Peças filatélicas brasileiras ganham prêmio internacional

O Brasil levou o terceiro lugar na 10ª Competição Mundial de Maximafilia, realizada pela Federação Internacional de Filatelia (FIP) para eleger os três melhores máximos postais criados em 2012. A Áustria ficou em primeiro lugar e a Rússia, em segundo.

O máximo postal é uma peça filatélica composta por cartão postal, selo e carimbo. Cerca de 60 países participaram da competição e o Brasil foi premiado com uma peça criada por Aluísio Oliveira de Queiroga, cujos cartão postal, selos e carimbo homenageavam o Centenário do Bondinho do Pão de Açúcar, atração turística do Rio de Janeiro.

O cartão-postal foi produzido por Schmittstamps (Eduardo Schmitt – Santa Catarina). Os selos aplicados sobre o cartão foram retirados de um bloco comemorativo ao Centenário do Bondinho, emitido em 27 de outubro de 2012, e o Carimbo de Primeiro Dia de Circulação faz menção especial ao mesmo assunto.

A conquista demonstra o excelente posicionamento do Brasil no segmento, que utiliza os selos postais e carimbos produzidos pelos Correios para composição de peças de elevado padrão, que encantam por seus valores iconográficos e representativos do patrimônio turístico nacional.


Esta entrada foi publicada em Institucional e marcada com a tag . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Prezado leitor,

Só serão publicados comentários diretamente associados ao tema do post. Comentários com conteúdo ou termos ofensivos não serão publicados. Informações, dúvidas, sugestões ou reclamações sobre serviços devem ser encaminhadas ao Fale com os Correios

7 respostas a Peças filatélicas brasileiras ganham prêmio internacional

  1. Cesar Augusto de Souza Procopio disse:

    Bom dia Senhores.

    Gostei da divulgação de mais este prêmio internacional para a Filatelia do Brasil.
    Porém, solicito que corrijam uma informação.
    Pois, o Máximo Postal (3º colocado) foi criado pelo pelo Sr. Aluísio Oliveira de Queiroga de Brasília/DF, Membro da AFNB, e não pelo Sr. Eduardo Schmitt de Florianópolis/SC, Membro da AFSC.

    Maiores informações, vide site: http://www.febraf.net.br/febraf.php?l=1&m=1&n=22

    Saudações Filatélicas.

    Cesar Augusto de Souza Procopio.
    Filatelista Clássico.
    CFB, AFNB, FeFiBra.

  2. Correios disse:

    Cesar Augusto,

    A informação do Blog está correta, pois, no segundo parágrafo da matéria fica claro que a peça (o máximo postal) foi criada por Aluísio Oliveira de Queiroga que, com muita criatividade, juntou os três elementos que formaram o máximo, ou seja: cartão-postal, selos e carimbo.

    Apenas o cartão-postal, suporte do máximo criado por Aluísio, foi produzido por Schmittstamps (Eduardo Schmitt – Santa Catarina).

    A intenção dos Correios foi passar os créditos de autoria do máximo-postal e, também, do cartão-postal.

  3. Correios disse:

    João Marcelo,

    A informação do Blog está correta, pois, no segundo parágrafo da matéria fica claro que a peça (o máximo postal) foi criada por Aluísio Oliveira de Queiroga que, com muita criatividade, juntou os três elementos que formaram o máximo, ou seja: cartão-postal, selos e carimbo.

    Apenas o cartão-postal, suporte do Máximo criado por Aluísio, foi produzido por Schmittstamps (Eduardo Schmitt – Santa Catarina).

    A intenção dos Correios foi passar os créditos de autoria do máximo-postal e, também, do cartão-postal.

  4. Cesar Augusto de Souza Procopio disse:

    Bom dia Senhores.

    O texto do artigo está correto.
    Porém, a imagem está incorreta, e supõe que o Autor da Peça foi o Sr. Eduardo Schmitt, quando o representante brasileiro na competição foi o Sr. Aluísio Queiroga.
    A participação do Sr. Eduardo Schmitt foi apenas produzir o cartão postal (base) com sua Empresa (Schmittstamps).
    Por este motivo, proponho que alterem o Autor, que consta na figura acima, para “3º Colocado Aluísio Oliveira de Queiroga – Brasília/DF.

    Saudações filatélicas.

    Cesar Augusto de Souza Procopio.
    Filatelista Clássico.
    CFB, AFNB, FeFiBra.

  5. gianni disse:

    porque nao colocar os 1 e 2 colocados?????

  6. Correios disse:

    Gianni,

    Conforme o texto do post, a Áustria ficou em primeiro lugar e a Rússia, em segundo.

  7. Correios disse:

    Cesar Augusto,

    A correção já foi feita.