Reabertura da Catedral Metropolitana de Salvador é eternizada em selo

 

Os Correios lançaram dois Selos Personalizados pela reabertura da Catedral Metropolitana de Salvador. O lançamento que ocorreu no Pelourinho, capital baiana, na última sexta-feira (8), contou com a presença do Arcebispo Dom Murilo Krieger.

Disponíveis em breve para encomenda nas agências de todo o país e também na loja virtual dos Correios, os selos foram criados a partir de fotografias da fachada e do interior da Igreja Catedral Metropolitana Transfiguração do Senhor. As fotos são de Sara Gomes, do interior da Catedral, e de Mateus Morbeck, da fachada.

 

Antiga capela do Colégio de Jesus da Bahia, o edifício foi entregue à Arquidiocese em 1765, por meio de provisão do rei de Portugal, D. José I, após a expulsão dos Padres da Companhia de Jesus das terras brasileiras e o confisco de todos os seus bens. Para lá se transferiu o Cabido da Sé (órgão colegiado de sacerdotes que auxiliavam o Arcebispo no governo da Arquidiocese), passando o templo a chamar-se comumente de Catedral. Em 1923, recebeu o título de Catedral Basílica de São Salvador. Nos inícios do século XX, por ocasião do projeto de reurbanização do centro da cidade, promovido por José Joaquim Seabra, foi planejada a demolição da Igreja da Sé. A partir de setembro de 1933, consumada a derrubada da Sé, a Catedral torna-se cumulativamente sede da Paróquia e Igreja Primacial do Brasil.

Após quase quatro anos fechado para restauração dos treze altares de sua nave, a Catedral foi reaberta em 14 de setembro de 2018, na Festa da Exaltação da Santa Cruz.


Esta entrada foi publicada em Filatelia e marcada com a tag , , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Prezado leitor,

Só serão publicados comentários diretamente associados ao tema do post. Comentários com conteúdo ou termos ofensivos não serão publicados. Informações, dúvidas, sugestões ou reclamações sobre serviços devem ser encaminhadas ao Fale com os Correios

Uma resposta a Reabertura da Catedral Metropolitana de Salvador é eternizada em selo

  1. Pingback: Reabertura da Catedral Metropolitana de Salvador é eternizada em selo | ACARAJÉ COM PIMENTA