Podcast da Negociação – 02

Na segunda edição do Podcast da Negociação, entenda a situação financeira dos Correios e como os desafios trazidos pela pandemia de Covid-19 têm afetado nossa empresa.

Ouça o podcast e saiba tudo sobre o Acordo Coletivo de Trabalho 2020/2021:

 

“Olá, este é o Podcast da Negociação, onde iremos aprofundar os principais temas que nós, empregados dos Correios, precisamos estar atentos durante este momento tão importante e decisivo na nossa história.

A pandemia de Covid-19 trouxe muitos desafios, não só para os Correios, mas para todo o mercado mundial. Grandes empresas têm encontrado dificuldades para se manter, promovendo demissões, férias coletivas, corte de custos… Muitas, inclusive, não estão resistindo e já precisaram fechar, definitivamente, as suas portas.

No caso dos Correios, apesar do aumento do volume de encomendas em função do isolamento social, um fator determinante de nosso negócio foi duramente prejudicado: as postagens de cartas sofreram uma queda vertiginosa, ocasionando uma diminuição de receita de R$ 820 milhões no primeiro semestre de 2020, quando comparamos com o mesmo período de 2019. Esta tendência era esperada para ocorrer em alguns anos, mas foi bastante adiantada pela crise mundial.

Este cenário exigiu a nossa adaptação imediata, com a participação ativa dos empregados para achar soluções que diminuam o impacto nas entregas, ofertem para o mercado novos serviços e eliminem gastos onde for possível. Entretanto, todas essas ações ainda não conseguem cobrir o estrago causado pela pandemia, já que a retração do negócio de cartas é muito difícil de ser revertida.

Não podemos desprezar o fato de que a empresa acumulou anos de prejuízo, passando a registrar lucro apenas recentemente. Se em 2010, dez anos atrás, o nosso lucro era de R$ 827 milhões, no ano passado este valor foi de R$ 102 milhões, que não foram suficientes para cobrir todo o prejuízo. Hoje, o déficit acumulado é de R$ 2,4 bilhões, e a empresa não pode nem distribuir Participação nos Lucros e Resultados em função desse fator.

Por tudo isso, temos que refletir: é possível mantermos os mesmos benefícios de anos em que a empresa tinha uma outra situação financeira, em um cenário no qual as pessoas tem perdido os seus empregos ou estão com seus contratos de trabalho suspensos?

Ainda que as consequências sejam difíceis para nós, empregados, o que está em jogo são os nossos empregos e a própria sobrevivência dos Correios. Pense nisso!

No próximo podcast, apresentaremos quais benefícios continuam assegurados para os empregados, tendo em vista garantirmos a sustentabilidade dos Correios.”

Esta entrada foi publicada em Acordo Coletivo, Negociação Permanente. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Prezado leitor,

Só serão publicados comentários diretamente associados ao tema do post. Comentários com conteúdo ou termos ofensivos não serão publicados. Informações, dúvidas, sugestões ou reclamações sobre serviços devem ser encaminhadas ao Fale com os Correios

Os comentários estão encerrados.