Situação econômica da empresa e plano de saúde fecham semana de negociação

Encerrando a quarta semana, na última sexta-feira (13), as negociações do Acordo Coletivo de Trabalho 2018-2019 trataram da situação econômico-financeira da empresa e da cláusula referente ao plano de saúde dos empregados dos Correios.

Durante os debates, a área de contabilidade apresentou o atual cenário econômico-financeiro dos Correios. Apesar da melhora gradual dos seus resultados, de janeiro a maio deste ano a empresa registrou prejuízo contábil acumulado de R$ 126 milhões. Isso significa que as despesas ainda são maiores que as receitas geradas.

Em 2017, o prejuízo registrado nesse mesmo período foi de R$ 792 milhões. A melhora dos resultados em 2018 é fruto das ações contingenciais para reduzir gastos, da melhoria da qualidade operacional e do aumento de receitas (7,8%), proveniente, principalmente, no segmento de encomendas.

Plano de saúde – Para a cláusula 28, a proposta da empresa é manter as regras definidas pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST) em março deste ano e vigentes até 1º agosto de 2019.

Os Correios incluíram, ainda, casos não previstos pela decisão judicial, como a realização obrigatória dos exames periódicos (sem ônus para os empregados), além de estender a cobertura do plano de saúde, nos moldes firmados pelo TST, aos empregados afastados por auxílio-doença.

A empresa também propôs a garantia do Postal Benefício Medicamento (PBM), nos termos do seu regulamento, sem a cobrança de mensalidade do participante desse benefício. Além disso, ex-empregados e aposentados a partir de 1/1/1986 que não tenham sido cadastrados no plano poderão efetuar a sua própria inscrição e a do respectivo cônjuge ou companheiro.

Reajuste salarial – A empresa irá apresentar a proposta de reajuste salarial na tarde desta terça-feira (17).

Confira a ata da reunião.

Esta entrada foi publicada em Acordo Coletivo, Negociação Permanente e marcada com a tag , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Prezado leitor,

Só serão publicados comentários diretamente associados ao tema do post. Comentários com conteúdo ou termos ofensivos não serão publicados. Informações, dúvidas, sugestões ou reclamações sobre serviços devem ser encaminhadas ao Fale com os Correios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *