A Imperatriz Leopoldina é tema de um dos selos que comemora os 200 anos de Independência do Brasil

A Imperatriz D. Leopoldina, que teve papel fundamental em um dos acontecimentos mais importantes da nossa história: a Independência do Brasil, é tema da Emissão Comemorativa Série Relações Diplomáticas: Brasil – Áustria 200 Anos de Independência – Bicentenário da vinda de D. Leopoldina, lançada pelos Correios na terça-feira (7/11) .

 

A Emissão é a primeira de uma série de seis selos, denominada “Brasil, 200 anos de Independência”, que começa em 2017, com o bicentenário da vinda de Dona Leopoldina, e se estende até 2022, com a comemoração dos 200 anos da Proclamação da Independência.

 

A Arte do selo foi concebida pelas artistas Ely Borges e Isabel Flecha de Lima. Na parte superior da Emissão está a inscrição “Brasil, 200 anos de Independência” e o uso das cores de um nascer do sol identificam o alvorecer de uma nação. A seguir, a imagem da nau D. João VI, navio de construção sofisticada, que em 1817 trouxe a Princesa ao Rio de Janeiro, representado em aquarela.

 

Abaixo, o retrato da Princesa Leopoldina, gravura que mostra toda sua jovialidade na época da viagem ao Brasil. Por último, sua assinatura, em tinta calcográfica (relevo), já com a adoção do nome Maria Leopoldina, em homenagem à nova Pátria.

 

A folha com 12 selos traz uma vinheta identificando a emissão Série Relações Diplomáticas Brasil – Áustria, o Bicentenário da Vinda da Princesa e a efígie de Dª. Maria Leopoldina. O valor facial de cada selo é R$4,20. Foram utilizados recursos de tinta calcográfica e computação gráfica.

Publicado em Notícias | 2 comentários
  1. Antonio Cesar Margarido disse:

    Teremos uma grande homenagem aos 200 anos da Independência, com certeza, com esta e as próximas emissões relativas ao tema. Uma grande ideia.

    Gostaria de saber, especificamente em relação à emissão de D. Leopoldina, em quais museus se encontram as gravuras que são reproduzidas no selo. E gostaria de sugerir que nos próximos editais desta série sejam informados os museus onde se encontram as obras referenciadas.

    Um grande abraço.

    • Ivana Garcia disse:

      Prezado Antônio, bom dia!
      O selo de D.Leopoldina é realmente uma grande e bela homenagem aos 200 anos da Independência, que serão comemorados em 2022. A imagem da Nau D. João VI, navio de construção sofisticada, que em 1817 trouxe a Princesa ao Rio de Janeiro, em aquarela de Franz Joseph Frühbeck, pertence ao Instituto Moreira Sales. O retrato da Princesa Leopoldina, gravura feita por Jean F. Baddoureau a partir da obra do artista Jules A. Vauthier, é do Museu Imperial/RJ/Iphan. Os locais estão gravados em microletras em cada uma das gravuras. Nos próximos editais iremos informar os locais de origem das obras como já foi em editais anteriores.
      Atte,
      Blog da Filatelia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *