Investimentos dos Correios em modernização e tecnologia são apresentados no Ebanx Summit 2018

Os Correios participaram, no último dia 3, em Curitiba, do Ebanx Summit 2018. O evento, voltado para executivos de empresas globais de comércio digital, buscou discutir o cenário de negócios na América Latina. O presidente Carlos Fortner apresentou a atuação logística da empresa no país, com destaque para a melhoria da qualidade operacional, os investimentos feitos para reverter o déficit financeiro e modernizar o parque industrial e a mudança de foco, que saiu do produto em si para o relacionamento direto com o cliente. Entre os participantes estavam Spotify, Pipedrive, Udacity, Xsolla, Wish, Light in the Box, DHgate e Farfetch.

Fortner chamou a atenção para a complexidade da operação postal no Brasil. “Curitiba e São Paulo não são a realidade do país. Apesar de utilizarmos principalmente os modais rodoviário e aéreo, entregamos por meio de barco em diversas regiões, como no município de Paraty, no Rio de Janeiro”, apontou. Atualmente, a estatal distribui 25 milhões de objetos postais por dia em mais de 66 mil domicílios brasileiros. “Temos uma marca e um nome muito fortes. Há uma agência em cada município e o nosso índice de entrega no prazo supera os de outras empresas.” A melhoria da qualidade operacional no segmento internacional, por exemplo, saltou de 70,62% de entrega no prazo no mês de março para 95,75% em setembro. O processo contínuo de automação da triagem de objetos também contribuiu para os resultados positivos.

Sobre a competição com outros operadores, o presidente dos Correios disse ser saudável para todos, já que proporciona a redução dos preços. “Nenhuma empresa no Brasil oferece a qualidade que os Correios têm hoje. Somos a primeira opção em logística”. Entre as novas soluções pensadas pela empresa, estão os investimentos em processos de inteligência e tecnologia, como na melhoria das informações eletrônicas dos objetos, com a inserção de QR Code.

O assistente de Comércio Exterior Edson de Ávila complementou a apresentação do presidente tratando da cadeia logística do segmento internacional. Ele apontou procedimentos que podem acelerar as entregas, como o endereçamento correto e completo, o acondicionamento dos objetos e o preenchimento completo e correto da declaração alfandegária. Ávila abordou também os itens proibidos via postal e trouxe um comparativo entre os serviços de importação, no que se refere a modalidades e preços.

No intervalo das palestras, o público pôde conferir o tour virtual de uma encomenda internacional desde a origem até a entrega ao destinatário. O vídeo foi gravado em unidades dos Correios no Paraná (Ceint Curitiba, CTCE Curitiba e CDD Rebouças) e em São Paulo (Complexo Operacional Cajamar).


Esta entrada foi publicada em Negócios e Mercado e marcada com a tag . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Prezado leitor,

Só serão publicados comentários diretamente associados ao tema do post. Comentários com conteúdo ou termos ofensivos não serão publicados. Informações, dúvidas, sugestões ou reclamações sobre serviços devem ser encaminhadas ao Fale com os Correios

Os comentários estão encerrados.