Audiência pública debate licitação de franquias

Na última sexta-feira (28), os Correios realizaram, em Brasília (DF), audiência pública para ouvir e coletar sugestões da sociedade com o objetivo de promover uma nova licitação de agências franqueadas. A expectativa é lançar o edital no segundo semestre deste ano.

A vice-presidente de Clientes e Operações dos Correios, Glória Guimarães, destacou a importância dos franqueados para a expansão da rede de atendimento e ressaltou que o novo processo tem como objetivo alcançar um resultado ainda melhor que o da licitação anterior, realizada em 2011. Todas as dúvidas e as sugestões apresentadas, bem como as respostas da empresa, serão publicadas no site dos Correios até terça-feira (9).

A expansão vai ao encontro das políticas de modernização da ECT e segue determinação legal, como a de promover a universalização postal e a melhoria do atendimento ao público. Hoje as lojas franqueadas representam 14% da rede de atendimento dos Correios no Brasil, formada por 7.477 agências, sendo mais de 6,3 mil unidades próprias.


Esta entrada foi publicada em Negócios e Mercado e marcada com a tag . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Prezado leitor,

Só serão publicados comentários diretamente associados ao tema do post. Comentários com conteúdo ou termos ofensivos não serão publicados. Informações, dúvidas, sugestões ou reclamações sobre serviços devem ser encaminhadas ao Fale com os Correios

Uma resposta a Audiência pública debate licitação de franquias

  1. Carlos disse:

    O tempo é o senhor da razão.

    O objetivo dessa nova licitação é levar as atuais agências terceirizadas (modelo ACC) para o novo formato AGF.

    Mas qual a diferença? Qual a vantagem? Caro leitor, a resposta é aquela de sempre. Para ser sucinto e pragmático: vantagem financeira, O formato AGF paga maior comissão se comparado ao modelo ACC. Além da tabela de comissionamento ser maior (caixa preta protegida por sigilo absoluto) o formato AGF possibilita a vinculação de clientes por meio de formalização de contratos de serviços.

    Já o discurso de promover a universalização postal e a melhoria do atendimento ao público é uma falácia. Esses operadores visam o grande cliente, ou seja, aquele que dará melhor retorno financeiro (leia-se: comissão paga pela ECT). Não há interesse desses operadores em atender o cidadão “comum”. Duvidam? Pergunto então onde serão licitadas essas novas agências. Nos sertões do Brasil, será? Ou quem sabe nos grandes centros e áreas metropolitanas? Tens dúvidas? Não por acaso na minuta do edital temos o item 2.4.1 (leia abaixo).

    Outra falácia é a avaliação de desempenho prevista nessa licitação (vide item 11.3.2). Quem acredita nisso. Aliás essa avaliação também foi prevista no edital da última licitação. Essa avaliação foi regulamentada por meio de norma interna? Caso afirmativo: Quais as metas e parâmetros? Foi aplicada conforme previsto no edital? Cadê os resultados?

    Como tenho bola de cristal e curso superior na leitura e interpretação de cartas (cartomancia) faço duas previsões:

    1) A avaliação de desempenho prevista na última licitação não foi regulamentada e portanto não há parâmetros, ou seja, não foi aplicada.

    2) As áreas-alvo e trechos principais da maioria dessas novas licitações incluirão os atuais endereços das ACC. Muitas delas nas proximidades de agências próprias da ECT, enquanto bairros carentes desse tipo de serviço ficam a minguá (mais uma clara ação com viés na universalização dos serviços não é mesmo).

    Minuta do Edital

    2.4.1. A licitante, caso vitoriosa na licitação, deverá se declarar ciente de que a operação da
    AGF implicará na rescisão contratual com a Agência de Correios Franqueada – ACF em
    funcionamento por decisão judicial ou Agência de Correios Comercial – ACC, observadas as
    regras de transição previstas no Contrato de Franquia Postal.

    11.3.2. O Modelo de Avaliação de Desempenho será regulamentado em norma interna da ECT
    e preverá as metas e parâmetros mínimos de qualidade para cada aspecto avaliado.

    beba da fonte: http://www.correios.com.br/fornecedores/licitacaoagf/arquivos_pdf/minuta_edital_AGF.pdf