Criada força-tarefa dos Correios para restaurar qualidade operacional no Rio

Os Correios criaram uma força-tarefa para implementar um Plano de Ação Emergencial na Diretoria Regional do Rio de Janeiro, especialmente na Capital e na Região Metropolitana, visando ao resgate e à manutenção dos indicadores de qualidade.

O Plano tem como foco ações na área de segurança empresarial, distribuição de encomendas e atendimento ao cliente, com destaque para as áreas de restrição de entrega afetadas pela criminalidade. No último período a empresa registrou aumento de extravios causado por roubos a carteiros, gerando reclamação de clientes.

A empresa também está intensificando parcerias com outros órgãos, como a Polícia Federal e as Secretarias Estaduais de Segurança Pública e de Proteção e Defesa do Consumidor. Nesta terça-feira (8), integrantes da força-tarefa, mais os vice-presidentes de Encomendas, Fabiano Cabral Júnior, e do Negócio Postal, Rodolfo Catão, reuniram-se com a secretária estadual de Proteção e Defesa do Consumidor do Rio de Janeiro, Cidinha Campos, para apresentar os objetivos do plano.

“Temos a certeza que as ações surtirão efeito positivo nos nossos processos operacionais e melhorarão significativamente o atendimento à população do Rio de Janeiro em um curto período de tempo”, destacou o presidente dos Correios, Giovanni Queiroz.

Medidas – Entre as ações emergenciais estão as contratações de escolta armada para acompanhar carteiros e ferramentas de gerenciamento de risco, além de instalação de unidades móveis para facilitar a distribuição de encomendas e investimentos em infraestrutura.


Esta entrada foi publicada em Institucional, Negócios e Mercado e marcada com a tag , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Prezado leitor,

Só serão publicados comentários diretamente associados ao tema do post. Comentários com conteúdo ou termos ofensivos não serão publicados. Informações, dúvidas, sugestões ou reclamações sobre serviços devem ser encaminhadas ao Fale com os Correios

Os comentários estão encerrados.