Duas novas exposições chegam ao CCCRJ

Exposições CCCRJ - DE FORA PARA DENTRO | BRASILEIROS EM FLORENÇA

O Centro Cultural Correios Rio de Janeiro recebe, a partir de hoje (21), as exposições “De Fora para Dentro” e “Brasileiros em Florença”. As mostras reúnem, respectivamente, exposições coletivas de renomados artistas cariocas e de artistas que participaram, em anos distintos, da Bienal de Florença, na Itália.

Na mostra “De Fora para Dentro”, o curador Carlos Bertão apresenta as obras de Bruno BR Bogossian, GAIS Ama, Marcelo Macedo MACK, MATEU Velasco e Rodrigo VILLAS, que se expressam através do grafite. Os artistas têm, como ponto comum de suas carreiras, o início nas ruas, passando posteriormente a desenvolver obras para serem expostas em ambientes fechados, como museus, centros culturais, galerias de arte.

Já a exposição “Brasileiros em Florença” faz um passeio pelos últimos 20 anos da Bienal da cidade italiana. Com curadoria de Ruy Sampaio, a mostra traz obras de Célia Shalders, Fernando Mendonça, Guilherme Secchin (In memoriam), Marilou Winograd, Mário Camargo, Roberto Lacerda, Osvaldo Gaia, Sandra Felzen e Viviane D’Ávilla. São cerca de 50 obras, entre pinturas, objetos, fotografias e instalações que refletem a produção contemporânea de cada artista, com sua particularidade e técnica própria.

Serviço:
Exposições: “DE FORA PARA DENTRO” – CARLOS BERTÃO
e “BRASILEIROS EM FLORENÇA” – RUY SAMPAIO
Visitação: de 21 de fevereiro a 07 de abril 2019
Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 12h às 19h.
Local: Centro Cultural Correios Rio de Janeiro
Endereço: Rua Visconde de Itaboraí, n. 20, Centro, Rio de Janeiro.
Tel.: 2253-1580 (recepção)

Publicado em Agenda cultural | Deixar um comentário

Exposição “Poesia do Munturo” chega ao Museu Correios

Quem estiver em Brasília, nesta quinta-feira (14), não pode perder a abertura da exposição “Poesia do Munturo”, de Marcelino Cruz. A mostra traz cerca de 50 obras, abrangendo pinturas, colagens e impressões, além de um audiovisual e a reprodução do ateliê do artista.

Influenciado por um ideário em que mescla elementos do expressionismo e da abstração informal, o artista carrega sua obra da atmosfera modernista presente no universo representado pela simbologia de Brasília. Nesse sentido, se evidencia a alusão que faz ao Projeto Plano Piloto de Lucio Costa, do qual retira elementos como os suaves entrelaçados das “tesourinhas” ou símbolos da Nova Arquitetura como os “cobogós”.

A gênese de sua obra remete a esse contexto geral que alude à expressão “Munturo”, forma coloquial da palavra monturo, que indica o local das casas no interior do Nordeste em que se descartam os restos de materiais do cotidiano das pessoas que ali vivem. O título definido pelo artista ainda remete às memórias de sua infância e ao seu hábito compulsivo de reunir coisas.

Na ocasião será lançado o Livro-Objeto com o conjunto das obras expostas. Com edição limitada e impresso pelo processo Fine Art, sua venda será disponibilizada ao público presente à inauguração.

O artista – Marcelino Cruz, natural de União, no Piauí, é Arte-educador, com habilitação em Artes Plásticas pela Universidade de Brasília. É professor de Arte na rede pública do GDF e Gestor Público na Secretaria de Estado de Cultura do GDF. Já expôs em Paris, Amsterdam, Haia, Budapeste, Helsink e Bogotá e em várias capitais brasileiras.

Serviço:
Exposição: “POESIA DO MUNTURO” – MARCELINO CRUZ
Local: Museu Correios, Setor Comercial Sul, Quadra 4, Bloco A
Edifício Apolo, Asa Sul, Brasília – DF.
Abertura: 14 de fevereiro, de 19h às 22h
Visitação: 15 de fevereiro a 12 de maio de 2019, de terça a domingo, das 10h às 19h.

Publicado em Agenda cultural | Com a tag , , , | Deixar um comentário

Reabertura da Catedral Metropolitana de Salvador é eternizada em selo

 

Os Correios lançaram dois Selos Personalizados pela reabertura da Catedral Metropolitana de Salvador. O lançamento que ocorreu no Pelourinho, capital baiana, na última sexta-feira (8), contou com a presença do Arcebispo Dom Murilo Krieger.

Disponíveis em breve para encomenda nas agências de todo o país e também na loja virtual dos Correios, os selos foram criados a partir de fotografias da fachada e do interior da Igreja Catedral Metropolitana Transfiguração do Senhor. As fotos são de Sara Gomes, do interior da Catedral, e de Mateus Morbeck, da fachada.

 

Antiga capela do Colégio de Jesus da Bahia, o edifício foi entregue à Arquidiocese em 1765, por meio de provisão do rei de Portugal, D. José I, após a expulsão dos Padres da Companhia de Jesus das terras brasileiras e o confisco de todos os seus bens. Para lá se transferiu o Cabido da Sé (órgão colegiado de sacerdotes que auxiliavam o Arcebispo no governo da Arquidiocese), passando o templo a chamar-se comumente de Catedral. Em 1923, recebeu o título de Catedral Basílica de São Salvador. Nos inícios do século XX, por ocasião do projeto de reurbanização do centro da cidade, promovido por José Joaquim Seabra, foi planejada a demolição da Igreja da Sé. A partir de setembro de 1933, consumada a derrubada da Sé, a Catedral torna-se cumulativamente sede da Paróquia e Igreja Primacial do Brasil.

Após quase quatro anos fechado para restauração dos treze altares de sua nave, a Catedral foi reaberta em 14 de setembro de 2018, na Festa da Exaltação da Santa Cruz.

Publicado em Filatelia | Com a tag , , | 1 comentário

Novas exposições chegam ao CCCRJ

Alfonso Málaga Rio antigo

Quem estiver na Cidade Maravilhosa pode visitar, a partir de hoje (7), duas grandes exposições no Centro Cultural Correios Rio de Janeiro (CCCRJ): “A Beleza do Rio Antigo”, do peruano Alfonso Málaga e “Deslocamentos”, do fluminense Rodrigo Pedrosa.

Composta por 50 desenhos pintados com técnicas de lápis de cor, sombreado e caneta fine pen no tamanho A3, a mostra de Málaga retrata, em cores e tons suaves, detalhes da bela arquitetura do centro histórico do Rio de Janeiro.

Já na exposição “Deslocamentos”, Rodrigo Pedrosa denuncia acontecimentos que apontam para a falência do que se entende como civilização e convida o público a refletir a respeito das questões que tratam da condição humana nos dias de hoje. Por suas obras que confrontam utopias e distopias crônicas de um tempo líquido, Pedrosa é colocado lado a lado com artistas contemporâneos como o britânico Banksy ou o turco Ugur Gallen.

Serviço:

Exposições: “A BELEZA DO RIO ANTIGO” – ALFONSO MÁLAGA e “DESLOCAMENTOS” – RODRIGO PEDROSA

Visitação: de 07 de fevereiro a 10 de março 2019

Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 12h às 19h.

Local: Centro Cultural Correios Rio de Janeiro

Endereço: Rua Visconde de Itaboraí, n. 20, Centro, Rio de Janeiro.

Tel.: 2253-1580 (recepção)

 

Publicado em Agenda cultural | Com a tag | 1 comentário

48º Concurso Internacional de Redação de Cartas

Você tem um herói? Gostaria de escrever sobre o assunto? Então, os Correios têm a oportunidade para estudantes de até 15 anos e que estejam matriculados em escolas públicas ou privadas. Nesta sexta-feira (1º), começam as inscrições para o 48º Concurso Internacional de Redação de Cartas, promovido no Brasil pelos Correios. A iniciativa, além de oferecer uma premiação aos vencedores, é uma forma de incentivar a expressão da criatividade e a melhoria dos conhecimentos linguísticos de crianças e adolescentes.

E por falar em estímulo, essa foi a palavra usada pela coordenadora de redação do Leonardo da Vinci – escola particular de Brasília (DF), de onde saiu a primeira colocada do concurso estadual de 2018 -, Maria da Penha J. Amancio. Segundo ela, os estudantes, para se apropriarem do assunto, leem mais, discutem, o que acaba por enriquecer não apenas o texto, mas a vida e os diversos repertórios socioculturais.

As redações devem ser em formato de carta, escritas à mão, usando caneta esferográfica preta ou azul e conter no máximo 900 palavras. O estudante interessado em participar deve passar por uma seleção prévia em sua escola. Cada escola pode inscrever no máximo duas redações, até o dia 15 de março. O tema desta edição é: “Escreva uma carta sobre o seu herói” e podem participar estudantes da rede pública e privada de ensino com até 15 anos.

“Participar do concurso de redação dos Correios é desafiador, por isso estimulante, e os alunos sentiram-se estimulados em participar”, contou ainda a professora. A vencedora nacional do concurso de 2018, Clarice Rilyane Oliveira da Silva, também deu seu recado: “Quero pedir que os jovens leiam mais, escrevam mais, e acima de tudo, respeitem as mulheres”, disse Clarice. Em sua carta, ela abordou a violência sofrida por mulheres ao redor do mundo. Sob o pseudônimo “A Flor de Mandacaru”, Clarice mistura protesto e poesia ao listar fatos históricos e estatísticos envolvendo a questão.

Brasil em destaque – O concurso, promovido mundialmente pela União Postal Universal – UPU, é uma das ações de responsabilidade social desenvolvidas pelos Correios. O país já venceu a fase internacional do concurso, que acontece desde 1972, em três edições, sendo o segundo colocado em número de vitórias, atrás apenas da China, que tem cinco medalhas de ouro.

O regulamento completo do Concurso Internacional de Redação de Cartas está disponível no site dos Correios, no endereço http://www.correios.com.br/sobre-os-correios/sustentabilidade/vertente-social/concurso-internacional-de-redacao-de-cartas.

Publicado em Responsabilidade Socioambiental | 1 comentário

Correios lança novo serviço de importação em parceria com a Visa

A possibilidade de ter acesso a produtos internacionais não entregues no Brasil é um grande desejo dos consumidores brasileiros. Sabe aquela encomenda que você pede a um amigo ou familiar para trazer dos Estados Unidos? Agora está mais fácil ter acesso a esses produtos! Correios e Visa lançaram hoje (29) uma nova forma de importar: a plataforma Compra Fora.

O Compra Fora é uma solução logística completa que disponibiliza endereço nos Estados Unidos a qualquer residente no Brasil para receber encomendas compradas pela internet. A solução permite o envio de produtos adquiridos online em lojas americanas que não vendem ou não enviam seus produtos ao Brasil.

Ao se registrar no site do Compra Fora, o importador já tem disponível o seu número identificador (suíte) e os endereços nos Estados Unidos que podem ser utilizados como destino de compras online. Basta informar à loja virtual o endereço escolhido como endereço de entrega juntamente ao suíte.  A mercadoria será enviada pelo vendedor ao armazém americano e, após pagamento dos impostos e serviços, encaminhada ao Brasil e entregue no endereço do destinatário informado no cadastro do Compra Fora.

No site também é possível simular com a Calculadora de Envio quais serão os custos dos serviços e impostos, permitindo, assim, que o comprador saiba previamente quanto irá gastar.

A recém-lançada plataforma possibilita, ainda, o acompanhamento do status das compras realizadas no exterior, a junção de pacotes de diferentes lojas para economizar no envio e, ainda, armazená-los nos EUA por mais alguns dias para aguardar o recebimento de outras encomendas e formar um único pacote. Além disso, os pagamentos podem também ser realizados com o Visa Checkout, o jeito simples de pagar online.

Com a confiança e a capilaridade dos Correios somadas à expertise em segurança em pagamento digital da Visa, importar de forma simples, rápida e segura está muito mais fácil e pode ser feito no conforto de casa. Basta realizar seu cadastro e aproveitar as vantagens de comprar nos Estados Unidos: www.comprafora.com.br

Publicado em Negócios e Mercado, Sem categoria | Com a tag , , | Deixar um comentário

Correios comemora 356 anos e Dia do Carteiro

Nesta sexta-feira (25), os Correios comemoram 356 anos de serviço postal no Brasil e também dedicam o dia a um dos profissionais responsáveis pela credibilidade e reconhecimento da população à instituição: o carteiro.  A data resgata a memória da criação, em 25 de janeiro de 1663, do Correio-Mor no Brasil, cujo primeiro titular foi Luiz Gomes da Matta Neto, que já era o Correio-Mor do Reino, em Portugal.

No entanto, o serviço de carteiro, tal como é conhecido hoje, somente teve início no país, no período da Regência, no século XIX. O passo inicial para que isso ocorresse foi dado por Paulo Bregaro, considerado o primeiro carteiro do Brasil. O mensageiro entregou a D. Pedro I, no dia 7 de setembro de 1822, correspondência da Imperatriz Leopoldina informando sobre novas exigências de Portugal. Ao recebê-la, às margens do Riacho do Ipiranga, D. Pedro reagiu às imposições da Corte e declarou no ato a Independência do Brasil, associando assim os Correios a um dos mais importantes momentos brasileiros. Por seu feito, Paulo Bregaro é o patrono da empresa.

Desde então, faça chuva, sol, calor ou frio, os cerca de 57 mil carteiros cruzam o país, de norte a sul. A pé, de bicicleta, carro ou barco, eles percorrem juntos, diariamente, quase 24 voltas completas ao redor da Terra, nos 5.570 municípios brasileiros.

Evento

Para celebrar a ocasião, os Correios realizaram, ontem em Brasília, cerimônia com carteiros de todos os estados do Brasil. O evento contou com a presença do presidente da república em exercício, Hamilton Mourão, o presidente dos Correios, Juarez Cunha, e o secretário-executivo do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Julio Francisco Semeghini Neto, que representou o ministro Marcos Pontes.

O presidente em exercício lembrou a importância que os Correios tiveram em uma fase de sua vida. “Durante sete anos, meu meio de comunicação com o mundo foi a carta. Foram três anos de internato e quatro de academia militar e era por meio de carta que eu me comunicava com minha família e com minha então namorada, hoje minha esposa”, contou Mourão.

Já o presidente dos Correios enalteceu o papel da empresa na história do país. “Desde janeiro de 1663, os Correios cumprem a missão de encurtar distâncias, como agente de integração nacional”, afirmou. “O que não muda é a importância dos carteiros e o respeito da população por esses homens e mulheres que conectam a nação, seja no dia a dia dos grandes centros urbanos ou nas pequenas cidades do interior, onde ninguém mais chega, só os Correios”, enfatizou o general, que ressaltou ainda a melhora da qualidade operacional da empresa, que passou de 83% para 99% no último ano.

Durante a cerimônia, também foi exibido o primeiro episódio da série “Isso é o que nos move” que mostra história de vidas inspiradoras contadas pelos empregados dos Correios. Em seguida, o carteiro Marcos Paulo Franco da Silva, do CDD Brasília Asa Sul (DF), entregou uma carta ao presidente da república, em que apresenta os Correios e ressalta a importância da empresa para a sociedade.

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Projeto Social dos Correios transforma vida de estudantes e revela talentos do squash

Se você perguntar a algum brasileiro o que é squash, pode ser que ele não conheça a modalidade. Ainda. Se depender dos Correios, Patrocinador Oficial do Squash do Brasil, o esporte, baseado nos princípios do tênis e que já foi considerado o mais saudável do mundo pela Revista Forbes, será popular em breve.

Praticado em uma quadra ou campo fechado por quatro paredes onde, obrigatoriamente, uma deve ser de vidro, o desporto, disputado em quase 200 países, já é sensação no Centro de Ensino Polivalente, em Brasília.

A modalidade foi apresentada aos estudantes, em 2018, por meio do Squash que Transforma. O projeto social, parceria entre os Correios e a Confederação Brasileira de Squash (CBS), busca transformar a vida de alunos de escolas públicas, proporcionando enriquecimento acadêmico, saúde, bem-estar, responsabilidade social e liderança por meio do esporte, com profissionais capacitados para diferentes atividades.

Atualmente cerca de 20 crianças participam do projeto. Uma van pega os jovens na escola e leva ao Capital Squash Center, onde eles praticam aulas do esporte e contam com aulas de inglês, auxílio na lição de casa e monitoria acadêmica individualizada. Depois das atividades, eles tomam banho, almoçam e retornam ao colégio. A iniciativa oferece ainda a participação em clínicas e competições da modalidade e promove o serviço comunitário: os jovens devem ser voluntários na comunidade por no mínimo 15 horas ao ano.

De acordo com o diretor executivo da CBS, Walter Meyer Karl, a iniciativa é inspirada no Squash Urbano, projeto que alia os pilares acadêmico, esportivo e comunitário para o desenvolvimento dos jovens e é bem-sucedido em vários países como EUA, Colômbia, Índia e África do Sul.

“O squash completa o ciclo de que as crianças e jovens precisam. E tem a parte pedagógica, eles também têm que estudar. É um exemplo de projeto a ser seguido no Brasil inteiro e replicado, porque é um modelo que dá certo e o resultado vem muito rápido. A estudante Ana Clara Ferreira, por exemplo, foi campeã da categoria sub 13 e vice-campeã na categoria sub 15, da terceira etapa do Circuito Correios de Squash Juvenil, apenas três meses depois de conhecer a modalidade. Então as crianças conseguem se divertir, estudar e, quem sabe, se fizermos o projeto em massa, há a possibilidade de ter um atleta que sobressaia e vire um atleta profissional, mas o foco do projeto é a valorização, é qualidade de vida dos jovens”, conta.

Se depender dos jovens do Squash que Transforma, a iniciativa está mais que aprovada. A estudante Maria Júlia, de 12 anos, além de conhecer o esporte, viu na prática outras oportunidades.

“A gente fez várias amizades que vai levar para a vida toda e ainda tem o tempo de estudo, que me ajuda muito, estou muito feliz. Dependendo de até onde o projeto vai, quero estar sempre com eles, acho incrível. Aqui tem tudo o que a gente precisa. Não tem motivo nenhum para não vir. Achei o esporte legal, uma dinâmica interessante, porque as regras não são complicadas. É empolgante. O melhor é estar em quadra jogando e, principalmente, a oportunidade de conhecer profissionais do squash, como o atual campeão brasileiro, Diego Gobbi. É emocionante ver que começaram da mesma forma que estamos começando”, conta a estudante.

Squash – O nome do esporte refere-se som emitido quando a bola do jogo é esmagada – squash, em inglês – pela raquete contra a parede. As partidas podem ser jogadas com dois jogadores (um contra o outro), ou em quatro jogadores (duas duplas). Cada jogador deve portar uma raquete e é utilizada apenas uma bola preta de borracha para cada partida. A origem da modalidade conta com duas principais versões: a primeira remonta à França do século XVI e teria sido praticada em mosteiros e outros locais do mesmo tipo; a segunda atribui o surgimento do esporte à Inglaterra do século XIX, quando presos adaptaram o tênis às condições de ambiente ali existentes.

Assista a matéria do Bom Dia DF sobre o projeto: https://globoplay.globo.com/v/7305422/

Quer conhecer mais o esporte ou começar a praticar a modalidade? Acompanhe a Confederação Brasileira de Squash e o Novo Squash Brasil.

 

 

 

 

Publicado em Patrocínios, Responsabilidade Socioambiental | Com a tag , , , , , | Deixar um comentário

Exposição “Divas não pedem perdão” termina hoje

Hoje (17) é o último dia para conferir a exposição “Divas não pedem perdão”, da artista visual Lígia Teixeira. A mostra já recebeu mais de 50 mil visitantes. Quem for ao Centro Cultural Correios Rio de Janeiro (CCCRJ) também vai poder acompanhar, no encerramento do evento, a conversa com o curador da exposição, Alexandre Murucci, além de uma performance de pole dance.

