocação, é verdade, para que 8 VICE-PRESIDENTES ? nós coitados temos que pagar ALTOS salários desses inúteis.

  33. car disse:

    procurem outro plano de saude que esse ja faliu. se forem procurar no mercado vai ver que tem planos melhores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *