Artes cênicas são aliadas para implantar MEG nos Correios

As artes cênicas são mais um aliado dos Correios para capacitar os trabalhadores das unidades operacionais no Modelo de Excelência da Gestão (MEG). Em Curitiba (PR), apresentações teatrais demonstraram de forma lúdica os fundamentos que norteiam a estatal a se tornar uma empresa de classe mundial, disseminando o conteúdo para mais de mil empregados.

Para a gerente de Educação Corporativa dos Correios no Paraná, Isabela Alves França, as apresentações ajudam a difundir os fundamentos do MEG e “possibilitam que cada um dos empregados veja qual é a sua parte no processo para que os Correios alcancem seus objetivos”, destacou Isabela. O novo formato de treinamento no local de trabalho foi bem recebido pelos trabalhadores. “Com o teatro, o conteúdo não fica cansativo, o que nos ajuda a entender melhor os fundamentos”, afirmou o carteiro Davi Santos de Oliveira.

Boas práticas – O Modelo de Excelência da Gestão é uma metodologia de avaliação, auto avaliação e reconhecimento das boas práticas que define uma base teórica e prática para a busca da excelência, dentro dos modernos princípios da identidade empresarial e do atual cenário do mercado.

Anualmente, a Fundação Nacional da Qualidade (FNQ) realiza a análise de organizações brasileiras, contribuindo para que promovam a melhoria de sua gestão e se desenvolvam de forma ética e sustentável, gerando ganhos para a sociedade, os clientes e os trabalhadores. Na última avaliação da FNQ, em 2014, a estatal alcançou 510 pontos, em uma escala de 1.000 pontos possíveis. Em 2010, a empresa havia obtido 113 pontos e, em 2012, 374 pontos.


Esta entrada foi publicada em Institucional, Mudanças e inovações e marcada com a tag , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Prezado leitor,

Só serão publicados comentários diretamente associados ao tema do post. Comentários com conteúdo ou termos ofensivos não serão publicados. Informações, dúvidas, sugestões ou reclamações sobre serviços devem ser encaminhadas ao Fale com os Correios

Os comentários estão encerrados.