Registros fotográficos de Mário de Andrade reunidos em exposição

Está em cartaz, no Museu de Arte Contemporânea de Campo Grande (MS), a exposição “Mário de Andrade: etnógrafo-fotógrafo-poeta”. Patrocinada pelos Correios, a mostra apresenta um recorte de 60 fotografias em preto e branco realizadas pelo paulistano em 1927, quando esteve em viagem ao Pará e ao Peru.

Durante a visita, o público poderá conferir dois aspectos da formação cultural brasileira: o trabalho e o registro de suas práticas, ambos representados a um só tempo na visão registrada no interior do Brasil no início do século XX, formulada pela pesquisa etnográfica e artística de Mario de Andrade.

Além deste experimento fotográfico como meio de apreensão do povo e sua cultura, o escritor-fotógrafo Mario de Andrade se dedicou, em 1928, a nova viagem de reconhecimento do País, sobre a qual enviou cotidianamente crônicas ao Diário Nacional, publicadas na coluna intitulada “O turista aprendiz”. Também guardou em seus arquivos retratos de outras viagens e colecionou cartões-postais de diversas regiões e povos do Brasil, formando uma coleção de representações de parte importante das práticas e do viver da Nação nos inícios do século XX.

A exposição “Mário de Andrade: etnógrafo-fotógrafo-poeta” pode ser visitada gratuitamente até 26 de julho. O Museu de Arte Contemporânea de Campos Grande fica na Rua Antônio Maria Coelho, nº 6.000, Parque das Nações Indígenas. O local funciona de terça-feira a sexta-feira, de 12h a 18h, e aos sábados, domingos e feriados, de 14h a 18h.


Esta entrada foi publicada em Agenda cultural e marcada com a tag , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Prezado leitor,

Só serão publicados comentários diretamente associados ao tema do post. Comentários com conteúdo ou termos ofensivos não serão publicados. Informações, dúvidas, sugestões ou reclamações sobre serviços devem ser encaminhadas ao Fale com os Correios

Os comentários estão encerrados.