Correios instala primeiras agências em aldeias indígenas

Em uma iniciativa inédita no Brasil, os Correios inauguraram no dia 6 as primeiras agências postais dentro de comunidades indígenas. Elas funcionarão nas aldeias Jaguapiru e Bororó, no município de Dourados, em Mato Grosso do Sul.

As agências comunitárias instaladas são fruto de parceria dos Correios com a Fundação Nacional do Índio – Funai, com a prefeitura municipal de Dourados e com o Ministério Público. Os 14 mil índios contam, agora, com os serviços postais de envio e recebimento de cartas e encomendas, telegramas, aerogramas e venda de selos.

Para o diretor regional dos Correios em Mato Grosso do Sul, João Rocha, a ação inédita se junta à oferta de saúde e educação públicas e promove dignidade e cidadania aos povos indígenas, por meio da inclusão postal. “Futuramente esperamos que também se concretize a inclusão bancária, com a transformação em médio prazo destas agências comunitárias em unidades próprias de atendimento com Banco Postal, no interior das aldeias”, completou.

Por meio das agências comunitárias os Correios se fazem presentes em localidades com mais de 500 habitantes e nos distritos de municípios, e agora, também em aldeias indígenas. Pelo modelo de parceria, as prefeituras cedem o espaço físico e um funcionário para realizar os serviços de atendimento. No caso das agências comunitárias Jaguapiru e Bororó, serão os próprios indígenas que farão o atendimento e a entrega das correspondências. 


Esta entrada foi publicada em Negócios e Mercado e marcada com a tag , , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Prezado leitor,

Só serão publicados comentários diretamente associados ao tema do post. Comentários com conteúdo ou termos ofensivos não serão publicados. Informações, dúvidas, sugestões ou reclamações sobre serviços devem ser encaminhadas ao Fale com os Correios

2 respostas a Correios instala primeiras agências em aldeias indígenas

  1. Luiz Antonio Costa Gomes disse:

    Ações desta natureza só vem fortalecer nossa vocação de bem servir. Dever melhor divulgada para que a população saiba quem somo e o que estamos fazendo. Afinal não somo o melhor por acaso.

    At

  2. Felizmente, essa iniciativa vem propiciar facilidades para essas comunidades indígenas com população densas e muitas vezes sofrendo preconceitos nas cidades limítrofe de suas moradias. PARABENS pela atitude e agradeço por ter sido uma das 25 personalidades agraciadas com o TRÓFEU: VOCÊ FAZ PARTE DESSA HISTÓRIA- 350 ANOS DOS SERVIÇOS POSTAIS NO BRASIL…