O Universo dos Selos Personalizados – Série Os Grandes Nomes da Filatelia Brasileira

Texto por Maria de Lourdes Torres de Almeida Fonseca

As invenções surgem por alguma razão ou motivadas por fatores que levam o homem a agir e a pensar diferente em algum momento. Assim, no mundo dos selos postais, que gira em torno das modalidades de selos comemorativos, regulares e especiais emitidos pelos Correios, surgiu o Selo Personalizado, demonstrando o poder de renovação da Filatelia.

O universo dos selos postais é vasto e dinâmico. Folheando os catálogos ou visitando os acervos de colecionadores, contemplamos a expressiva iconografia das emissões em suas diferentes modalidades. Constatamos um movimento estruturado, embasado nas tendências mundiais em torno da Filatelia, que preserva a função postal do selo no campo das correspondências e o tornam presença marcante nas coleções daqueles que se dedicam a esse hobby.

Desde a sua criação, os selos propagam motivos associados a personalidades ilustres, episódios históricos relevantes e a diversidade ambiental dos países emissores. Com visual atraente, associado ao tema, os selos representam produto de características singulares, pois, além da função de comprovantes de franqueamento, ainda despertam o interesse de colecionadores em todo o mundo.

A Filatelia é, indiscutivelmente, o hobby mais praticado no mundo, em vista de seus princípios e valores, fortemente influenciados pelas modernas formas de comunicação. Após uma jornada de transformações, seguindo o exemplo de nações bem-sucedidas nos empreendimentos filatélicos, o Selo Personalizado surgiu no Brasil marcando as comemorações de seus 500 anos de Descobrimento. E assim nasce como uma oportunidade de eternizar histórias de amor entre familiares, amigos e até bichinhos de estimação. E porque não registra também momento especiais de marcas, empresas, parcerias. Afinal, tem selo pra tudo!

O Selo Personalizado surgiu para satisfazer o desejo de clientes especiais, sem as formalidades e as normas legais inerentes às demais fórmulas de franqueamento postal. Podemos dizer que neste selo quem manda é o cliente. Nasceu como nasce todo produto, e foi ganhando espaço e simpatia no mundo filatélico. Hoje, é produto encontrado nas coleções de selos e procurado por aqueles que o enxergam como um meio eficaz de comunicar e o consideram relevantes. As motivações são diversas.

Para coroar de êxito, como parte das comemorações para o Dia Mundial dos Correios, apresentamos a série Os Grandes Nomes da Filatelia Brasileira. Nada mais justa a homenagem a personalidades que dedicaram e muitas que ainda dedicam suas vidas à prática da Filatelia, considerados estudiosos, defensores e incentivadores dessa prática universal.

Em parceria com Julio César de Castro, esta Série e seu ineditismo criam um novo capítulo na história filatélica inovando em sua forma de comunicação, por reconhecer e propagar a obra daqueles que não pouparam esforços na tarefa de tornar os selos postais o centro de seus ideais e estilo de vida. Os primeiros selos de uma Série Personalizada representam emoção e reconhecimento a Rolf Harald Meyer (editor, por décadas, do Catálogo RHM), a Paulo Comelli (grande representante da Filatelia mineira e um dos Diretores da Federação Internacional de Filatelia – FIP), e a Lais Scuotto (profissional de Correios, museóloga, que conduziu a Filatelia por mais de duas décadas). O próximo homenageado será Leão W. Marek (dedicado ao comércio filatélico de São Paulo, com grandes contribuições ao desenvolvimento do mercado de selos em todo o Brasil). A obra de cada um deles vai agora ficar eternizada no campo filatélico.

Rolf Harald Meyer
Paulo Comelli
Lais Scuotto

Na próxima semana, acompanhe as publicações sobre cada um dos homenageados. Os personalizados em homenagem à Rolf Harald Meyer, Paulo Comelli e Lais Scuotto, já estão à venda na loja virtual e também podem ser encomendados nas agências próprias/terceirizadas.

Publicado em Programação Filatélica 2019 | 3 comentários
  1. Marco Antônio Lara disse:

    Parabéns pela homenagem. Mas infelizmente, a venda dos mesmos é restrita. Seria interessante e lucrativo, a colocação da venda dos mesmos no portfólio dos correios.
    Sucesso

  2. Anselmo Costa disse:

    A ABFM -Associação Brasileira de Filatelia Maçônica , parabeniza os Correios por mais esta iniciativa.

  3. Maria de Lourdes Fonseca disse:

    Essa Série de selos personalizados presta uma homenagem a personalidades que muito fizeram pela Filatelia, dentro e fora dos Correios! Parabéns ao Júlio Castro e à equipe dos Correios pela iniciativa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *