Carteiro compositor da Mangueira é campeão do carnaval carioca

Deivid Domênico atua como carteiro há 21 anos e é um dos compositores do samba-enredo da Estação Primeira de Mangueira, vencedora do prêmio Estandarte de Ouro e Campeã do Carnaval Carioca 2019, com o enredo História pra ninar gente grande.

“É uma realização muito grande ver que a parceria de composição deu certo. Depois de vencer a disputa acirrada na quadra, onde inicialmente concorreram 18 sambas, nossa música conquistou o público e os jurados. Ganhamos os principais prêmios do carnaval e estamos de alma lavada”, afirma Domênico.

Aos quatro anos de idade, Deivid já frequentava a quadra da Imperatriz Leopoldinense para torcer pelos sambas do pai, que também é compositor e ajudou o filho a construir sua identidade de sambista.

Aos onze anos, já cantava nas quadras.  Aos treze,  começou a compor e mergulhou de vez no mundo do samba, de onde nunca mais saiu. Em 2004, participou da disputa de samba-enredo na Mangueira pela primeira vez e, pouco tempo depois, foi convidado a fazer parte da Ala dos Compositores da escola.

Em 2015 veio a primeira grande vitória. A parceria de Deivid ganhou o concurso na quadra e seu samba foi para a Sapucaí representando a Mangueira naquele carnaval, no enredo “Agora chegou a vez, vou cantar: Mulher de Mangueira,  mulher brasileira em primeiro lugar!”

Além de carteiro e compositor, Deivid Domênico é formado em gestão pública, é músico e participa de rodas de samba e shows por toda a cidade. Esta semana, após uma quarta-feira de cinzas de muita comemoração pela vitória, Deivid vestiu seu uniforme e saiu para fazer suas entregas com um largo sorriso de campeão no rosto.

Ouça um trecho da música:

 

Publicado em Áudio, Datas especiais, Em Foco | Com a tag , , , , | Deixar um comentário

Exposição “Eu, Mulher. Nós, Mulheres. Presente!” chega ao Espaço Cultural Correios Niterói

Celebrar o Dia Internacional da Mulherpor meio de figuras marcantes do universo feminino que trazem uma reflexão para o presente da história. Este é o objetivo do Espaço Cultural Correios Niterói com a exposição “Eu, Mulher. Nós, Mulheres. Presente!”, da artista plástica Elizabeth Salles. São 8 esculturas, representando 8 figuras do universo feminino, que estão abertas à visitação a partir desta sexta-feira (8).

A artista, residente em São Gonçalo, pretende despertar no visitante a emoção de reconhecer a si mesmo através da luta de tantas mulheres da história universal. “Quero contribuir para a construção da memória das mulheres, sejam elas brasileiras ou não. Conhecer quem foram. O que fizeram. Algumas de modo oculto, outras que ganharam expressão nas páginas da história por suas lutas. Lembrar para não deixar esquecer o legado de algumas mulheres que plantaram a semente do que hoje se confere como o mais importante movimento social do século XX: o feminismo”, declara Elizabeth Salles.

As 8 figuras femininas retratadas em suas esculturas são: Nina Simone, pianista e cantora de jazz, ativista pelos direitos civis dos negros norte-americanos; Frida Kahlo, pintora mexicana cuja identidade é uma expressão de sua arte; Nefertiti, rainha egípcia do século IV; Joana D’Arc, heroína francesa queimada em praça pública; Aqualtune, princesa-guerreira africana, um dos maiores símbolos de resistência e luta pela liberdade negra; O Grito, releitura da obra de Edvard Munch; Vossa, que representa a ancestralidade africana, e Lute como uma garota, retratando a luta de todas as mulheres pela igualdade legal e social.

Além das esculturas, faz parte da exposição a obra Cinco Faces da Violência que faz referência ao crime de feminicídio e a banalização da violência contra a mulher nos dias atuais.

Na abertura da mostra, hoje, às 16h30, haverá palestra sobre o tema da exposição, proferida pela Profa. Dra. Tania Nunes, pesquisadora e autora de obras sobre corpo e teatralidade na interface entre literatura contemporânea e cultura.

A exposição fica em cartaz em curta temporada, até o dia 30 de março. O Espaço Cultural Correios Niterói funciona de segunda a sexta, das 11h às 18h, exceto feriados. Entrada franca.

 
Sobre a artista

Elizabeth Salles nasceu no Rio de Janeiro e se mudou para São Gonçalo aos oito anos de idade. Desde muito jovem, demonstrava interesse pela arte e se tornou desenhista. Ingressou no mercado de designer de moda em 1990, onde trabalhou até 2003, quando teve seu primeiro contato com a argila em uma exposição artística.

Apaixonada pela arte de esculpir encontrou ali uma nova forma de se expressar com o mundo, com inspiração que passeia entre o Barroco e o Realismo. Utiliza seus trabalhos como recurso visual em prol de causas sociais. Na maioria das vezes abordando sempre assuntos como: Violência, Preconceito, Discriminação, Opressão e Omissão.

A mulher tem prioridade em seus trabalhos que são feitos, em sua maioria, com gesso hidratado, resina, argila e terracota. Já produziu mais de duzentas peças para seu acervo pessoal, entre elas o busto de George Savalla, conhecido como Palhaço Carequinha, Dandara dos Palmares, Frida Kahlo e Marielle Franco.

Em março de 2018, por ocasião do mês da mulher, a artista Elizabeth Salles apresentou sua obra na exposição “O Paradoxo da Mulher”, organizada pela Prefeitura Municipal de São Gonçalo por iniciativa da Secretaria Municipal de Meio Ambiente. Em novembro do mesmo ano, a artista exibiu seu acervo no Centro Cultural George Savalla Gomes (Palhaço Carequinha), anexo da Câmara dos Vereadores daquele município.

A escultora foi premiada com duas Moções de Aplausos outorgadas pela Câmara Municipal de São Gonçalo. Recebeu, também, da Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres, o prêmio Acontece Mulher em homenagem e reconhecimento por sua importante atuação em São Gonçalo.

Serviço

“Eu Mulher. Nós, Mulheres. Presente!” – Elizabeth Salles

Abertura: 8 de março, às 15h
Palestra: 08 de março, às 16h30
Visitação: até 30 de março
De segunda a sábado, das 11h às 18h. Exceto feriados. Entrada franca.
Espaço Cultural Correios Niterói
Av. Visconde do Rio Branco, 481, Centro – Niterói (em frente à estação das Barcas).

Publicado em Agenda cultural, Datas especiais | Com a tag , , , , , , | 1 comentário

Espaço Cultural Correios Porto Alegre recebe exposição da artista Albertina Prates

Obras com uma proposta atemporal estão reunidas na mostra “Albertina Prates 1980 – 2019” no Espaço Cultural Correios Porto Alegre. A curadoria é de Riccardo Tartaglia e Regina Nobrez, da Galeria Tartaglia Arte de Roma, que selecionaram pinturas juntamente com a artista Albertina Prates produzidas por ela entre os anos de 1980 e 2019.

“O desenho é minha escrita, meu entendimento de mundo, minha música, meu bailado, meu poema, minha voz…”, explica a artista. Para se expressar, Albertina tem o corpo nu como ponto de partida em uma proposta que busca falar de humanidade. Nesta exposição, a primeira individual em Porto Alegre, foram selecionadas 45 obras, incluindo uma vídeo performance.

A artista plástica Albertina Prates é natural de Criciúma e atualmente vive e trabalha em Florianópolis. Já participou de exposições coletivas em diversos centros culturais no Brasil e na Europa. Também participou da II Bienal Internacional de Arte Contemporânea na Argentina e recebeu prêmios de reconhecimento em Belgrado (Sérvia) e em Budapeste (Hungria).

Serviço

Exposição “Albertina Prates 1980 – 2019”
Período de visitação: Até 2 de abril de 2019
Horário: das 10h às 18h, de terças a sábados, e das 13h às 17h, aos domingos
Local: Espaço Cultural Correios Porto Alegre – térreo do prédio histórico da empresa na Praça da Alfândega (Centro Histórico da capital), com acesso pela lateral, na Avenida Sepúlveda
Entrada gratuita

Publicado em Agenda cultural | Com a tag , , , , , | 1 comentário

Imposto de Renda 2019 – Inscrição de CPF pode ser feita nos Correios

A partir desta quinta-feira (7), os contribuintes já podem entregar a declaração de Imposto de Renda 2019. Este ano o CPF passa a ser obrigatório para todos os dependentes. Nos Correios, além da inscrição para quem não tem o documento, é possível fazer também a regularização cadastral e a alteração de dados como data de nascimento, número do título eleitoral, endereço, nome da mãe e a mudança de sexo – que era realizada somente em unidades da Receita Federal.

Em 2018, foram realizadas pela rede de atendimento dos Correios 6,3 milhões de inscrições ao cadastro, um aumento de mais de 15% em relação ao ano anterior. Os Estados que se destacaram na procura pelo serviço foram São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Bahia.

Para solicitar a inscrição no cadastro, o cidadão deve comparecer a uma agência dos Correios, própria ou terceirizada, munido da documentação necessária e pagar o valor de R$ 7,00. O número do documento sai na hora.

O CPF é utilizado para identificar o cidadão na Receita Federal. Não é obrigatório portar o cartão, mas o número do cadastro é exigido em várias situações, principalmente em operações financeiras, como abertura de contas em bancos.

Publicado em Negócios e Mercado | Com a tag , , , | Deixar um comentário

Correios comemora Dia do Filatelista

Selo Carmen Miranda

Para alguns é hobby. Para outros é arte e, até mesmo, ciência. Os motivos são variados, mas aqueles que colecionam, estudam e classificam selos, envelopes de cartas e cartões postais são chamados de filatelistas, celebrados nesta terça-feira (5).

Acredita-se que o primeiro filatelista tenha sido o francês August Macim, que começou a colecionar as peças em 1840. Já a atividade filatélica como um hobby começa a ganhar força a partir de publicações jornalísticas. Em 1862, em Liverpool, Inglaterra, foi lançado o primeiro jornal filatélico “The Monthly Advertiser”. No Brasil, em 1882, o “Brazil Philatélico” foi a primeira publicação dedicada ao tema.

O que ninguém imaginaria é que o selo, item que surgiu como comprovante de pagamento pelos serviços postais, seria protagonista de uma das atividades mais populares do mundo. A filatelia reúne cerca de 50 milhões de pessoas e, só no Brasil, são 26 instituições filiadas, de acordo com dados da Federação Brasileira de Filatelia (FEBRAF).

Este colecionismo, ótima forma de aprender sobre outras nações e culturas – já que os selos costumam eternizar as artes, cultura, fauna e flora locais -, tem sido apelidado de “hobby dos reis” e atraiu até mesmo personalidades como o ex-presidente da França, Nicolas Sarkozy, o rei George V, do Reino Unido, e os cantores John Lennon e Freddie Mercury.

Em alguns lugares, o hábito de colecionar selos é visto como um excelente negócio. De acordo com a Revista Forbes, em muitos países a filatelia é mais lucrativa do que a Bolsa. E não é para menos. O selo One-Cent Magenta, da Guiana Britânica, impresso em 1856, foi arrematado por US$ 9,5 milhões em 2014, ou, aproximadamente, R$ 29 milhões. O Swedish Treskilling Yellow, da Suécia, chega a valer R$ 6, 1 milhões. Já o Two Penny Blues, conjunto de 12 selos das Ilhas Maurício, alcançou a marca de R$3,6 milhões.

Mas não precisa ser rei ou milionário para começar a própria coleção! Adquirir os primeiros selos é bastante acessível: é só ir a alguma agência filatélica dos Correios ou comprar o produto pela loja virtual. São milhares de temas e tipos. Tem aromático, holográfico, ou até em braile!

Publicado em Datas especiais, Filatelia | Com a tag , , | 1 comentário

Correios Aqui – Prazo para apresentação de proposta encerra dia 8 de março

Ouça aqui

Publicado em Áudio | Deixar um comentário

Correios comemora 130 anos de preservação da história postal brasileira

A jornada de proteção a memória postal no Brasil foi iniciada por Luiz Betim Paes Leme, diretor geral dos Correios ao criar, em 26 de fevereiro de 1889, o Museu Postal. A portaria 119 determina que sejam guardadas relíquias, como carimbos, sinetes, malas, bolsas e qualquer artefato exclusivo e documentos da história dos serviços e seus progressos. Esta expedição de preservação histórica e institucional, iniciada no Rio de Janeiro, permanece ativa 130 anos depois no Museu Correios em Brasília com uma coleção de mais de 1 milhão de peças.

Hoje uma equipe multidisciplinar trabalha para catalogar, organizar e preservar documentos, manuscritos, livros e peças, por exemplo. O Centro de Documentação do Museu auxilia pesquisadores brasileiros e estrangeiros. As exposições próprias colocam aos olhos do público verdadeiros tesouros históricos, aproximando a população da história dos Correios e do Brasil, da evolução dos meios de comunicação e do acervo filatélico. Parte do acervo está acessível por meio da plataforma online Saber +.

Em todo o tempo, a empresa propõe ações que permitam o resgate histórico, a preservação do acervo e memória dos Correios deixando o legado ao alcance da população. Tornando possível não apenas preservar o passado, mas também levar os registros do presente para o futuro.

Publicado em Datas especiais, Institucional | Com a tag , , , | 1 comentário

Correios é parceiro dos Estados na realização do Teste do Pezinho

Por meio de parcerias com as secretarias estaduais de Saúde, os Correios realizam o transporte das amostras do Teste do Pezinho, coletadas na rede pública, até os laboratórios onde é feita a chamada Triagem Neonatal. O serviço beneficia usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) em cinco estados – Maranhão, Paraíba, Paraná, Rio Grande do Sul e Sergipe. Mais de 1.200 municípios são atendidos.

Quando o teste é feito pelo SUS, o sangue é coletado em maternidades ou unidades de saúde mantidas pelos municípios, preferencialmente entre o 3º e o 5º dia de vida do recém-nascido. Utilizando envelopes específicos e cartões de postagem distribuídos pela Secretaria de Saúde de cada Estado, as amostras de sangue em papel filtro são entregues nas agências dos Correios e enviadas, por SEDEX, para os laboratórios de Triagem Neonatal, que geralmente funcionam nas capitais.

“Os Correios são os maiores operadores logísticos do País, com sua rede de agências presente em todos os municípios brasileiros. Por essa razão, atuamos como um importante parceiro da Administração Pública em diversas ações. No caso do Teste do Pezinho, que precisa ser executado com bastante rapidez, reafirmamos essa parceria, que proporciona um grande ganho social, com o diagnóstico precoce de doenças assintomáticas em recém-nascidos”, destacou o Vice-Presidente Comercial dos Correios, Alex Nascimento.

Em Sergipe, onde a parceria entre os Correios e a Secretaria de Saúde para a realização do Teste do Pezinho acaba de completar um ano, todos os 74 municípios do interior do Estado encaminham material biológico, via SEDEX, para Aracaju. Já capital sergipana, o contrato prevê logística customizada: os Correios fazem a coleta de amostras em 24 locais, incluindo duas maternidades públicas. Todo o material é levado diretamente para o Hospital Universitário (HU), que realiza o exame.

Publicado em Institucional | Com a tag , | 1 comentário

Duas novas exposições chegam ao CCCRJ

Exposições CCCRJ - DE FORA PARA DENTRO | BRASILEIROS EM FLORENÇA

O Centro Cultural Correios Rio de Janeiro recebe, a partir de hoje (21), as exposições “De Fora para Dentro” e “Brasileiros em Florença”. As mostras reúnem, respectivamente, exposições coletivas de renomados artistas cariocas e de artistas que participaram, em anos distintos, da Bienal de Florença, na Itália.

Na mostra “De Fora para Dentro”, o curador Carlos Bertão apresenta as obras de Bruno BR Bogossian, GAIS Ama, Marcelo Macedo MACK, MATEU Velasco e Rodrigo VILLAS, que se expressam através do grafite. Os artistas têm, como ponto comum de suas carreiras, o início nas ruas, passando posteriormente a desenvolver obras para serem expostas em ambientes fechados, como museus, centros culturais, galerias de arte.

Já a exposição “Brasileiros em Florença” faz um passeio pelos últimos 20 anos da Bienal da cidade italiana. Com curadoria de Ruy Sampaio, a mostra traz obras de Célia Shalders, Fernando Mendonça, Guilherme Secchin (In memoriam), Marilou Winograd, Mário Camargo, Roberto Lacerda, Osvaldo Gaia, Sandra Felzen e Viviane D’Ávilla. São cerca de 50 obras, entre pinturas, objetos, fotografias e instalações que refletem a produção contemporânea de cada artista, com sua particularidade e técnica própria.

Serviço:
Exposições: “DE FORA PARA DENTRO” – CARLOS BERTÃO
e “BRASILEIROS EM FLORENÇA” – RUY SAMPAIO
Visitação: de 21 de fevereiro a 07 de abril 2019
Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 12h às 19h.
Local: Centro Cultural Correios Rio de Janeiro
Endereço: Rua Visconde de Itaboraí, n. 20, Centro, Rio de Janeiro.
Tel.: 2253-1580 (recepção)

Publicado em Agenda cultural | Deixar um comentário

Exposição “Poesia do Munturo” chega ao Museu Correios

Quem estiver em Brasília, nesta quinta-feira (14), não pode perder a abertura da exposição “Poesia do Munturo”, de Marcelino Cruz. A mostra traz cerca de 50 obras, abrangendo pinturas, colagens e impressões, além de um audiovisual e a reprodução do ateliê do artista.

Influenciado por um ideário em que mescla elementos do expressionismo e da abstração informal, o artista carrega sua obra da atmosfera modernista presente no universo representado pela simbologia de Brasília. Nesse sentido, se evidencia a alusão que faz ao Projeto Plano Piloto de Lucio Costa, do qual retira elementos como os suaves entrelaçados das “tesourinhas” ou símbolos da Nova Arquitetura como os “cobogós”.

A gênese de sua obra remete a esse contexto geral que alude à expressão “Munturo”, forma coloquial da palavra monturo, que indica o local das casas no interior do Nordeste em que se descartam os restos de materiais do cotidiano das pessoas que ali vivem. O título definido pelo artista ainda remete às memórias de sua infância e ao seu hábito compulsivo de reunir coisas.

Na ocasião será lançado o Livro-Objeto com o conjunto das obras expostas. Com edição limitada e impresso pelo processo Fine Art, sua venda será disponibilizada ao público presente à inauguração.

O artista – Marcelino Cruz, natural de União, no Piauí, é Arte-educador, com habilitação em Artes Plásticas pela Universidade de Brasília. É professor de Arte na rede pública do GDF e Gestor Público na Secretaria de Estado de Cultura do GDF. Já expôs em Paris, Amsterdam, Haia, Budapeste, Helsink e Bogotá e em várias capitais brasileiras.

Serviço:
Exposição: “POESIA DO MUNTURO” – MARCELINO CRUZ
Local: Museu Correios, Setor Comercial Sul, Quadra 4, Bloco A
Edifício Apolo, Asa Sul, Brasília – DF.
Abertura: 14 de fevereiro, de 19h às 22h
Visitação: 15 de fevereiro a 12 de maio de 2019, de terça a domingo, das 10h às 19h.

Publicado em Agenda cultural | Com a tag , , , | Deixar um comentário