A partir de colchões usados, onde faz interferências com tinta e pinceis, Lígia reflete a questão do empoderamento feminino, o erotismo e a afirmação do desejo através de dançarinas de pole dance. O curador, Alexandre Murucci, criou um palco em formato de cruz onde sete colchões de casal ficam dispostos no terceiro andar, tendo um mastro usado nas coreografias pole dance posicionado no centro da sala.

Nesse campo repleto de referências e memórias, Lígia lança mão da imaginação para sobrepor personagens que vivem outras histórias. Neste caso, dançarinas de pole dance alçadas ao posto de divas e eternizadas

“O desgaste do uso, o forro por vezes furado por um cigarro, a mancha e o suor deixados por corpos que ali se amaram, ou por alguém que sofreu a solidão de noites insones… tudo é matéria expressiva que se agrega à construção de novas narrativas. Mais do que tornar o ato de dormir confortável, colchões são objetos impregnados de simbolismo, aconchegam nosso corpo e poderiam contar a história íntima de nossas vidas. O fato de ser um colchão usado, independente do tema, vem impregnado com um conceito do uso do corpo, assumir o próprio corpo na intimidade”, analisa a artista Ligia Teixeira.

Para o curador Alexandre Murucci, a presença do feminino é o tema onipresente na obra de Ligia Teixeira.  “Mesmo quando ela lança seu olhar para congelar fricções sociais ou políticas, é a figura da mulher que se coloca protagonista. Nelas, há sempre um ato libertário, corajoso nos dias que seguem, porém natural no vocabulário da artista, que celebra nesta exposição 30 anos de trajetória”, observa.

Ampliando uma crônica de gênero que apresentou na TRIO Bienal 2017 na Cidade das Artes, com a obra “#DIVAS NÃO PEDEM PERDÃO” – um boudoir interativo e festivo, Ligia agora monta um cenário mais alusivo às estruturas de poder que sempre historicamente oprimiram o feminino, principalmente através da negativa ao prazer e ao não-domínio do próprio corpo.  Neste trabalho, um mastro pole-dance surge para performances que a artista promove e também para interação do público. Ali, a ousadia é um instrumento político de pertencimento e o movimento dos corpos, uma caligrafia de autoralidade.

Serviço:

Exposição: “#DIVAS NÃO PEDEM PERDÃO” – LIGIA TEIXEIRA

Encerramento: 17 de janeiro de 2019, às 16h
Local: Centro Cultural Correios Rio de Janeiro
Endereço: Rua Visconde de Itaboraí, n. 20, Centro, Rio de Janeiro.
Tel.: 2253-1580 (recepção)

 

 

 

Publicado em Agenda cultural, Institucional, Patrocínios | Com a tag , , , | 1 comentário

Soluções dos Correios para o segmento Governo ganham página exclusiva

Com o objetivo de manter uma comunicação direta com os órgãos da Administração Pública, os Correios acabam de lançar uma landing page exclusivamente voltada para o Governo, que reforça o posicionamento da empresa como principal parceira dos órgãos públicos, uma vez que oferece desde soluções de logística integrada até o atendimento ao cidadão, por meio da sua rede de agências.

Com navegação intuitiva e leiaute adaptado para visualização em smartphones e tablets, a página apresenta as soluções de logística de suprimentos, logística farmacêutica e gestão documental, além de divulgar os Correios como principais agentes do Governo para atendimento ao cidadão, incluindo um registro histórico das principais operações logísticas da estatal com o segmento.

A iniciativa também disponibiliza para os gestores públicos a “CartaGov”, documento que reúne 39 soluções customizadas ofertadas pelos Correios aos órgãos públicos, bem como e-books contendo tendências de mercado, pesquisas e soluções para redução de custos e otimização dos recursos públicos. Saiba mais acessando: www.correios.com.br/governo.

Publicado em Sem categoria | 1 comentário