Tramitação virtual de documentos pode gerar R$ 5,2 mi de economia para Correios

Primeira empresa pública federal a adotar o Sistema Eletrônico de Informações (SEI) na tramitação de processos administrativos, os Correios esperam economizar cerca de R$ 5,2 milhões ao ano com folhas de papel e insumos de impressão, além de outros materiais. A redução de despesas prevista pela utilização da plataforma foi apresentada nesta segunda-feira (4), durante evento realizado em Brasília (DF) para celebrar o início das operações para implantação do SEI em toda a empresa.

A cerimônia contou com as presenças do presidente dos Correios, Giovanni Queiroz; do vice-presidente Corporativo, Swedenberger Barbosa; e do secretário de Tecnologia da Informação do Ministério do Planejamento, Cristiano Heckert — que também é membro do Conselho de Administração dos Correios.

Para o presidente dos Correios, Giovanni Queiroz, o grande destaque da iniciativa é a agilidade no envio de processos, além da tecnologia e da segurança das informações. “Esse sistema eletrônico de comunicação é moderno e tem, entre todas as estruturas do Estado Brasileiro, uma forma de minimizar custos e acelerar a gestão, buscando resultados efetivos”, ressaltou.

Com o novo sistema, os trâmites processuais internos da estatal serão tratados de forma eletrônica, sem o uso de papel, o que proporciona a redução de despesas com custos processuais, materiais de escritório e gráficos, arquivamento físico, transporte de documentos e deslocamento de pessoas (passagens, hospedagens e diárias).

Plataforma livre – Criado em software livre pelo Tribunal Regional Federal da 4° Região para acelerar trâmites e processos, o SEI foi cedido gratuitamente à Administração Pública Federal, por meio do Ministério do Planejamento, responsável pela implantação do Processo Eletrônico Nacional nos órgãos federais. Já são 143 as instituições ligadas ao Poder Executivo Federal envolvidas na adoção do SEI como plataforma oficial para tramitação de processos. O Ministério das Comunicações, órgão supervisor dos Correios, foi o primeiro ministério a implantar o sistema em todos os seus processos, em 2014.


Esta entrada foi publicada em Mudanças e inovações e marcada com a tag , , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Prezado leitor,

Só serão publicados comentários diretamente associados ao tema do post. Comentários com conteúdo ou termos ofensivos não serão publicados. Informações, dúvidas, sugestões ou reclamações sobre serviços devem ser encaminhadas ao Fale com os Correios

3 respostas a Tramitação virtual de documentos pode gerar R$ 5,2 mi de economia para Correios

  1. Robson Soares disse:

    Milhões de árvores não serão derrubadas para produzir papel.
    A natureza e nos seres humanos agradecemos!!!

  2. car disse:

    ai é que voçe se engana algumas agencia usam endereçador de escritorio para endereçar as correspondencia dos clientes, são milhares de folhas usadas, fora os avisos de chegada, as tarifas, impresso varias vezes.

  3. João de Deus disse:

    Ah tá … Então “car” não vamos utilizar o SEI para evitar o uso de papel nos processos, já que não adianta nada, não é mesmo? Tem que ter uma paciência com esse povo….