Museu Correios promove uma imersão na Tropicália com arte e música

O Museu Correios, em Brasília, recebe nos dias 15 e 16 de dezembro o espetáculo Tropicália aos Demais, que celebra os 50 anos do movimento tropicalista. O show tem arranjos para violão (Felipe Barão), percussão (Isabella Pina) e flauta (Alessandra Lalucce) e cinco cantores-intérpretes: Mario Noya, Geraldo Carvalho, Laura Simoni, Letícia Carvalho e Tuka Villa-Lobos. O grupo promete uma imersão na Tropicália com muita reverência, como conta a produtora  Tuka Villa-Lobos: “A expressão É proibido Proibir já diz muita coisa sobre a liberdade de expressão que o movimento tropicalista inseriu na cultura brasileira e, seguindo este sentimento, o espetáculo trabalha as canções icônicas da Tropicália com muito respeito, muita dedicação e também lança mão desta liberdade em inserir arranjos de vozes e instrumentos, sem em nenhum momento desconstruir o universo musical tropicalista”.

A produção foi idealizada exclusivamente com artistas brasilienses, uma forma de conquistar espaço no mercado da capital para musicais e projetos afins, que ao mesmo tempo trazem cultura, educação, cidadania e evidenciam artistas locais, além de fomentar a formação de público para o gênero. A programação, que começa às 17h30, conta com a exposição Poema em Cartaz, do poeta Robson Anderson e do design Claudio Fontana, que homenageiam vários artistas com poemas e referências gráficas; e a exibição de documentários e entrevistas com os protagonistas da Tropicália já nos tempos atuais, onde eles falam de seus sentimentos, realizações e sobre o movimento como um todo.

O tropicalismo provocou uma mudança na música e na cultura brasileira nos anos de 1967 e 1968. Incorporou novos elementos a MPB como a guitarra elétrica, o rock, samba e novos arranjos que modernizaram a música na época, rompendo barreiras e dando novos contornos à cultura nacional. Irreverente, o movimento protagonizado por um coletivo que incluía músicos como Caetano Veloso, Gilberto Gil, Gal Costa, Tom Zé, Rogério Duprat e Nara Leão agitou o cenário musical, a política e o comportamento do brasileiro. Foi reprimido pelo governo militar com a prisão de artistas no final de 68, mas já tinha conquistado seu espaço na história.

Serviço

Espetáculo Tropicália aos Demais – Uma homenagem aos 50 anos da Tropicália

Local: Teatro do Museu Correios (SCS Q. 4 Bl. A Edifício Apollo – Asa Sul, Brasília)

Data: 15 e 16/12, a partir das 17h30; show às 19h

Classificação indicativa: livre

Valor: R$ 20 e R$ 10 (meia)

Venda antecipada de ingressos: WhatsApp (61) 98223-3452 e internet (15/12 e 16/12)

 

 

 


Esta entrada foi publicada em Agenda cultural e marcada com a tag , , , , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Prezado leitor,

Só serão publicados comentários diretamente associados ao tema do post. Comentários com conteúdo ou termos ofensivos não serão publicados. Informações, dúvidas, sugestões ou reclamações sobre serviços devem ser encaminhadas ao Fale com os Correios

3 respostas a Museu Correios promove uma imersão na Tropicália com arte e música

  1. Maísa Vilanova disse:

    É delicioso ver o empenho de artistas em cantarem música boa. Ótima iniciativa.

  2. Glecio disse:

    Só uma dúvida, os correios estão patrocinando?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *