Esclarecimento sobre matéria do jornal O Estado de S. Paulo

A respeito de matéria publicada nesta segunda-feira (23), pelo jornal O Estado de S. Paulo, os Correios esclarecem que não procede a informação de que cada servidor dos Correios pagará 25,9% do salário para cobrir déficit do fundo de pensão. Tal índice não se aplica sobre o salário de todos os servidores da empresa, conforme diz equivocadamente o jornal, e sim sobre o valor dos benefícios dos participantes ativos do plano BD Saldado.

Esclarecemos que o Postalis têm dois planos (BD Saldado e PostalPrev). A contribuição extraordinária é apenas para empregados do plano BD Saldado. Os empregados admitidos após 2005 estão no plano PostalPrev, atualmente equilibrado, com cerca de 115 mil participantes ativos, que não têm qualquer alteração em suas contribuições.

Para a maior parte dos participantes do plano BD Saldado do Postalis o impacto será menor do que 6% do salário (86,94% dos empregados ativos, ou seja, 61.864 pessoas). O impacto médio para os 71.154 empregados ativos no plano será de 3,88%. Apenas três participantes terão impacto de 24,28% do salário.

Pela lei de previdência complementar, os fundos de pensão são obrigados a promover essa medida. Os Correios, como patrocinadores do plano, contribuirão de forma paritária, conforme previsto na legislação.

O déficit do plano BD saldado decorre de investimentos realizados até 2011. Parte desses investimentos foi realizada à revelia do Postalis, por administradores contratados, e o instituto tem ações em curso na Justiça visando à recuperação de todos os ativos que deram prejuízo — entre elas, contra a gestora Atlântica e o banco BNY Mellon —, com decisões favoráveis até o momento.

Em 2013, os Correios indicaram um novo diretor para a área de investimentos do fundo e a diretoria da estatal tem realizado reuniões periódicas com a direção do Postalis, para acompanhar o plano de ação de solução de déficit.

Segue quadro que mostra o percentual de desconto nos salários dos participantes do plano BD Saldado e as quantidades de empregados: 

Percentual de desconto nos salários

Empregados ativos

Quantitativo

1,74%

43.869

61,65%

4,35%

17.995

25,29%

7,27%

6.721

9,45%

10,21%

1.974

2,77%

13,14%

456

0,64%

16,09%

103

0,14%

19,17%

23

0,03%

22,00%

10

0,01%

24,28%

3

0,00%

3,88% (média)

71.154

100%


Esta entrada foi publicada em Institucional e marcada com a tag , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Prezado leitor,

Só serão publicados comentários diretamente associados ao tema do post. Comentários com conteúdo ou termos ofensivos não serão publicados. Informações, dúvidas, sugestões ou reclamações sobre serviços devem ser encaminhadas ao Fale com os Correios

41 respostas a Esclarecimento sobre matéria do jornal O Estado de S. Paulo

  1. jorge disse:

    MESMO SENDO O DESCONTO SOBRE O EQUACIONAMENTO O VALOR A CONTRIBIR É MUITO ALTO PARA OS SALARIOS DOS FUNCIONÁRIOS DOS CORREIOS E AINDA DITO QUE HAVERÁ A PARIDADE DA EMPRESA O QUE DOBRA O DESCONTO DE CONTRIBUIÇÃO MAIS NÃO MUDA O VALOR EQUACIONADO E O TEMPO IMPOSTO DE 15,05 ANOS (186 MESES) MUITO CURTO PARA A VIDA SOBREVIDA DO POSTALIS . PORTANTO VAI CMPROROMETER O MEU SUSTENTO E DE MINHA FAMILIA E A FACULDADE DE MEU FILHO, PORTANTO NÃO ACEITO O DESCONTO EM MEU CONTRA CHEQUE.

  2. Moisés disse:

    Qual o percentual que vai incidir sobre os aposentados. Favor incluir na tabela. Inclusive mensionando os nove porcento que já contribui.

  3. Benedito Alves da Silva Junior disse:

    Estou sendo prejudicado novamente já fui no acordo coletivo de trabalho com reajuste inferior a inflação do período e estou sendo novamente prejudicado pois no meu salario bruto o valor será superior a 11%
    não importa o percetual em que estou o que vale é que novamente os funcionarios com mais tempo de serviço são os mais prejudicados

  4. MARLI DE LOURDES KAZMIERCZAK disse:

    ATÉ QUANDO VAMOS PAGAR PELOS ROUBOS DOS OUTROS!!!!!!!SOMOS TRABALHADORES HONESTOS AGORA FIZERAM UM EMPRÉSTIMO EM
    NOSSO NOME E COM PRAZO DE VALIDADE.15 ANOS PARA PAGAR.É REVOLTANTE.

  5. Titanic disse:

    Visto que a empresa tinha garantido que não íamos ter problemas com o saldamento do Postalis, o certo era não cobrar nada da gente…

  6. Mario Pimpa disse:

    É lamentável que os empregados dos Correios tenham que pagar pela incompetência administrativa do POSTALIS. Tanto a ECT quanto o POSTALIS deveriam ser administradas por funcionários de carreira e não indicados políticos, pois esses estão destruindo as empresas públicas e as entidades a elas ligadas, assim como os políticos que fizeram as indicações estão destruindo o país. E quem paga a conta?

  7. Sergio Alves disse:

    Pura roubalheira, quem paga é quem deveria estar recebendo

  8. Marcos Antonio Maschio disse:

    Bem, se O déficit do plano BD saldado decorre de investimentos realizados até 2011. Parte desses investimentos foi realizada à revelia do Postalis, por administradores contratados, e o instituto tem ações em curso na Justiça visando à recuperação de todos os ativos que deram prejuízo — entre elas, contra a gestora Atlântica e o banco BNY Mellon —, com decisões favoráveis até o momento.

    obs:- Baseado nas informações acima; Pergunta-se:-
    a. Esses administradores contratados foram punidos ? e de que forma? (estão presos, bens familiares empenhorados, etc…..)
    b. E os contratantes da nossa instituiçao, foram envestigados, etc…..?????

  9. jorge disse:

    MESMO SENDO O DESCONTO SOBRE O EQUACIONAMENTO O VALOR A CONTRIBUIR É MUITO ALTO PARA OS SALARIOS DOS FUNCIONÁRIOS DOS CORREIOS E AINDA DITO QUE HAVERÁ A PARIDADE DA EMPRESA O QUE DOBRA O DESCONTO DE CONTRIBUIÇÃO MAIS NÃO MUDA O VALOR EQUACIONADO E O TEMPO IMPOSTO DE 15,05 ANOS (186 MESES) MUITO CURTO PARA A VIDA OU DITO SOBREVIDA DO POSTALIS PORTANTO VAI COMPROMETER O MEU SUSTENTO E DE MINHA FAMILIA E A FACULDADE DE MEU FILHO, PORTANTO NÃO ACEITO O DESCONTO EM MEU CONTRA CHEQUE.

  10. Fátima Urzedo da Silva disse:

    Qualquer tentativa de explicação, só piora…

    Por que não responsabilizam estes “administradores”, que efetivamente são os responsáveis por este rombo? Agora, cobrar contribuições extras, em cima das contribuições que já foram extras, é o mesmo que cobrar juros em cima de juros…
    Quando fui me associar ao Postalis, parecia, veja bem, parecia vantajoso, mas e agora?
    Também não me avisaram que este fundo estava sendo usado para outros fins. Não me avisaram nada disso e agora quem tem que pagar este prejuízo, DE NOVO, sou eu? Somos nós?

    Parem de investir em furadas, nunca vi tanto ” talento” para investimentos podres. Estão iguais ao nossos políticos que brincam de serem felizes com o meu, com o nosso dinheiro.

    Aposentadoria é um assunto sério, que deve ser administrado por ADMINISTRADORES sérios.

