Central Braile dos Correios comemora 10 anos

O serviço Postal Braile dos Correios completou 10 anos nesta quinta-feira (5). Por meio dele, pessoas com deficiência visual ganham independência e privacidade para se comunicarem por meio de correspondências. Ao receber mensagens – que podem ser escritas em braile, ou de forma convencional – a Central Braile dos Correios as convertem para a linguagem de domínio do destinatário.

A iniciativa foi idealizada, em 2007, pelo advogado Mário Alves de Oliveira, que perdeu a visão ainda na adolescência. Atendendo a clientes em todo o território nacional, a Central funciona em Belo Horizonte (MG) e já transcreveu mais de 2,3 mil mensagens apenas neste ano. Além de atender pessoas físicas,  correspondências comerciais e de órgãos públicos também são convertidas da escrita comum para o braille e vice-versa.

O serviço funciona da seguinte maneira: um comunicado bancário, por exemplo, enviado para um cliente cego, ou com pouca visão, é convertido para a linguagem tátil acessada por ele. Ao mesmo tempo, clientes podem escrever mensagens em braile e enviar para a Central, que as converterá para o alfabeto latino e enviará ao destinatário final.

O Postal Braille certificou os Correios em grau de excelência em sustentabilidade, por meio do Prêmio IBEF, promovido em 2013 pelo Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças. Para utilizar o serviço, as correspondências devem ser endereçadas à Central Braille dos Correios:  Av. Afonso Pena, 1270 – sala 202 – Belo Horizonte – MG CEP: 30130-971.

Acessibilidade – O portal dos Correios foi pensado para se adequar às necessidades de todos os cidadãos incluindo as pessoas com deficiência. Em 2012,  foi implantada a barra de acessibilidade, que permite aumentar a fonte, o contraste e facilita a leitura por softwares usados por deficientes visuais. Os Correios também produzem cecogramas, nacionais e internacionais, que são correspondências impressas em relevo pelo sistema braile, clichês (placas de metal gravadas em relevo para impressão de textos) e registros sonoros, como CDs, expedidos por/ou endereçados às instituições de cegos oficialmente reconhecidas – todos com postagem gratuita.


Esta entrada foi publicada em Institucional, Responsabilidade Socioambiental e marcada com a tag , , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Prezado leitor,

Só serão publicados comentários diretamente associados ao tema do post. Comentários com conteúdo ou termos ofensivos não serão publicados. Informações, dúvidas, sugestões ou reclamações sobre serviços devem ser encaminhadas ao Fale com os Correios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *