Revisão do ACT – Cláusula 28 – Plano de Saúde

Na última sexta-feira, dia 7, os Correios ingressaram com pedido de mediação no Tribunal Superior do Trabalho (TST) para revisão da Cláusula 28 do ACT 2016/2017, que trata da Assistência Médica/Hospitalar e Odontológica. A empresa tomou essa iniciativa visando assegurar a manutenção do plano de saúde, o que exige, diante da atual realidade financeira, a adequação do modelo de compartilhamento das despesas, uma vez que o rateio atualmente vigente é impraticável.

Os trabalhos para revisão da cláusula iniciaram no dia 20 de outubro de 2016 e foram encerradas no dia 4 de abril de 2017, após apresentação de outra proposta pela empresa, a qual não obteve avanço, e também da apresentação formal dos resultados das assembleias e deliberações da diretoria quanto às atividades da comissão.

Durante todo o período de discussões foi demonstrada em detalhes toda a situação delicada pela qual os Correios estão passando e o impacto do custo do plano de saúde no conjunto das despesas da empresa, o que compromete a sua sustentabilidade.

Infelizmente, a construção de uma proposta conjunta não ocorreu durante as atividades da comissão paritária. Os Correios aguardam novo período de negociações, agora com a mediação do TST, objetivando a continuidade da oferta do plano de saúde aos empregados, em parâmetros de custeio compatíveis com a realidade econômico-financeira da empresa.

Esta entrada foi publicada em Negociação Permanente e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Prezado leitor,

Só serão publicados comentários diretamente associados ao tema do post. Comentários com conteúdo ou termos ofensivos não serão publicados. Informações, dúvidas, sugestões ou reclamações sobre serviços devem ser encaminhadas ao Fale com os Correios

24 respostas a Revisão do ACT – Cláusula 28 – Plano de Saúde

  1. J. disse:

    lucro pelo lucro a quem custar !!!

  2. Sergio disse:

    Por que o presidente Guilherme Campos e seus vices não apresentaram os valores na última proposta?
    Por que o presidente Guilherme Campos e seus vices não detalharam os percentuais de desconto na última proposta?
    Por que o presidente Guilherme Campos e seus vices não mostraram para os empregados qual seriam os valores que cada empregado deveria pagar por dependente?

    O presidente Guilherme Campos e seus vices falarão ao TST que apresentaram uma proposta tipo “kinder ovo”, atrativa por fora, mas com uma surpresa dentro?
    O presidente Guilherme Campos e seus vices explicação ao TST que o déficit de mais de 2 bilhões é na verdade uma projeção contábil em sua maior parte (mais de 90%), e não uma situação real atual?

    O presidente Guilherme Campos e seus vices terão coragem de serem transparentes nas audiências no TST?

    • roberto disse:

      Correto Sergio boa observação não teria como negociar uma proposta sem valores espero que no TST seja dita a verdade que apresentaram uma proposta no escuro sem clareza nenhuma,alias isso vai ser um ensaio para o acordo desse ano pois não tem o que julgar vale o acordo 16/17 então pra que TST?????

    • roberto disse:

      Correto Sergio boa observação não teria como negociar uma proposta sem valores espero que no TST seja dita a verdade que apresentaram uma proposta no escuro sem clareza nenhuma,alias isso vai ser um ensaio para o acordo desse ano pois não tem o que julgar vale o acordo 16/17 então pra que TST?????

  3. Roberto disse:

    Até quando vamos aceitar isso? Essa Empresa é nossa e dos clientes, fizemos concurso público para trabalhar nos Correios, não somos apadrinhados políticos, nós somos decentes! Esse cara chega indicado, não tem nada a ver com os Correios e agora quer nos crucificar? Vamos acordar meu povo!

  4. revoltado disse:

    A RECEITA E FACIL SO PARAR DE ROUBAR QUE SOBRA DINHEIRO!!!
    ME AJUDA AI PO…..

  5. PECKER disse:

    Uma falta de vergonha!!!
    Agora eles querem cortar o plano de saúde, com mensalidade – nosso salário é muitooo bom pra tá pagando mensalidade mesmo, PIADA- o próximo passo é cortar o vale alimentação,aí os adicionais de função e adicional periculosidade.Finalmente, você vai trabalhar pelo salário da carteira de trabalho.

    Eu já comprei apostilas de concursos e meu foco agora é sair dos Correios, no máximo até outubro desse ano.A desvalorização que os funcionários sofrem é um absurdo.

    Será que esse Sr chamado Eduardo Campos sugeriu a diminuição se seu salário, ou do seu quadro de seus inúmeros vice-presidentes?Com certeza não!
    É mais fácil querer diminuir benefícios de atendentes, carteiros e Ott !

