Correios e CBFS retomam parceria

Os Correios retomaram a parceria com a Confederação Brasileira de Futebol de Salão (CBFS). O apoio visa o desenvolvimento da gestão da CBFS com foco na transparência e na profissionalização. A reunião que selou o acordo, nesta quarta-feira (2), foi promovida pelo ministro das Comunicações e presidente do Conselho de Administração dos Correios, André Figueiredo, em conjunto com o presidente da estatal, Giovanni Queiroz, e o presidente da CBFS, Marcos Madeira.

Madeira explicou que a retomada da parceria institucional se dá dentro de uma nova realidade, com reconhecimento das políticas implantadas pela nova gestão da Confederação. “É uma parceria que deu certo, com extremo sucesso. Com o apoio dos Correios, o futsal alcançou uma importância mundial. Agora, vamos potencializar também a gestão”, afirmou.

Figueiredo disse que “o esporte nacional apresenta uma contribuição fundamental para a promoção da cidadania, bem como no desenvolvimento de todo o País”. Já Queiroz destacou o papel da empresa pública como promotora do esporte brasileiro, “Apoiando o esporte, estamos ajudando o Brasil”, disse. O futsal é o segundo esporte mais praticado no Brasil, atrás apenas do futebol.


Esta entrada foi publicada em Institucional, Patrocínios e marcada com a tag , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Prezado leitor,

Só serão publicados comentários diretamente associados ao tema do post. Comentários com conteúdo ou termos ofensivos não serão publicados. Informações, dúvidas, sugestões ou reclamações sobre serviços devem ser encaminhadas ao Fale com os Correios

4 respostas a Correios e CBFS retomam parceria

  1. Jurandir disse:

    Lamentavel essa de patrocinar o Esporte nesse momento, estamos sendo racionado em tudo até em Agua nas Agencias para os empregados beber, agora vem com essa de patrocinar, isso é uma afronta a Categoria, dinheiro pra PLR, consertar Bicicleta, reparos em equipamentos como Computador, Impressora e demais equipamentos, ai não tem dinheiro, agora patrocinar tem, isso é uma VERGONHA.

  2. Carlos disse:

    Deve ser porque não tem crise na empresa! CPI dos patrocinios em 3,2,1…

  3. Joao da silva disse:

    Isso que em sua posse o novo presidente prometeu rever patrocínios como medida de economia.
    Segura peão.

  4. Farantino disse:

    Onde tem fumaça tem fogo hein