  11. Estela Rita Domiciano Formenton disse:

    O grande erro está na forma como foi feito vistas grossas a todos os problemas que o Postalis vinha apresentando e agora os empregados é que terão que arcar com o prejuízo. Fomos enganados pelo Postalis e pelos Correios. Quando a empresa praticamente nos obrigou a aderir ao Postalis, o que nos foi vendido é que os empregados teriam seus salários complementados até o valor percebido na ativa, quando de sua aposentadoria. O que está ocorrendo já pela segunda vez, é que os empregados estão tirando mais de seus parcos salários para cobrir má adminsitração do fundo. Não interessa se é 2%, 10% 20% ou 30%. Deveria ser 0% se fosse um fundo sério e os correios tivessem se preocudado em cuidar da previdência de seus emrpegados. A impressão é que daqui uns dias, vamos ver a mesma coisa no Postal Prev. É lamentável sentir as consequências dos desmandos de ambas as partes.

  12. Joel de Souza Mendes disse:

    O Inativo também estaria descontando nesta proporção?

    O Postalis possui ações na Justiça para recuperação dos prejuízos causados conforme anunciado. Neste caso os empregados ATIVOS e INATIVOS que são descontados para cobrir o déficit, receberiam a RESTITUIÇÃO dos valores PAGOS caso o Postalis recuperasse o PREJUÍZO?

  13. Cláudio B. Carvalho Filho disse:

    Para o empregado , não é simplesmente o valor a ser descontado pela média, o que é visto pelo empregado é o impacto real no seu orçamento, então essa explicação da ECT é uma balela; o que
    a empresa deveria estar preocupado era de fato no plano postalis, e solicitar também uma intervençaõ no plano….oras !!!!! no meu salário da média de 12,5% o que significa um valor abssurdo se eu levar em conta o desconto sobre o salário líquido (25%), quem suportaria tal desconto ????? ou seja, vou ter que sair do plano depois de 19 anos de contribuição, por pura má gestão e corrupção.

  14. Regina Célia de Souza Pinholi disse:

    É muito triste ver o patrimônio construido por nós , funcionários , ser dilapidado dessa forma. Quando o Postalis foi criado, eu já era funcionária da empresa, e fomos obrigados a aderir. Não foi opcional, tivemos que aderir e a desculpa é que era uma previdência confiável uma vez que a ECT era a fiadora. Que jamais quebraria, pois a ECT estava no controle. Há alguns anos, recebemos a notícia que o Postalis estava quebrado e que teríamos que migrar para o Postalprev e que não teríamos prejuizo nenhum , uma vez que a nossa reserva (BD saldado) seria mantida e que quando saíssemos receberíamos mensalmente o beneficio saldado mais o valor acumulado do Postalprev. E agora a Empresa diz que não pode socorrer o Postalis e novamente, nós, os funcionários somos obrigados a investir mais dinheiro numa empresa falida. E aí paira a dúvida….vou injetar dinheiro numa empresa falida , será que terei retorno ?

  15. Gisele Lery Pereira disse:

    A informação acima não fecha com a que recebemos no veículo de comunicação interna “Primeira Hora” do dia 12/03/2015, a qual transcrevo: “O Postalis aprovou, no dia 5 de março, o equacionamento do déficit do Plano BD Saldado. Assim, a partir do mês de abril de 2015 será descontado o percentual de 25,98% sobre o valor do Benefício Proporcional Saldado dos empregados. A patrocinadora contribuirá de forma paritária, ou seja, com o mesmo valor que os empregados. O déficit é oriundo de uma série de fatores, dentre eles o resultado dos investimentos abaixo do esperado e mudanças atuariais.”
    Realmente esperamos que a primeira nota esteja errada, pois causaria um impacto muito grande em nossas vidas, sendo que não temos responsabilidade nenhuma sobre o ocorrido no Instituto. De toda a forma os percentuais citados neste Blog são também altíssimos e não chegam nem perto dos reajustes salariais que historicamente recebemos. Esse desconto injusto somado à inflação que se anuncia reduzirá consideravelmente e durante muitos anos o poder aquisitivo da maior parte dos empregados dos Correios, os quais fizeram carreira nesta empresa e que hoje são condenados à uma aposentadoria miserável e, portanto, à última etapa de vida com dificuldades financeiras. Isso depois de ter contribuído durante todos esses anos com o Postalis. É desumano!

  16. João Maria Correa da Luz disse:

    o percentual de 6%, impacta e muito no salario do Ecetista, no meu caso terei um desconto de R$260,00 por mês, e quem garante que quando chegar a epoca de eu me aposentar o Postalis terá dinheiro para pagar o beneficio? sou contribuinte a 29 anos e nos ultimos anos tenho acompanhado de perto a situação do Postalis e tenho a convicção que o Postalis está quebrado, quem fez os investimentos mal feito, comprando ações de empresas que todos sabiam que estava falida que pague com seus bens e não usar os contribuintes para tentar sanar uma conta irreversivel, se no ano de 2014 já foi feito uma contribuição e a situação só piorou, não e dessa vez que vai mudar alguma coisa. Por isso nesta semana estarei fazendo uma solicitação de desligamento do Postalis, porque e melhor perder o que paguei até hoje, do que perder mais daqui pra frente, com esse dinheiro posso fazer um plano de previdencia em outra empresa que possa me oferecer garantias mais confiaveis.

  17. Juraci Neves disse:

    Caso o instituto consiga na Justiça a recuperação de todos os ativos que deram prejuízo, irão nos devolver o está sendo cobrado agora de todos os participantes ?

  18. José Antonio Silva de Souza disse:

    Ora se existe reconhecimento de má gestão e má fé dos diretores conforme o relato. Porque temos que pagar com o nosso suor e penalizar os nossos familiares pelos má administração.

    O déficit do plano BD saldado decorre de investimentos realizados até 2011. Parte desses investimentos foi realizada à revelia do Postalis, por administradores contratados, e o instituto tem ações em curso na Justiça visando à recuperação de todos os ativos que deram prejuízo — entre elas, contra a gestora Atlântica e o banco BNY Mellon —, com decisões favoráveis até o momento.

    Em 2013, os Correios indicaram um novo diretor para a área de investimentos do fundo e a diretoria da estatal tem realizado reuniões periódicas com a direção do Postalis, para acompanhar o plano de ação de solução de déficit.

  19. EDUARDO TEIXEIRA disse:

    Estou sendo roubado pela segunda vez. A primeira foi pelos gestores deste Postalis e a segunda pela incompetencia de gestão e falta de fiscalização do roubo da primeira…NÃO CONCORDO COM O DESCONTO EM MEU CONTRA CHEQUE!

  20. Walker Souza disse:

    Em 2008, o Postalis e a direção da ECT decidiram saldar o BD, compulsoriamente. Vejam: nem FENTECT, nem ADCAP, nem FAACO, nem os empregados! A direção da ECT, à época, assumiu o compromisso de pagar a parcela do saldamento, para encerrar o plano. Em 2014, a ECT diz que o DEST determinou a suspensão do pagamento daquele débito. Quem está errado: a diretoria da ECT em 2008 ou a diretoria da ECT em 2014? Nem um, nem outro! São empregados, porque sobrou para eles pagarem a conta!
    Depois, a direção do Postalis, indicada pelos dirigentes da ECT, entrega capital para “administradores contratados” e não supervisiona o que eles estão fazendo com o NOSSO dinheiro! Compra uma universidade quebrada, porque era um “excelente negócio”. E por aí vai…
    Deu prejuízo. Quem está errado? Mais uma vez, os empregados, que devem pagar a conta!
    Mas, relaxa! Você foi roubado, terá que devolver o que os outros roubaram da sua conta, mas nem vai notar: em média, são só 3,88% por mês pelos próximos 186 meses!
    Não sei o que é pior: se o calote escancarado ou a explicação…
    Não vamos deixar passar, nem podemos deixar esquecerem! Sejamos chatos! Todos os dias, em todas as reuniões e eventos, devemos tocar neste assunto!
    Queremos apuração de responsabilidades e punição! Devolvam nosso dinheiro!

