Selos de Natal homenageiam os 200 anos da canção Noite Feliz

Para celebrar o bicentenário de “Noite Feliz”, uma das canções natalinas mais populares do mundo, os Correios lançaram hoje (6) a emissão filatélica especial de Natal.

A música foi escrita em 1818 por Franz Xaver Gruber, a pedido do padre Joseph Mohr. Naquele anos, dois dias antes do Natal, o antigo órgão da igreja de São Nicolau, a paróquia do padre Joseph Mohr, parou de funcionar. Para não decepcionar os fiéis, o sacerdote pediu ao amigo, maestro e organista do vizinho povoado de Arnsdorf, para compor ao violão uma melodia para um texto de Natal que ele havia escrito dois anos antes.

Assim, na Missa do Galo de 24 de dezembro de 1818, o padre Joseph Mohr, e o músico Franz Gruber, interpretaram pela primeira vez, em alemão, a canção “Noite Feliz”. Mohr achava que uma letra simples e fácil de entender era o mais adequado para seus fiéis, na grande maioria barqueiros e camponeses.

Em 1831, um coral incorporou a canção natalina a seu repertório durante uma viagem pela Rússia. Dali, a canção viajou para Nova York, onde foi interpretada por um coral

tirolês, em 1839 e, posteriormente, espalhou-se pelo mundo. “Stille Nacht, Heilige Nacht” em alemão, “Silent Night” em inglês, “Douce nuit” em francês, “Noite Feliz” em português, hoje está traduzida para 330 idiomas.

A igreja de São Nicolau, em Oberndorf, não existe mais: foi demolida no começo do século XX porque, estando perto do rio Salzach, sofria constantes alagamentos. Para substituí-la, foi construída na década de 1920, num lugar 800 metros mais alto, a Capela Memorial de “Noite Feliz”. Em seus vitrais estão destacadas as figuras de Mohr e Gruber. A música tornou-se um clássico e foi declarada Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO em 2011.

Os selos de Natal deste ano são autoadesivos e estão recortados no formato de uma estrela de oito pontas, número considerado símbolo do equilíbrio cósmico, a ligação entre o físico e o espiritual. A arte é de José Carlos Braga.

No primeiro selo, estão as representações dos criadores da canção: o padre Mohr, escrevendo a letra, e o músico Franz Gruber, de perfil, tocando violão. Ao fundo, em sépia, a partitura da música. No canto inferior direito, o título “Noite Feliz, 200 Anos”, em português e alemão.

No segundo selo, a Capela Noite Feliz, localizada em Oberndorf, na Áustria, destaca-se na paisagem de uma noite de inverno, rodeada por símbolos natalinos, luzes e pinheiros decorados, sob um céu estrelado, onde se sobressai uma delas, com brilho intenso, referência à noite de 24 de dezembro. Na lateral esquerda, a letra de “Stille Nacht”, em alemão. Acima, ao centro, o título “Noite Feliz, 200 Anos”, em alemão e português.

Em ambos os selos foi utilizada tinta especial dourada nos títulos, na palavra “Brasil” e nos portes dos selos, situados no canto inferior direito.

O bloco foi recortado com faca especial, no formato de oratório, em referência à Capela Noite Feliz. Nas abas laterais, a letra da canção – à esquerda na língua original, em alemão, e à direita, em português – ambas impressas com tinta especial na cor amarela. Na aba central, além dos dois selos já citados, vitrais exibem as figuras do padre Mohr, da cidade de Oberndorf, do instrumentista Franz Gruber e do povoado de Arnsdorf.

Foram produzidos 50.000 blocos e 1,05 milhão de cada selo, que têm valor facial de 1º porte de carta comercial. As peças podem ser adquiridos nas agências dos Correios de todo o país e também na loja virtual.

Novidade – Os selos do bloco natalino trazem uma surpresa que pode ser vista por meio do aplicativo HP Reveal: uma animação sobre a história da canção “Noite Feliz” feita pelo próprio artista criador dos selos. Para visualizar, é necessário instalar o app e criar uma conta. Ao aproximar o smartphone dos selos do bloco, o app irá revelar a animação. Veja o vídeo.

 


Esta entrada foi publicada em Filatelia e marcada com a tag , , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Prezado leitor,

Só serão publicados comentários diretamente associados ao tema do post. Comentários com conteúdo ou termos ofensivos não serão publicados. Informações, dúvidas, sugestões ou reclamações sobre serviços devem ser encaminhadas ao Fale com os Correios

Os comentários estão encerrados.