Iluminação de Natal e exposições agitam Centro Cultural Correios do Rio

Dezembro é o mês do Natal e das férias. Para celebrar esta época tão festiva do ano, o Centro Cultural Correios do Rio de Janeiro recebeu uma iluminação especial, toda em verde e vermelho, que encanta adultos e crianças.

E a programação cultural do CCC/RJ também está recheada de atrações. As exposições ficam abertas de terça a domingo, das 12h às 19h, com entrada franca. O teatro funciona de terça a domingo, às 19h, e os ingressos custam R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia).

O CCC/RJ fica na Rua Visconde de Itaboraí, 20, Centro. Confira a programação de dezembro:

Festival de Esculturas do Rio – Com a participação de 40 artistas nacionais e internacionais, a mostra oferece uma diversidade de obras em 3 dimensões, muitas criadas especialmente para o CCC. Na Praça dos Correios, uma obra monumental em aço de cerca de 6 metros, do artista Roberto Cardim, provoca os olhares dos visitantes.

A Obra como Espelho – Marilou Winograd comemora duas décadas de carreira com instalações de 3 metros de altura por 6 metros de largura, que formam conjuntos ao lado de outras menores, como as quarenta caixas acrílicas que ostentam dedais, agulhas e fios de cobre tecendo redes de memórias que se ampliam, na concepção da artista.

Natureza: Geometria Morta – O pintor Paulo Symões foi buscar na natureza as formas e as cores necessárias à sua expressão pictórica. Ao longo de mais de 40 anos de carreira, pesquisa a natureza com rigor estético e o resultado é o enfoque nas cores da natureza, formas surpreendentes e elementos orgânicos presentes em suas telas.

Turbulências – Éric Collette apresenta sua exposição com obras que remontam o encontro do artista com as letras do alfabeto latino. Recortadas do ferro ou traçadas a bico de pena, as letras unem-se e reúnem-se conduzidas por um equilíbrio construído a partir de rupturas, desconstruções, superexposições, contrastes e desequilíbrios.

Memória e Transformação – Mario Camargo expõe 17 obras, cujo processo de criação rompe com as apropriações estéticas e, deste ato voluntário, surgem descobertas ocasionais. Em seu conceito criativo, o artista parte da ideia de que a mesma obra que expressou sua força em um determinado instante pode servir de caminho para outra.

Princípio de Arquimedes – A Lunática Companhia de Teatro e a Territórios Produções Artísticas trazem à cena o terceiro espetáculo de seu repertório: O Princípio de Arquimedes. Elogiado pela crítica e pelo público, o texto é de Josep Maria Miró, premiado autor catalão e um dos principais nomes da cena contemporânea espanhola


Esta entrada foi publicada em Agenda cultural e marcada com a tag , , , , , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Prezado leitor,

Só serão publicados comentários diretamente associados ao tema do post. Comentários com conteúdo ou termos ofensivos não serão publicados. Informações, dúvidas, sugestões ou reclamações sobre serviços devem ser encaminhadas ao Fale com os Correios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *