Correios e PF tratam ações conjuntas de segurança

O presidente dos Correios, Wagner Pinheiro de Oliveira, e o diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello Coimbra, reuniram-se na manhã desta terça-feira (21), em Brasília, para tratar das ações conjuntas que estão sendo adotadas pelos órgãos na prevenção e repressão de roubos a carteiros e assaltos a agências em todo Brasil. Também participaram da reunião a vice-presidenta de Administração dos Correios, Celia Corrêa, e o chefe da Divisão de Repressão aos Crimes contra o Patrimônio, da PF,  delegado Luís Flávio Zampronha, além de representantes do Departamento de Segurança Empresarial da ECT.

As ações são resultado do acordo de cooperação técnica assinado entre Correios e PF no final do ano passado, com o objetivo de proteger os trabalhadores da estatal, seus clientes e a carga postal. Nas últimas semanas, foi iniciada uma atuação conjunta no Piauí para a prevenção de assaltos a agências. O trabalho é um piloto do plano em nível nacional e está revendo procedimentos dos Correios e da Polícia Federal, de forma a aprimorar a troca de informações entre as instituições e agilizar a prisão de criminosos. Em 2013, a empresa destinou aproximadamente R$ 10 milhões em recursos de segurança no Estado e em 2014 mais 9 milhões serão investidos.

Um piloto de prevenção a roubos a carteiros também já foi realizado no último ano na região metropolitana da capital paulista e resultou na redução de 36% no número desses crimes e na prisão de diversas quadrilhas especializadas. Além disso, nos últimos anos a PF realizou diversas operações para prender quadrilhas responsáveis por assaltos a agências dos Correios, entre as quais as operações Sertão (PI), Mensagem (RS), Carta na Manga 2 (BA), Cofre Fácil (PE), Columba (SC) e Carta Resposta (PA).

Em todo Brasil, os Correios estão investindo cerca de R$ 240 milhões, no biênio 2013/2014, em recursos de segurança (contratação de serviço de escolta armada e vigilantes, uso de rastreadores para veículos e para encomendas e aquisição de sistemas de alarme para agências, entre outros).

O presidente dos Correios e o diretor-geral da PF falaram sobre a importância do acordo e do trabalho conjunto dos órgãos. Confira no vídeo:


Esta entrada foi publicada em Institucional e marcada com a tag , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Prezado leitor,

Só serão publicados comentários diretamente associados ao tema do post. Comentários com conteúdo ou termos ofensivos não serão publicados. Informações, dúvidas, sugestões ou reclamações sobre serviços devem ser encaminhadas ao Fale com os Correios

6 respostas a Correios e PF tratam ações conjuntas de segurança

  1. Marcos B. Cabral disse:

    A insegurança foi criada pela ect, venham na Ba e vejam como é armazenada a
    carga.

  2. Francismar Galdino Santos disse:

    Sou trabalhador nos Correios e fui vítima de um assalto à mão armada juntamente com um colega na última sexta-feira, 17/01/2014.Espero que esta parceria produza bons resultados e traga mais segurança para os trabalhadores e clientes dos Correios.

  3. HELDER disse:

    É imprescindível também divulgar as ações que estão sendo feitas interna e externamente. No Rio de Janeiro devemos ter mais de 2.000 assaltos por ano. Pagamos uma fortuna em indenizações e perdemos credibilidade. Não conheço nenhuma empresa que sofra tantos assaltos. Uma vês que as quadrilhas saibam das operações é provavel que diminua a incidência.

  4. Mineiro disse:

    Estão contratando segurança nada. Tem agencia na capital sofrendo 10 assaltos seguidos e sem segurança alguma.

    #menospoliticosmaistecnicos

  5. Warner disse:

    Segurança é fundamental para que as atividades do carteiro seja executada a contento, tanto interna como externa. Quando estava na Gestão de CDD ouvi critica de um PF dentro da unidade mostando para uma carama e dizendo, “como os Correios querem segurança com esta camara de brinquedo”, a camara esta instalada no salão do CDD até a data de hoje 28/01/2014

  6. graça e Paz disse:

    Gostaria de saber o que estão fazendo para resolver o problema de AC unipessoais que são uma brincadeira,
    assalto o tempo todo, é tamanha a falta de segurança o trem é tão feio que recebemos mais visitas de ladrões
    do que um CVE (COORDENADORE DE VENDAS).