Correios movimenta 30 milhões de objetos nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016

Coordenador da Força Tarefa dos Correios nos Jogos, Carlos Henrique de Luca Ribeiro, durante o 6º Encontro Nacional de Editores, Colunistas, Repórteres e Blogueiros (ENECOB), realizado no Rio de Janeiro. Foto: Hélio Messias/Correios Engana-se quem acredita que, com o final dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, o trabalho dos Correios enquanto operador logístico oficial tenha chegado ao fim. Pelo contrário, a empresa encontra-se agora no ápice do bump out, etapa de dissolução dos materiais utilizados nos locais de competição (arenas esportivas) e não-competição (Vila Olímpica). A afirmação é do coordenador da Força Tarefa dos Correios nos Jogos, Carlos Henrique de Luca Ribeiro, durante o 6º Encontro Nacional de Editores, Colunistas, Repórteres e Blogueiros (ENECOB), realizado no Rio de Janeiro nesta terça-feira (13). “Se para muitas pessoas os Jogos acabaram, para nós a fase é de desmobilização. Em megaeventos, como foram os Jogos, a logística é a primeira a chegar e a última a sair”, explicou Carlos Henrique.

No período da logística reversa, que termina em março de 2017, os Correios estão desmontando e dando destinação aos mais de 30 milhões de objetos que foram utilizados no evento. O principal centro logístico da empresa nos Jogos, em Duque de Caxias (RJ), está com quase 100% de ocupação, de equipamentos esportivos e tecnológicos até barreiras e móveis. Os itens aguardam a destinação final, que pode ser a nacionalização, o leilão ou a doação. Após definidos os destinos, os itens são encaminhados, seja no Brasil ou no exterior.

Se nas arenas de competição a desmontagem está concluída, nas Vilas Olímpicas o trabalho continua em ritmo acelerado. A desmobilização dos mais de 3.600 apartamentos e áreas comuns é complexa e de grande magnitude. Até o momento foi finalizada a dissolução de cinco dos sete condomínios da Vila. Do total dos prédios, faltam cerca de 28% para serem concluídos, ou seja, aproximadamente 110 mil itens a serem movimentados. A previsão é que os 180 empregados do local finalizem tudo até o dia 23 de dezembro.

Como legado, o vice-presidente de Logística dos Correios, José Furian Filho, destaca a visibilidade que a empresa conquistou no Brasil e no mundo. “Um evento como os Jogos Rio 2016 coloca a empresa em evidência no mercado, pois os Correios demonstraram a capacidade de planejar e executar uma operação tão complexa e tão grande, considerada a maior operação logística do mundo em tempo de paz. Esse trabalho memorável credencia a empresa a participar de outras operações, das pequenas às mais complexas, o que ajudará a ampliar nossa participação no mercado de logística”, explica.

Muitos equipamentos estão sendo entregues pelos Correios a comunidades carentes, em uma ação conjunta com a Prefeitura do Rio. São cadeiras, armários, sofás, mesas, luminárias, geladeiras, micro-ondas e pufes, que já foram retirados das instalações olímpicas e encaminhados a moradores de seis condomínios do Minha Casa, Minha Vida.

Logística – Além de armazenar, movimentar e entregar 30 milhões de itens, a operação dos Correios também foi responsável pelo transporte das medalhas, das bagagens das delegações e das amostras do exame antidoping.

A empresa ainda coordenou a guarda e a entrega de documentos e objetos perdidos e foi responsável pela entrega dos ingressos e pelo transporte da Tocha Olímpica pelo País. Devido ao sucesso do trabalho, a logística dos Jogos Rio 2016 foi reconhecida pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) como uma das melhores da história.

Assessor de Comunicação dos Correios no Rio de Janeiro, Leonardo Garcia; medalhista olímpica, Poliana Okimoto; ministro do Esporte, Leonardo Picciani e Róbson Gracie, da Federação de Jiu Jitsu. Foto: Helio Messias Emissões filatélicas – Na abertura do 6º ENECOB, os Correios relançaram a emissão especial Celebrações dos Jogos Olímpicos, bloco com três selos que destaca importantes elementos dos primeiros Jogos da América do Sul: a tocha Olímpica, e os ingressos das cerimônias de abertura e encerramento.

Os selos estão em circulação e podem ser adquiridos nas agências.


Esta entrada foi publicada em Institucional e marcada com a tag , , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Prezado leitor,

Só serão publicados comentários diretamente associados ao tema do post. Comentários com conteúdo ou termos ofensivos não serão publicados. Informações, dúvidas, sugestões ou reclamações sobre serviços devem ser encaminhadas ao Fale com os Correios

Uma resposta a Correios movimenta 30 milhões de objetos nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016

  1. joao batista disse:

    mas até hoje nao entregaram meus pedidos