Correios reduz preços de SEDEX e PAC e apostam na criação de fulfillment centers para potencializar o comércio eletrônico

Nova solução de logística integrada, que inclui armazenagem, separação, embalagem por conta dos Correios e preços mais baixos para SEDEX e PAC, propõe uma redução de 47% nos custos logísticos para micro e pequenas empresas

 

Brasília, 08/12/2016 – O maior operador logístico do e-commerce nacional apresentou ao mercado nesta semana em seu site, o plano de expansão para a nova solução de logística integrada voltada para o e-commerce: Correios Log – Comércio Eletrônico, na qual os Correios oferecem o serviço de e-fulfillment para as empresas que vendem na internet. O plano prevê a abertura de 6 novos centros de logística integrada (fulfillment centers) no território nacional para oferta das operações de armazenagem, atendimento de pedidos, embalagem e distribuição.

Com o primeiro centro lançado em setembro deste ano em SP, o próximo está previsto para início do mês que vem, em Brasília/DF. Os estados de RJ, ES, PE, MG e PR estão na lista como os próximos a usufruírem desta facilidade. A estatal ainda oferece, aos clientes que aderirem a terceirização logística, embalagem gratuita e melhores tabelas de distribuição, tanto para SEDEX e PAC, com preços surpreendentemente baixos. E de quebra, a loja virtual tem acesso ao mesmo sistema de gestão de estoque – WMS, que os maiores players do comércio eletrônico utilizam.

Segundo José Furian Filho, vice presidente de logística dos Correios, os principais ganhos estão na simplicidade de precificação, por item armazenado e pedido atendido, possibilitando a redução dos custos fixos logísticos e na celeridade operacional em retirar um produto no estoque e despachar no mesmo dia para a entrega. “Com o e-fulfillment oferecido, que inclui frete, armazenagem e manuseio, a nova solução prevê uma redução média de 47% no custo logístico para o comércio eletrônico”.

Infraestrutura – Para oferecer essa nova atividade de order fulfillment, os Correios mantém na cidade de Cajamar (SP) um armazém de 72 mil metros quadrados de área total, sendo 32,5 mil destinados à área de armazenagem. O espaço tem pé direito livre de 12 metros e 18 mil pontos de porta paletes que comportam 550 mil posições de armazenagem e devem ser ampliados para 86 mil em 2017.

 

Além disso, os Correios investiram R$ 5,5 milhões na aquisição de licença de uso permanente de um software integrado de gerenciamento de armazéns para operadores logísticos, o Warehouse Management System (WMS ). Com esse sistema, os clientes têm acesso ao que há de mais moderno na gestão de estoque e podem fazer o acompanhamento de pedidos online pela tela do celular. Ele faz a rastreabilidade, cálculo de produtividade, giro de estoque e armazenagem inteligente.

 

Liderança – No Brasil, os Correios, que atualmente entregam quase 1 milhão de encomendas/dia, sendo que 71% desse volume é originado do e-commerce, mantêm a liderança no segmento de encomendas expressas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *