Empregados dos Correios relatam benefícios da cinesioterapia

Noites de sono mais tranquilas, fim das dores de cabeça, diminuição das dores musculares e de coluna, menos stress, mais disposição e qualidade de vida. É assim que se sente o empregado dos Correios Carlos Alberto de Souza, 52 anos, desde que iniciou as sessões de cinesioterapia, realizadas no prédio do Centro de Tratamento de Encomendas (CTE) de Benfica, no Rio de Janeiro.

“Tinha muitas dores na cervical e na lombar que estavam comprometendo minha qualidade de vida. Não dormia bem e me sentia estressado. Iniciei o tratamento com a cinesioterapia no dia 30 de maio e já sinto uma melhora substancial, tanto com relação às dores na coluna e de cabeça quanto ao stress provocado pelas noites mal dormidas”, afirma. Essa mudança na vida do empregado se tornou possível porque, desde 15 de maio, o CTE de Benfica conta com um Centro de Cinesioterapia Laboral. A iniciativa, parceria entre os Correios e a Postal Saúde, visa promover ações voltadas à qualidade de vida dos empregados, ao oferecer um tratamento que engloba recursos e técnicas variadas para recuperar o movimento comprometido das articulações e dos músculos.

Os efeitos positivos do tratamento também trouxeram mais bem-estar e qualidade de vida para a empregada Ângela Luzia Lauria Teixeira. Ela tem o joelho comprometido, em função de uma lesão no menisco e de uma artrose leve que lhe causam muitas dores. Apesar de no passado ter feito mais de 60 sessões de fisioterapia, ela nunca sentiu melhoras significativas. No início de abril, Ângela foi surpreendida por uma tendinite no punho esquerdo. Como o Centro de Cinesioterapia Laboral funciona no mesmo prédio do seu trabalho, ela não pensou duas vezes. Após avaliação medica, iniciou o tratamento, cuja melhora foi imediata. “Na segunda sessão, já senti que as dores diminuíram muito”, conta Ângela, que sofre com a restrição de movimentos na perna.

Ela diz já ter passado anteriormente por vários tratamentos de fisioterapia, porém sem eficácia. “Agora consigo subir as escadas normalmente, como qualquer pessoa”, alegra-se a gestora, que faz sessões de alongamento e reforço muscular com aparelhos apropriados. Empolgada com os resultados, ela passou a incentivar os colegas a fazerem o tratamento. Ângela montou uma escala com os nomes dos empregados e os horários destinados ao tratamento de cada um. “Dessa forma conseguimos proporcionar uma qualidade física para os empregados, sem prejudicar a rotina da unidade”, explica.

Adeus às dores — Um dos beneficiados de sua equipe foi o carteiro Júlio César Castro. Há cerca de 5 anos, ele vinha sofrendo com dores na coluna e na região inguinal e recorria frequentemente a analgésicos. Indicado para a cinesioterapia, ele iniciou o tratamento participando de três sessões por semana. Nessa primeira fase, o carteiro está fazendo alongamentos e exercícios localizados específicos. “Já não sinto mais dores. Minha coluna foi ‘desentortada’ (alinhada) e aprendi técnicas para uma postura adequada”, contenta-se Júlio, admirado com o “milagre” promovido pelas sessões.

A gestora do carteiro, Ângela, comemora os efeitos positivos da cinesioterapia na vida dos colegas. Ela lembra que o tratamento, além de promover a saúde, evita as longas ausências na hora do expediente e a apresentação constante de atestados médicos e de comparecimentos. A equipe do Centro de Cinesioterapia de Benfica é multifuncional e conta com um médico, cinco fisioterapeutas, seis educadores físicos e um enfermeiro. As sessões têm duração de 40 minutos e são indicadas para os empregados dos Correios que retornam ao trabalho após a licença-saúde, ou para os empregados com necessidade de reforço osteomuscular. A avaliação de cada caso é feita pela equipe médica e o tempo de tratamento depende das necessidades do empregado.

Esta é a quarta unidade de cinesioterapia inaugurada neste ano nas unidades dos Correios. A primeira inauguração ocorreu em Salvador (19/1), a segunda na cidade de São Paulo (21/2) e a terceira em Indaiatuba/SP (17/4). A intenção é que outros centros sejam instalados nas principais unidades operacionais do país.


Esta entrada foi publicada em Institucional e marcada com a tag , , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Prezado leitor,

Só serão publicados comentários diretamente associados ao tema do post. Comentários com conteúdo ou termos ofensivos não serão publicados. Informações, dúvidas, sugestões ou reclamações sobre serviços devem ser encaminhadas ao Fale com os Correios

6 respostas a Empregados dos Correios relatam benefícios da cinesioterapia

  1. Quando virá para o CTCE Fortaleza

  2. RICARDO PUCHALSKI NOVO disse:

    Este tratamento serve para todos os tipos de hernia? Tenho duas na cervical, e duas na lombar alem de sofrer de tenossinuvite e sindrome do manguito rotador. Podem me dar as devidas informações? Sofro com dores diarias e noites mal dormidas.

  3. Correios disse:

    Ricardo,

    Somente um médico pode orientá-lo corretamente sobre quais tratamento são adequados para o seu caso.

  4. Correios disse:

    Jardenia, para o período de 2017 e 2018, foi aprovada a implantação de dez centros de Cinesioterapia Laboral em locais que reúnem maior concentração de empregados. A escolha dos centros foi baseada também em estudos técnicos desenvolvidos pelas áreas de saúde e segurança do trabalho, e a extensão do programa encontra-se em estudo pelas áreas responsáveis. Infelizmente, nessa primeira etapa, os Centros Operacionais de Fortaleza (CE) não estão contemplados.

  5. Anônimo disse:

    PP648614052BR

  6. Anônimo disse:

    PP648614052BR