Correios fará a distribuição de medicamentos para o SUS

Os Correios, em parceria com o Ministério da Saúde, irão fazer a distribuição de medicamentos para o Sistema Único de Saúde (SUS) em todo o Brasil. O contrato foi assinado na última quarta-feira (28) pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros, e pelo presidente dos Correios, Guilherme Campos, em Brasília.

O contrato prevê a prestação de serviços de distribuição de insumos estratégicos de saúde, medicamentos e termolábeis – perecíveis ou não – biológicos ou não; vacinas; soros; kits calamidade; equipamentos; hospitais de campanha; geradores; alimentos, entre outros. A mudança irá trazer mais qualidade para a entrega dos insumos de saúde em todo território nacional.

Para o ministro Ricardo Barros, a população será melhor atendida com a prestação de serviços pela estatal: “Agradecemos à parceria com os Correios, tenho certeza que teremos melhoria e economicidade na distribuição de medicamentos para o Brasil”, afirmou.

Guilherme Campos ressalta que os Correios já prestam serviços para população, como a distribuição de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) e a distribuição de livros didáticos em todo o território nacional, em parceria com o INEP. “Nós já participamos ativamente da vida do brasileiro na área de educação com muito sucesso, agora teremos a oportunidade de também prestar serviços para o sistema de saúde com a mesma qualidade”, ressalta o presidente dos Correios.

Os Correios têm o compromisso de atender às necessidades de todos os clientes, em especial das pessoas que buscam seus serviços.


Esta entrada foi publicada em Institucional e marcada com a tag , , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Prezado leitor,

Só serão publicados comentários diretamente associados ao tema do post. Comentários com conteúdo ou termos ofensivos não serão publicados. Informações, dúvidas, sugestões ou reclamações sobre serviços devem ser encaminhadas ao Fale com os Correios

14 respostas a Correios fará a distribuição de medicamentos para o SUS

  1. Priscila Homem de Mello disse:

    Ótima notícia para encerrar o ano! Com certeza os Correios irão cumprir mais essa missão com excelência. Parabéns!

  2. GILSON disse:

    BOA NOTICIA, NUM ANO TAO RUIM PARA TODOS. QUE EM 2017 VENHA MAIS CONTRATOS COMO ESSE.

  3. ronaldo bastos disse:

    A maior empresa de logistica do brasil ……missão dada missão cumprida……

  4. MARIA APARECIDA DA SILVA disse:

    coitado dos pacientes quando remédio chegar já morreram.

  5. Flavia Araujo disse:

    Já estou até vendo, as agencias de correios vão parecer farmácias, afinal só tem área de risco.
    Vai ser tudo de bom…..kkkkkkkkkk

  6. Flavia Araujo disse:

    Tenho dó das pessoas que já estão numa situação difícil e que necessitam de cuidados, terem que sair de suas casas para ir buscar os remédios nas unidades dos correios (CDD e AC) pois a entrega não foi realizada por “ausência” mesmo tendo varias pessoas na residência.
    Parece até piada de mau gosto é claro

  7. Sabrina Nogueira da Rocha disse:

    Que bom, vamos agora observar se vai haver melhorias !

  8. Wolber Gomes disse:

    Contrato interessante. A ECT estava realmente precisando de um incentivo, apesar do mal gerenciamento de seus recursos, seus colaboradores ainda acreditam em uma edificação. E o contrato prevê uma distribuição, não domiciar, e sim aos grandes centros de saúde. É bom que cada pessoa conheça a integra do processo para que não haja diverhências nas informações.

  9. Rafael Grisotto disse:

    Mais que obrigação!

  10. Nem imagino o caos de quem fosse esperar remédios pelos correios haha
    Já pensou: Encomenda extraviada…
    destinatário ausente…
    área com restrição…
    produto que não atualiza a mais de 1 mes….

    Oh vida! hahaha ilusão de quem for pegar este remédio achando que vai seguir o prazo certinho.

    • Carteiro disse:

      A entrega não será domiciliar, mas sim nos centros de saúde, por exemplo, hospitais e postos de saúde. Busque informações antes de falar o que não sabe. Fica a dica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *