Correios adere a iniciativa pela igualdade racial

Os Correios assinaram, nesta quarta-feira (21), a carta de adesão à Iniciativa Empresarial pela Igualdade, firmada entre a empresa e o Instituto Afro Brasileiro de Ensino Superior (Afrobras). A adesão foi assinada pelo presidente dos Correios, Guilherme Campos, pelo vice-presidente de Gestão Estratégica de Pessoas, Heli Siqueira, e pelo reitor da Faculdade Zumbi dos Palmares e presidente da ONG Afrobras, professor-doutor José Vicente.

O presidente da Afrobras destacou que hoje muitos jovens negros já conseguem chegar às universidades, mas que não se pode permitir que um muro continue a existir para esses profissionais na hora de chegarem às empresas.

Embora a população brasileira tenha 113 milhões de pessoas que se declaram negras (55,4% da população), segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad 2016), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apenas 4,7% dos profissionais que ocupam cargos executivos ou de destaque nas empresas são negros (dados de 2016 do Instituto Ethos).

A iniciativa da carta partiu de um conjunto de autoridades e de ambientes corporativos diversos, que entenderam que é preciso construir um caminho para que esse muro seja desfeito e para que todos, em igualdade de oportunidade, possam chegar às empresas. A assinatura coincidiu com o Dia Nacional de Luta contra a Discriminação Racial, instituído pela ONU. Hoje, 40 grandes empresas participam do projeto.

“Essa ação fortalece e enfatiza uma dimensão importante da missão empresarial, que é se associar às grandes causas sociais. Com essa assinatura, a empresa toma um lado, se posiciona, sinaliza e manda um recado para toda a sociedade”, disse José Vicente.

O compromisso firmado com os Correios prevê a implantação de ações pela promoção da igualdade racial, a inclusão e o empoderamento afroétnico na empresa, além da promoção da educação para o respeito à diversidade racial.

Guilherme Campos enfatizou que a empresa adere ao compromisso de forma voluntária e que, embora ações como esta tenham reflexos de longo prazo nas empresas, não se verifica preconceito de credo, raça ou cor nos Correios. “Este, para nós, é apenas um ato simbólico, a reafirmação das práticas inclusivas nos Correios, com igualdade de oportunidades, de condições e de crescimento na organização”.


Esta entrada foi publicada em Responsabilidade Socioambiental e marcada com a tag , , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Prezado leitor,

Só serão publicados comentários diretamente associados ao tema do post. Comentários com conteúdo ou termos ofensivos não serão publicados. Informações, dúvidas, sugestões ou reclamações sobre serviços devem ser encaminhadas ao Fale com os Correios

Os comentários estão encerrados.