Centenário da Sociedade Filatélica Brasileira

Centenário da Sociedade Filatélica Brasileira

O dia 18 de novembro de 2011 marca um acontecimento de extremo significado para a Filatelia no Brasil: os 100 anos da Sociedade Filatélica Brasileira. A organização foi fundada em 1911, na cidade do Rio de Janeiro, por um grupo de dez idealistas que anteviram a importância da associação dos adeptos de colecionar selos em agremiações especializadas. A criação dessa comunidade para o intercâmbio de conhecimentos no meio da Filatelia, revela, naquele início de século, o crescente interesse dos mais variados setores da sociedade em pesquisas relacionadas às emissões e ao tráfego postal. Dentre os fundadores da SOFIBRA está Manoel Pereira de Mesquita, que veio a ser o seu primeiro Presidente.

A Filatelia, uma prática apaixonante, que já se afigurava como relevante atividade cultural e de lazer, se desenvolveu em todo o mundo a passos largos, com expressiva arregimentação social e econômica. Desde a criação do selo postal na Inglaterra, em 1840, surgiram inúmeros interessados no colecionismo dessa peça. A criação de associações foi o próximo passo, uma vez que essas possibilitavam a racionalização do intercâmbio desses produtos.

O Brasil foi o segundo país a adotar o uso de selos postais para o franqueamento de cartas. A primeira emissão brasileira foi o famoso Olho-de- Boi, lançado em 1º de agosto de 1843. Portanto, os interessados no colecionismo e a consequente criação da Sociedade Filatélica Brasileira, contribuíram para o desenvolvimento e crescimento da Filatelia mundialmente.

Passados cem anos, o bem-sucedido ideal que uniu os dez fundadores da SOFIBRA é considerado a base de toda uma estrutura em que se desenvolveu e se apóia a Filatelia organizada no Brasil: os Clubes Filatélicos.

Desde sua fundação, a Sociedade Filatélica Brasileira trabalha para o crescimento da Filatelia, participando de inúmeros eventos. Assim, a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, homenageia a Sociedade Filatélica Brasileira, por seu centenário. Um acontecimento histórico filatélico e sociocultural de enorme relevância, que representa o inestimável papel das agremiações filatélicas para a Filatelia brasileira.

Frederico Mendes de Moraes
Presidente da SOFIBRA

Sobre o Selo
Na parte superior tem-se o título da emissão: “Centenário da Sociedade Filatélica Brasileira”. A arte traz a representação do selo Olho-de-Boi em sua versão de 30 réis, onde foi aplicada uma imagem latente do numeral “100”, que pode ser vista ao observar-se o selo inclinado, sob uma fonte de luz. Esta é a primeira emissão que focaliza um dos valores da série Olho-de-Boi. Os valores de 60 e 90 réis serão destacados, respectivamente, em 2012 e 2013. Foram utilizadas as técnicas de calcografia e aplicação da cor bronze especial.

 

Código de comercialização: 852009119

Detalhes Técnicos

Edital nº 27
Arte: G. Tardin
Processo de Impressão: Ofsete
Folha com 28 selos + 2 vinhetas
Papel: Cuchê gomado
Valor facial: R$ 2,55
Tiragem: 300.020 selos
Área de desenho: 30mm x 40mm
Dimensões do selo: 30mm x 40mm
Picotagem: 12 x 11,5
Data de emissão: 18/11/2011
Local de lançamento: Rio de Janeiro/RJ
Prazo de comercialização pela ECT: até 31 de dezembro de 2014

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *