Carteira de Trabalho começa a ser emitida pelos Correios

Os Correios e o Ministério do Trabalho lançaram, em São Paulo, o projeto piloto para emissão de Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) pela empresa. O serviço será oferecido nas agências centrais de São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo, e de Presidente Prudente, no interior do Estado.

O acordo, celebrado pela Superintendência Regional do Trabalho de São Paulo (SRT-SP), com vigência de 60 dias, tem o objetivo de descentralizar a emissão de carteiras de trabalho e levar o serviço para mais perto da população. A previsão é de que sejam emitidas mais de 530 carteiras de trabalho por mês nas unidades dos Correios. Após a conclusão do projeto piloto será avaliada a possibilidade de expansão do serviço para todo o Brasil.

Em São Bernardo do Campo, no dia 30 de novembro, o evento foi realizado com as presenças do gerente regional de Atendimento dos Correios, Ronald da Silva Cavalcanti, do gerente regional do Trabalho, Fernando Santana Nascimento, do prefeito de São Bernardo do Campo, Orlando Morando, e do secretário municipal do Trabalho, Hiroyuki Minami.

O lançamento em Presidente Prudente, na segunda-feira (3), contou com a participação do gerente regional de Atendimento dos Correios, Claudinei Aparecido Bidoia, e do superintendente regional do Trabalho de São Paulo, Marco Antonio Melchior.

A capilaridade dos Correios e a confiança que a sociedade deposita nos produtos e serviços da empresa possibilitam esse tipo de cooperação com as ações da Administração Pública e ratifica a vertente social da empresa, uma vez que a rede de atendimento da estatal facilita o acesso da população aos serviços oferecidos pelo governo.


Esta entrada foi publicada em Institucional, Negócios e Mercado e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Prezado leitor,

Só serão publicados comentários diretamente associados ao tema do post. Comentários com conteúdo ou termos ofensivos não serão publicados. Informações, dúvidas, sugestões ou reclamações sobre serviços devem ser encaminhadas ao Fale com os Correios

Os comentários estão encerrados.