  6. TITANICorreios disse:

    Cadê o balanço da empresa de 2015 e 2016?
    Falar em déficit sem os balanços não quer dizer nada…

  7. JURA disse:

    Esse Guilherminho é danadinho, ele é fera.

  8. Angelico Aparecido da Silva disse:

    Gostaria de apresentar sugestões

  9. maciel disse:

    não da pra brigar com um monstro de duas cabeças que cospe fogo. isso ja era previsto ha muito tempo e convenhamos é razoavel o argumento da empresa . então como vamos perder mesmo que paguemos pelo menos 100 reais por empregado.

  10. J.A.G disse:

    Imagina o terror que vai ser o dissidio coletivos deste ano 2017 ? Socorroooooo meu Deus. !!!!

  11. Kibe disse:

    Fala pro ministro kassab pedir um dinheiro pra Odebrecht pra salvar o plano de saúde

  12. zé pequeno do consumidor disse:

    DIREITO ADQUIRIDO NÃO PODE SER REVOGADO. OU ESSE GOVERNO CUMPRE A LEI OU VAMOS CHAMAR O ZÉ PEQUENO PRA DAR BRONCA NESSA TURMA DE PILANTRAS.

  13. JURA disse:

    REF: MENSALIDADES

    00-18 61,79 R$ 67,38 R$ 71,37 R$ 87,33 R$ 111,27 R$ 143,19 R$ 175,12 R$
    19-23 71,06 R$ 77,49 R$ 82,07 R$ 100,43 R$ 127,96 R$ 164,68 R$ 201,39 R$
    24-28 81,73 R$ 89,11 R$ 94,39 R$ 115,50 R$ 147,17 R$ 189,39 R$ 231,61 R$
    29-33 93,98 R$ 102,48 R$ 108,55 R$ 132,83 R$ 169,24 R$ 217,80 R$ 266,35 R$
    34-38 108,08 R$ 117,85 R$ 124,83 R$ 152,75 R$ 194,63 R$ 250,46 R$ 306,30 R$
    39-43 125,37 R$ 136,71 R$ 144,80 R$ 177,19 R$ 225,77 R$ 290,54 R$ 355,31 R$
    44-48 151,70 R$ 165,41 R$ 175,21 R$ 214,39 R$ 273,17 R$ 351,54 R$ 429,91 R$
    49-53 197,21 R$ 215,04 R$ 227,77 R$ 278,71 R$ 355,13 R$ 457,01 R$ 558,89 R$
    54-58 266,24 R$ 290,31 R$ 307,50 R$ 376,27 R$ 479,43 R$ 616,97 R$ 754,51 R$
    59 – + 308,98 R$ 336,91 R$ 356,86 R$ 436,68 R$ 556,39 R$ 716,02 R$ 875,64

    QUADRO DE MENSALIDADES.

  14. Matematico disse:

    Estranho, essa matemática da Empresa, na verdade o que eles estão querendo cobrar é muito estranho, veja bem:
    Ref Inicial 00-18 mínimo R$ 61,79 e máximo R$ 175,12 que é pelo valor recebido.
    Ref Final 59-+ mínimo R$ 308,98 e máximo R$ 875,64 que é pelo valor recebido

    Então vamos fazer basicamente um simulado se pegar no inicio da referencia 00-18 até 59, cujo valor da uma media de R$ 175,12, veja bem se pegar por caminho R$ 61,79 X 12 X 117.000 = R$ 856.440,00 ( valor mensalidade inicial x ano x quantidade de empregados), se for partir pela media de R$ 175,12, vai dar R$ 2.458.684,00, isso seria se cobrado de nos empregados, mas essas cobranças estão em cima dos dependentes que na media da 2,5 a 3 dependentes por família, ai fica a duvida será que a Empresa dizendo que esta deficitária de Dois Bilhões anuais, com essa cobrança eles vão ter lucro sobre seus empregados, agora analisa e ve se tem sentido.

  15. JURA disse:

    A Empresa não fala nada.

  16. vanderlei aparecido santos vanderlei disse:

    rua heitor n. de almeida,322

  17. J.A . disse:

    não houve economia nenhuma, na criação do postal saude , passou da epoca de 700 milhões gerido pelos correios , para 1,8 bilhões pela postal saude atualmente com projeções de 2.0 bilhões oum a + , deveria voltar a ser gerido pelos próprios correios, atraves de seu RH muito mais confiavel , talvez um pouco mais burrocratico , mais é muito mais barato !!!!

  18. Fernando disse:

    Quer economizar:

    1. Corte nas 55 mil funções e redução dos comissionados;
    2. Revisão nos contratos de transportes;
    3. Retorno da administração do Postal Saude pelo Rh;
    4. Redução do quadro administrativo;
    5. Foco no operacional e na revisão dos processos internos.

    Só colocar em prática…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *