Desenvolvimento de softwares recebe reconhecimento

Os Correios conquistaram o nível G do Modelo de Referência para a Melhoria de Processos de Software Brasileiro (MPS.BR). Concedido pela Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro (Softex), o reconhecimento foi obtido após avaliação de projetos e requisitos da área de tecnologia da empresa.

Com o mesmo grau de exigência de avaliações internacionais, o MPS.BR  serve como um indicador da maturidade da empresa em relação às práticas ligadas ao desenvolvimento de softwares.

“A conquista do nível G significa que padronizamos rotinas de modo a obter uma maior previsibilidade dos projetos, com consequente melhoria da gestão e geração de produtos de maior qualidade, além de reduzirmos custos e a necessidade de retrabalho. Nosso objetivo agora é alcançar o próximo nível do MPS.BR até o início de 2015”, afirmou o vice-presidente de Tecnologia e Infraestrutura dos Correios, Antonio Luiz Fuschino.


Esta entrada foi publicada em Mudanças e inovações e marcada com a tag , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Prezado leitor,

Só serão publicados comentários diretamente associados ao tema do post. Comentários com conteúdo ou termos ofensivos não serão publicados. Informações, dúvidas, sugestões ou reclamações sobre serviços devem ser encaminhadas ao Fale com os Correios

6 respostas a Desenvolvimento de softwares recebe reconhecimento

  1. Quais critérios foram utilizados?
    Afinal de contas todo mundo sabe que o SARA é um sistema horrível.

  2. ATENDENTE DESANIMADA disse:

    varias vezes somos criticados por problema no sistema.

  3. Correios disse:

    Cristiano,

    O reconhecimento refere-se à forma de construir software, ao seu processo de construção. Portanto, os benefícios poderão ser observados nas novas soluções de software.

    O SARA foi construído há mais de uma década, com uma interface e com técnicas de construção de software compatíveis com as que se utilizava a época. Hoje, contamos com um contrato e com uma equipe interna para a manutenção dos elevados níveis de disponibilidade e confiabilidade do SARA.

  4. Gostei de ter sido respondido e gostei muito da explanação.
    Seria interessante então começar o SARA do zero, com as novas ferramentas disponíveis.
    O mercado de informática é muito dinâmico.
    Conheço alguns softwares terceirizados como Microvisual, Sect, Micropost e afirmo que para facilidade e agilidade em atendimento são bem melhores que o SARA. A qualidade da informação para o cliente nos sistemas terceirizados é muito além do que o SARA oferece.

  5. Gianni disse:

    A pois, quase enganou, cada atualização são meses esperando, e quando atualiza uma parte outras estragam, tem de reconstruir este Sara

  6. mariamaria disse:

    Realmente concordo com voces, o SARA pode ser considerado ultrapassado,sempre com lentidão, e nós atendentes só ouvindo mais e mais reclamações de clientes, até o sistema do correspondente (concorrente) que é instalado numa lojinha é mais rápido que o nosso sistema.Então a gente não acredita muito nessas pesquisas.