  21. Sem entrar no mérito da retórica usada pelo Postalis e ECT, teço alguns comentários que resume, em parte, a minha indignação com tudo isso que está acontecedo:

    – foi um erro permitir que o fundo do POSTALIS fosse utilizado para fins políticos;
    – da mesma forma foi um erro permitir que os investimentos do Fundo fossem realizados por administadores contratados e, pior ainda, à revelia do Postalis. Claro está que não houve qualquer fiscalização;
    – Dirigentes da ECT – Presidente e 90% da diretoria – não são filiados ao Fundo. Não há interesse pessoal na causa;
    – A Contribuição feita em 2014 não resolveu em nada o problema. Ele só se agravou;
    – Aqui cabe a pergunta: será que vale a pena investir em uma instituição quase falida ou será melhor se desligar dela e contratar novo plano no mercado pagando o valor do desconto do equacionamento?
    – A ingerência política nos vários setores da economia onde circula o dinheiro, seja público ou privado, está arrazando o País.//

  22. Ricardo disse:

    Só uma pergunta, que eu tenho certeza que não será respondida, aliás não vi nenhuma resposta do Correio para as postagens acima e com certeza não
    haverá um resposta para a minha postagem também.
    Mas mesmo assim vou perguntar.
    Que culpa eu tenho da incompetência das pessoas colocadas para fazerem o que não sabem????

  23. Roberto Lourenço disse:

    Há tempos li em um jornal do Postalis que estavam se desfazendo dos imóveis do instituto para
    investir em fundos mais rentáveis. Naquele momento pensei que estavam fazendo a maior burrada
    da história, pois desde criança vejo falar que imóveis é o melhor investimento a longo prazo, visto que
    corrige mais que a imflação e o aluguel é lucro líquido. Olha no que deu. Que punam os adminstradores
    e não diminuem os minguados sálários que recebemos.

  24. Joao da Silva disse:

    Após nossa total indignação vamos aguardar que o postalis e a alta direção do correio se pronuncie esclarecendo quais medidas serão tomadas.
    Espero que tenham coragem de assumir e tentar corrigir seus erros com urgência.

  25. Marcos Antonio Maschio disse:

    Regina;
    parabéns pelas suas palavras certamente colocadas.

    Induzidos pelos CORREIOS entramos nesta barca, e agora, cadê os CORREIOS???? Quem irá nos defender????…….Será que nesse caso, não caberia também ser responsabilizada????
    E agora?…..depois de tantos anos pagos, supostamente para quando da aposentadoria recebermos um complemento ao majestoso benefício do INSS????? Consiguiremos viver apenas do benefício do INSS??? Ou, nossos dirigentes acham que ainda temos tempo de vida e que devemos pagar outra previdência privada????

  26. FLÁVIO disse:

    Gisele, concordo com você!

  27. Vitor disse:

    “Fazer o que não sabem”? Cara, eu te garanto que eles sabiam exatamente o que estavam fazendo… E agora, a gente paga a conta. Tudo como planejado.

  28. Almir S. Furtado disse:

    Essa decisão sobre o plano BD saldado está condenando a empresa a prejuízos cada vez maiores em face da total desmotivação a que nos leva no desenvolvimento das nossas atividades diárias. Torçamos para que de alguma forma forças externas possam fazer com que essa decisão absurda não seja levada a efeito. Estamos sendo geridos, tanto no Postalis como nos Correios, por uma verdadeira praga de incompetentes alí colocados somente por filiações partidárias sem nenhum compromisso com a verdade, honestidade ou com qualquer coisa digna. Façam um favor, sumam da face da terra, vocês não merecem respirar.

  29. Titanic disse:

    Se fizerem uma “eleição” para saber quem é a favor ou contra o desconto, vocês verão a maioria esmagadora dizer NÂO ao desconto…

  30. Paulo José disse:

    A gente se priva de tantas coisas para economizar e agora roubam e ainda temos que pagar. Esses “investidores” foram punidos? O mais estranho é que todas empresas que “quebram” o Postalis tem aplicação. Estranho não? ??

  31. Sabrina disse:

    Ok!

    Já pagamos um percentual há um bom tempo por um rombo de mais de um bilhão, agora três anos depois o rombo é de mais de cinco bilhões, e daqui a alguns anos?

    PASMEM…

  32. jorge disse:

    Vai aumentar em 700% o desconto sobre a contribuição extra do postalis BD é muito alto, um absurdo . Vai comprometer o meu orçamento e de minha familia . tem que ser repensado esse valor e absurdo e abusivo !!!!

  33. Titanic disse:

    Se olharmos o balanço de 2013 do BD saldado veremos o seguinte:
    1 – valor total recebido dos participantes: 370 milhões;
    2 – valor pago com benefícios: 280 milhões;
    3 – sobra 90 milhões sem mexer no que tem em caixa. Se pegar o dinheiro em caixa e investir na poupança já tem mais lucro.
    Pergunta: então, por quê fazer investimentos de risco?

  34. Noel de Deus disse:

    O problema meu caro Roberto, é que imóveis, fica mais difícil de carregar durante o roubo. Dinheiro é fácil. Levam até na cueca, calcinha… A cada dia tá difícil viver neste país….

  35. CONCURSEIRO disse:

    Regina,

    Você opções: páre de contribuir tanto com o financiamento de campanhas, digo, com o Postalis. Diminua sua margem de contribuição e dê somente o MÍNIMO. Afinal, quando vc aposentar vai ter rombo mesmo…

    E você deverá, DISCIPLINADAMENTE, aplicar esse dinheiro economizado em outra coisa. NÃO GASTE APENAS POR GASTAR. Não invente despesa para ele. Procure saber sobre fundo de investimento, investimentos atrelados ao dólar, ouro, poupança… compre um lote, faça um consórcio com baixa taxa de juros anual… mas pegue esse dinheiro e tire das mãos desses larápios. Eu já fiz isso e espero que todos façam também.

  36. CONCURSEIRO disse:

    Corretamente!!!

    Não sei se pode sair estando na ativa, mas se não puder desligar, pelo menos diminua sua contribuição mensal. Invista em outra coisa.

  37. CONCURSEIRO disse:

    E serás roubado pela terceira se continuares a contribuir com essas campanhas políticas, digo, Postalis.

  38. Iria Fruhauf disse:

    QUERIA SABER O QUE A EMPRESA TEM A SE MANIFESTAR SOBRE ISTO TUDO QUE ESTÁ ACONTECENDO, O QUE FARÃO EM NOSSO FAVOR, PARA PROTEGER OS FUNCIONÁRIOS!!!!!!

  39. rodrigo disse:

    Aqui na Bahia o diretor mandou uma nota em que mostra no acordo coletivo que a adesão é opcional para o empregado e que uma vez dentro descontos poderão ocorrer.
    Pois bem vou usar essa clausula do acordo para pedir a desfiliação do postal prev e postalis , e investir o que me descontam mensalmente num plano privado do BB por exemplo ou em fundos DI a longo prazo….será que nessa hora vai valer o que esta escrio no acordo ou vão dificultar

  40. Josué Antonio da Silva disse:

    Prezados .
    Não entendo de como o Postalis tentam nos induzir de como devemos ministrar o nossos provento ou seja nossa aposentadoria para que não passamos dificuldades financeira no futuro. No caso deles tentam passar uma coisa que eles deixam a desejar. Se o postalis e seu diretores manjassem de finanças a instituição não estaria falida pedindo esmola aos pobres a classe trabalhadora .
    D

    itado popular que aplica a eles- ¨( Faça o que eu mando mas não faça o que eu faço).
    Josué Servidor Aposentado

  41. Sandro Rogério Teixeira disse:

    Sacanagem pura com os funcionários… Vamos sair em massa deste plano falido….enquanto é tempo