Podcast da Negociação 01/2021 – 5/7/2021

Olá, este é o Podcast da Negociação, onde iremos aprofundar os principais temas que nós, empregados dos Correios, temos que estar atentos sobre a realidade da empresa, especialmente no período de negociação do Acordo Coletivo de Trabalho.

Nesta segunda-feira, dia 5 de julho, foi realizado o segundo encontro para a construção do ACT. Foram apresentadas a análise das pautas de reivindicações das entidades representativas, a situação econômico-financeira da empresa e, ainda, a proposta de celebração de acordo por parte dos Correios.

Para compreender a proposta, é importante lembrar que, assim como na última negociação, os Correios encontram-se em um contexto de forte crise econômica, intensificada pela pandemia da covid-19. Foram adotadas medidas como a contratação de mão de obra terceirizada e a realização de horas extras para compensar a ausência dos empregados que, para sua própria segurança, foram incluídos em regime de trabalho remoto. Mesmo com todas essas dificuldades, garantir a saúde de empregados, clientes e fornecedores permanece uma das prioridades da gestão.

Paralelamente, os Correios vivem a realidade global de seus setores de atuação: queda acentuada dos serviços de monopólio e aumento da parcela concorrencial do negócio. Ainda que haja aumento da demanda pelos serviços de encomendas, as perdas com o mercado de cartas ainda não foram equalizadas.

Mesmo com os resultados positivos registrados nos dois últimos anos, há de se ressaltar que a empresa ainda possui prejuízo acumulado, e é longo o caminho até a quitação de todo o passivo. Entretanto, desde março de 2020, têm sido garantidos aos empregados dos Correios sua remuneração integral, os benefícios constantes no Dissídio Coletivo de Greve e, ainda, todas as obrigações trabalhistas de direito.

Portanto, a proposta apresentada durante as negociações reflete, rigorosamente, o atual momento dos Correios, que incluem a manutenção das 29 cláusulas do atual dissídio e inclusão de uma cláusula referente a banco de horas, de forma a tornar o processo mais flexível para o empregado, para que ele possa fazer essa negociação diretamente com o gestor. Agora, os Correios aguardam a resposta das entidades para fechar o acordo.

Não fique fora desse processo! Acompanhe todos os detalhes do Acordo Coletivo de Trabalho no Blog da Negociação e pelos veículos de comunicação interna.

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Prezado leitor,

Só serão publicados comentários diretamente associados ao tema do post. Comentários com conteúdo ou termos ofensivos não serão publicados. Informações, dúvidas, sugestões ou reclamações sobre serviços devem ser encaminhadas ao Fale com os Correios

Os comentários estão encerrados.