Cinquentenário do Projeto Rondon é celebrado com lançamento de selo e carimbo

Para homenagear os 50 anos do Projeto Rondon, os Correios participaram, nesta terça-feira (25), do lançamento de carimbo comemorativo e selo personalizado alusivos a este marco histórico, em cerimônia realizada junto ao Instituto Projeto Rondon no auditório da Upis, em Brasília.

Participaram da obliteração do selo o presidente do Instituto Projeto Rondon, Ruy Montenegro, o Brigadeiro de Infantaria Augusto César Amaral, representando o Ministério da Defesa; o reitor da Upis, Vicente Nogueira Filho; o bispo auxiliar de Brasília, Dom José Aparecido Gonçalves; o presidente da Poupex, General de Exército Eron Carlos Marques; o neto do Marechal Rondon, Almanzor Meireles Rondon; a filha do coronel Sérgio Mário Pasquali –  um dos idealizadores do Projeto Rondon – Iris Helena Pasquale, e a designer criadora das peças, Cintya Gabriela da Silva Alves.

Para o presidente dos Correios, Guilherme Campos, homenagear o Projeto Rondon por meio da filatelia é uma grande honra para a empresa. “Hoje é um dia muito importante para os Correios, pois celebramos os 50 anos do Projeto Rondon, que não apenas carrega o nome do patrono das Comunicações – reconhecido como construtor de linhas telegráficas no Brasil – mas traz, desde a sua origem, muito da missão da nossa empresa, ao conectar pessoas e instituições com o nobre objetivo de ampliar a integração e a inclusão social em cada canto do país”, afirmou, destacando ainda o importante papel dos milhares de rondonistas que ajudaram a escrever essa história.

Ao final da cerimônia, o presidente da estatal foi condecorado com medalha concedida pelo Instituto Projeto Rondon. “É com muita honra que recebo essa condecoração, representando aqui todos os empregados dos Correios, que são os grandes merecedores dessa homenagem”, disse.

Desenvolvido pelo Ministério da Defesa, em parceria com governos estaduais, municipais e Instituições de Ensino Superior (IES) públicas e privadas, o Projeto Rondon contribui para a formação do jovem universitário como cidadão e para o desenvolvimento sustentável nas comunidades carentes. Sua primeira operação, também chamada de Operação Piloto ou Operação Zero, foi realizada em julho de 1967. O Projeto se manteve funcionando até 1989, sendo retomado a partir de 2005. Desde o relançamento, já realizou 76 operações, em 1.142 municípios de 24 unidades da federação, com a participação de 2.170 instituições de ensino superior e 21.436 rondonistas (universitários e professores), alcançando cerca de 2 milhões de pessoas.

Sobre o selo – Com arte criada pela designer Cintya Gabriela da Silva Alves, em parceria com o presidente do Instituto Projeto Rondon nacional, Ruy Montenegro, responsável pela idealização, o selo traz o símbolo do Projeto Rondon ao lado da indicação dos 50 anos, acompanhados das datas de início do projeto e da comemoração do cinquentenário. Ao lado direito, traz ainda a imagem do grande homenageado do cinquentenário, Marechal Cândido Mariano da Silva Rondon.


Esta entrada foi publicada em Filatelia e marcada com a tag , , , , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Prezado leitor,

Só serão publicados comentários diretamente associados ao tema do post. Comentários com conteúdo ou termos ofensivos não serão publicados. Informações, dúvidas, sugestões ou reclamações sobre serviços devem ser encaminhadas ao Fale com os Correios

Os comentários estão encerrados.