Mais agências para a população

Os Correios abriram agências comunitárias para atendimento em 48 novos distritos no primeiro trimestre de 2014. Esse número representa 10,67% do total para que seja atingida a meta de universalização dos serviços postais para este ano estabelecida pelo Ministério das Comunicações na portaria 566/2011, no que se refere aos distritos com população igual ou superior a 500 habitantes. Atualmente os Correios já estão presentes em mais de 3 mil desses distritos.

As agências comunitárias são mantidas por meio de parceria dos Correios com prefeituras ou organizações locais e prestam à população os serviços postais básicos, tais como recebimento e entrega de carta, cartão postal, impresso simples ou registrado, além dos serviços de encomenda e telegrama.

Por meio da abertura de agências em pequenos distritos, os Correios contribuem com seu desenvolvimento econômico e social, estabelecem condições básicas de cidadania, e proporcionam aos cidadãos acesso aos serviços postais e políticas públicas — em muitas localidades, a estatal é o único ponto de contato entre a população e o governo federal.


Esta entrada foi publicada em Negócios e Mercado e marcada com a tag , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Prezado leitor,

Só serão publicados comentários diretamente associados ao tema do post. Comentários com conteúdo ou termos ofensivos não serão publicados. Informações, dúvidas, sugestões ou reclamações sobre serviços devem ser encaminhadas ao Fale com os Correios

18 respostas a Mais agências para a população

  1. Rodrigo Heinzle disse:

    Não queremos mais agências! Só queremos que nossas mercadorias sejam entregues!!!
    É um absurdo a falta de respeito dessa empresa com seus clientes!
    Estou com uma mercadoria há mais de um mês parada na Unidade de Tratamento Internacional de Curitiba.
    Já registrei várias reclamações pelo site e pelo telefone, inclusive na ouvidoria, e não recebo sequer uma resposta!!!
    VERGONHA!

  2. jose alberto pinheiro disse:

    Embora em números bem tímidos,mas já considero uma resposta a grande demanda de comunidades que surgem a toda hora no BRASIL,já era tempo de tomarmos essa iniciativa,aos poucos chegaremos lá,valeu!

  3. Juca disse:

    Tem que aumentar é o efetivo e não agencia, estou certo ou errado.

  4. OLA disse:

    PRESTENÇÃO!!!
    Nos distritos não tem funcionários concursados, são apoios da prefeitura em lugares onde o correio não entrega. Lógico que não vao contratar ninguem pra isso.

  5. John disse:

    Um pouco mais seria bom. Mas o que precisa mesmo é separar melhor a função de cada um. as vezes sobrecarregam demais uma pessoa com atividades q outras pessoas podiam realizar.

  6. John disse:

    e concordando com o q o colega falou realmente os correios não contratam ninguém para trabalhar em vamos dizer polo de atendimento dos correios em distritos.

  7. Atendente disse:

    Precisamos muito mais de contratação de pessoal. A defasagem é latente. =/

  8. EDILAINE disse:

    Com certeza seu produto esta sendo tributado pela Receita Federal, por isso a demora.

  9. Rodrigo,
    Quando se trata de objetos internacionais, os Correios não tem autonomia de liberá-las rapidamente para a entrega. Somente a Receita Federal ou a ANVISA (dependendo do produto) poderá liberar.

  10. geraldo afonso stopa disse:

    oi amigo boa noite…o que acontece com as encomendas internacional e que fica a merce da receita federal e é a mesma “receita ferderal” que libera…pois pode haver a necessidade de cobrança de imposto , pois existe uma cota que é isenta caso ultrapasse vc terà que pagar o imposto.Assim que eles liberam o Correios efetua a entrega,

  11. kleber jose da silva disse:

    Otimo, para uma empresa que visa crescimento, ser presença em todos os municípios, localicalidades, mesmo que sendo com poucos mil habitantes, será uma vantagem de crescimento e capitação de recursos. Que venha também esse crescimento, juntamente com mais contratados, empenho de todos desde o alta cupula aos amarelinhos.

  12. Valdecy José Rodrigues disse:

    Vocês poderiam implantar uma agência própria em Curral Novo do Piauí, um município com quase 5 mil habitantes e só tem AGC. Outras cidades desse porte já possuem agência. Sou de lá e testemunho a ausência de postagens de encomenda registrada, SEDEX,Reembolso, postagem a faturar e os serviços bancários que os correios oferece. A população de lá carece desses serviços e tem que se deslocarem pra cidades vizinhas todo dia. Por que os Correios que é uma empresa que almeja crescer e atende a demanda desse povo?

  13. toloko disse:

    E de quem é o mério desses números no estado??

  14. João Bosco de Oliveira disse:

    Se faz necessário que os Correios cobrem dos Prefeitos quando da abertura destas AGC,s prédios dignos como também mobiliários decentes ou seja faça cumprir o “termo de convênio”, faz vergonha as AGC,s de muitos distritos desse nosso Brasil é de enterrar a imagem dos Correios. Façam uma pesquisa solicitando fotos dessas unidades e verão o desperdício de dinheiro que em muitas só serve para denegrir a nossa empresa.

  15. Ricardo Celso dw Souza disse:

    Universalização dos serviços postais – Agências de Correios Comunitária AGC)
    Em substituição às AGCs atuais que não atendem bem as expectativas dos moradores, tenho uma sugestão:
    Os correios e o próprio Governo federal deveriam fazer uma parceria, onde fosse possível uma Unidade de serviços gerais nos distritos, hoje tão pouco assistidos. Uma Unidade onde um ou 2 funcionários fossem um agente de serviços públicos Gerais. A criação de uma Unidade básica que oferecesse serviços postais básicos mais outros serviços como solicitação de documentos como CPF, Identidade, serviços municipais e muitos outros, sm tr que ir diretamente às sedes dos municípos.

  16. João Bosco de Oliveira disse:

    Seria interessante essa sua ideia, quem conhece a realidade das AGC,s não pode aceitar que elas continuem da forma que estão. Pouquíssimas atendem o anseio da população e a imagem da ECT.

  17. Mineiro disse:

    Ricardo,

    Essas AGC`s sequer fazem entrega direito, com funcionarios de prefeituras despreparados, mal pagos, a maioria nem sabe conversar direito, contratado por politica. Imagina aquela prefeitura la do fim do mundo se vai ter condicoes e vontade politica para fazer alguma coisa.

    Tem que criar sim, mas infelizmente em municipios onde haja condicoes e preparacao para desenvolver essas agencias comunitarias. Em regioes de ignorantes e analfabetos funcionais, maioria no Brasil, nem deveria ter agencia de correios, pois nunca vi povo tao mal agradecido como o brasileiro. Esse povo que mal sabe votar, so quer viver as custas do estado brasileiro, como no nordeste, tem mais o que merece.

  18. Foco digital disse:

    Como faço pra montar um serviço de entrega comunitária de correspondência em minha loja para comunidade sem acesso a este serviço?