EMISSÃO ESPECIAL SIGNOS DO ZODÍACO – ÁRIES

Áries (Carneiro, em latin) é o primeiro signo astrológico do zodíaco, associado à constelação de Aries. Marca o equinócio da Primavera, no Hemisfério Norte. São os dias do ano em que a duração da noite e do dia é a mesma, o que influenciou datas importantes e celebrações para povos antigos. Durante séculos várias culturas criaram seus calendários agrícolas e de festas religiosas em torno das estações do ano em seus hemisférios, observando o movimento do Sol, da Lua e das constelações das noites estreladas.

 

O equinócio oferecia símbolos de equilíbrio, marcava o início da primavera, tempo de plantar, quando a vida se renova. No fim do Inverno no hemisfério Norte (março), a noite começa com a constelação de Áries perto do horizonte oeste. Quando se incluem estrelas de brilho menor, visíveis a olho nu, a área da constelação parece a cabeça de um carneiro, tendo uma forma geral de cabeça de herbívoro e um chifre em espiral.

 

O símbolo do signo de Áries é o chifre de um carneiro. Forma com Leão e Sagitário a triplicidade dos signos do Fogo. É também um dos quatro cardinais, juntamente com Câncer, Libra e Capricórnio. Com pequenas variações nas datas dependendo do ano, os arianos são as pessoas nascidas entre 21 de março e 20 de abril.

 

Segundo o mito grego, o Carneiro constelar era uma referência ao espécime mítico cuja se transformou em ouro, também chamado de Velo de Ouro, ensejando a busca de Jasão e os Argonautas. O carneiro, também, é um dos animais mais comumente usados como sacrifício e oferendas de holocausto em diversas culturas meso-orientais, como os citados no livro bíblico de Levítico.

 

A imagem que representa graficamente a Constelação de Áries são os chifres do carneiro, que transmitem liderança, pois ele sempre segue à frente do rebanho, na busca de novas pastagens e novas trilhas. Líder nato: aponta a direção a ser seguida.

 

Na astrologia, é no o signo de Áries e em todas as pessoas que nascem nele, que o Universo distribui a potência cósmica da criatividade, se reinventando freneticamente e com muita velocidade; tão forte e vigorosa é sua força de expressão que as pessoas arianas são geralmente sempre deixam atrás de si um rastro de ruptura com a realidade dominante, exercendo uma influência motivadora de mudanças e transformações.

 

Por isso, os que nascem neste signo são os que quebram o suspense e forçam os acontecimentos para que se expressem as potencialidades criativas. Claro está, nem todos os experimentos são bem-sucedidos e a alma ariana sabe muito bem disso, sendo-lhe natural uma enorme tolerância aos erros próprios e alheios, nunca se detendo a fazer recriminações nem a si nem tampouco aos outros, o que torna a convivência com este signo muito agradável.

sobre o selos

Essa emissão é a primeira de uma série de 12, que juntas comporão uma mandala zodiacal. A arte do selo apresenta elementos que simbolizam o signo de Áries. No canto superior esquerdo está presente um esquema das principais estrelas que formam a Constelação de Carneiro:  Hamal (Alpha Arietis) é a estrela mais brilhante desse agrupamento; Sheratan (Beta Arietis), Mesarthim (Gamma Arietis), Botein (Delta Arietis),  Bharani – 41 (Lâmbida Arietis), Atietis (c Arietis) e Epsilon Arietis.

Ao centro, a imagem de um carneiro (áries em latim) que dá nome à constelação. No quadrante inferior direito, duas faixas na cor cinza delimitam o espaço entre a figura central e o nome do signo, grafado em letras de cor preta, tendo abaixo o intervalo de tempo governado pelo signo de Áries.

Em seguida, uma faixa de cor vermelha representa o elemento “fogo”, um dos regentes da natureza que caracterizam a personalidade dos nascidos nesse signo. Por último, no canto inferior direito, o ícone do Signo de Áries, simboliza a cabeça e os chifres de um carneiro, imagem que tem origem nas estrelas que formam a constelação de Áries.

Publicado em Programação Filatélica 2019 | Deixar um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *